Tag: Idade Média

As Catedrais, Símbolos do Paraíso

| 16 de setembro de 2016 | Comente!
As Catedrais, Símbolos do Paraíso

A Catedral é a figura da Cidade de Deus, da Jerusalém celeste, imagem do Paraíso – a liturgia da sagração das igrejas o afirma; as paredes laterais são a imagem do Antigo e do Novo Testamento; os pilares e as colunas são os profetas e os Apóstolos que sustentam a abóbada de que Cristo é […]

Leia mais

Por que a Idade Média é tão antipatizada e caluniada? Não seria precisamente por suas qualidades?

| 30 de agosto de 2016 | Comente!
Por que a Idade Média é tão antipatizada e caluniada? Não seria precisamente por suas qualidades?

O historiador e crítico de arte britânico T. J. Clark, professor aposentado de Harvard e Berkeley, aos 70 anos, ainda conserva a fama de marxista polêmico. Clark afirma que desconhece alternativa ideológica capaz de barrar o avanço da Europa rumo a um novo fascismo de direita, e admite que nós, modernos, “não somos material para […]

Leia mais

A Devoção Medieval a Nossa Senhora

| 19 de agosto de 2016 | Comente!
A Devoção Medieval a Nossa Senhora

A devoção à Virgem predispõe os medievais ainda um tanto rudes à delicadeza, à piedade, à proteção dos fracos, ao respeito das mulheres. Traz em si uma virtude de civilização e de cortesia. Os testemunhos disso são infinitos e encantadores. Imagine-se que no século XII um monge de Saint-Médard, Gautier de Coinci, relatou em trinta […]

Leia mais

A Cidade de Deus e a Cidade do Homem

| 10 de julho de 2016 | Comente!
A Cidade de Deus e a Cidade do Homem

São Paulo distingue no ser humano – na primeira Epístola aos Tessalonicenses – o corpo, a alma e o espírito, enquanto em outras cartas se refere apenas ao corpo e à alma, como costuma ser apresentado na filosofia aristotélico-tomista. Ao tomar a divisão do homem em três partes, o Apóstolo atendia com certeza à mentalidade […]

Leia mais

Função e simbolismo da música

| 8 de julho de 2016 | 1 Comentário
Função e simbolismo da música

Para os sábios, a música é uma atividade intelectual e contemplativa. Ouvindo-a com inteligência penetra-se no mundo dos mistérios sublimes, das regras da harmonia, dos números eternos. Modos de degustar a música Os pensadores medievais insistiam em que há dois modos de degustar a música. Uma é a forma vulgar que fica no sensível, no prazer […]

Leia mais

O que aconteceu com o rei Ricardo da Inglaterra quando pulou no mar para lutar contra os mouros  

| 17 de junho de 2016 | 1 Comentário
O que aconteceu com o rei Ricardo da Inglaterra  quando pulou no mar para lutar contra os mouros   

Certa feita, o conde Lucanor afastou-se com seu conselheiro Patronio e lhe falou assim: – Patronio, eu confio muito em seu juízo. E sei que você sabe aconselhar como nenhuma outra pessoa no mundo. Por isso vos peço aconselhar-me como melhor sabes no que vou dizer agora. Você sabe muito bem que não sou mais […]

Leia mais

Guilherme Marechal da Inglaterra, o melhor cavaleiro do mundo

| 26 de janeiro de 2016 | Comente!
Guilherme Marechal da Inglaterra, o melhor cavaleiro do mundo

O rei Felipe Augusto da França tinha a Corte reunida na região do Gâtinais quando lhe chegou a nova da morte de Guilherme, a quem muito apreciava. Em companhia de seus parentes e dos principais barões, acabava de jantar. Os senhores de posição inferior, que haviam servido a mesa, começavam a comer. Entre eles se […]

Leia mais

Os ritmos da vida e horários ditados pelos sinos religiosos e públicos

| 16 de janeiro de 2016 | Comente!
Os ritmos da vida e horários  ditados pelos sinos religiosos e públicos

Nas ruidosas cidades medievais, onde fervilhava uma população incessantemente atarefada, a voz dos sinos contava as horas, e também isso fazia parte do “fundo sonoro”. O ângelus — de manhã, ao meio-dia e à noite — marca as horas de trabalho e de repouso, desempenhando o papel das modernas sirenes de fábrica. O sino anuncia […]

Leia mais

Enrique conde de Champagne, largo com Deus e com os homens

| 12 de janeiro de 2016 | Comente!
Enrique conde de Champagne, largo com Deus e com os homens

Enrique, conde de Champagne e Brie foi chamado o conde Enrique o Largo, e ele mereceu bem esse nome, pois ele foi largo com Deus e com os homens. Que foi generoso em relação a Deus atestam-no a igreja de Santo Estevão de Troyes e as outras igrejas que ele fez construir na Champagne. E […]

Leia mais

A família nobre ou popular era a verdadeira detentora da propriedade

| 23 de novembro de 2015 | Comente!
A família nobre ou popular era a verdadeira detentora da propriedade

Não deixar o patrimônio enfraquecer, tal é realmente o fim a que visam todos os costumes medievais. Por isso havia sempre um único herdeiro, pelo menos para os feudos nobres. Temia-se a fragmentação que empobrece a terra,dividindo-a ao infinito. O parcelamento foi sempre fonte de discussões e de processos, além de prejudicar o cultivador e […]

Leia mais