Psicose Ambientalista
Cadastre-se

Irmãos de Jesus, Intercessão dos Santos, Batismo de Adultos

| 30 de abril de 2009 | 18 Comentários

“(…) Muito interessante a seção de perguntas e respostas dessa home-page. (…) Lendo em Mateus 12:46-50, vemos que JESUS é interrompido de um sermão por alguém que diz que sua mãe (carnal) e seus irmãos (carnais, no caso) (…) Como os Católicos interpretam essa passagem e as outras (…) Aproveitando, queria perguntar também sobre a questão de Maria e os santos intercederem por nós junto à DEUS. JESUS não é o único intercessor ? (…) E só mais uma coisa: Porque na Igreja Católica se batizam crianças (…)”

Recebido em 10/8/99

Prezado Sr. Frederico Viotti:

Muito interessante a seção de perguntas e respostas dessa home-page. Encontrei esse site por acaso e aproveito para expor algumas idéias e perguntas que há tempo me deixam curioso. As mais polêmicas e intrigantes são a respeito de um assunto que os protestantes sabem muito bem como provar, através da Bíblia, que os Católicos se “equivocam” (pelo menos aqueles que não possuem conhecimento bíblico).  É sobre a virgindade de Maria durante sua vida.

Lendo em Mateus 12:46-50, vemos que JESUS é interrompido de um sermão por alguém que diz que sua mãe (carnal) e seus irmãos (carnais, no caso) estavam querendo lhe falar, e ele, claramente contesta, como já sabemos…  Mas, o que me intriga é, na verdade, como a ocasião Bíblica se refere primeiramente aos irmãos e mãe carnais de Cristo (vers. 47) e depois aos irmãos e mães pela fé (vers. 49 e 50), não deixando dúvidas de que JESUS não se referia (em ambos os versículos) aos irmãos e mães espirituais, que
somos todos nós. Esses versículos se referem distintivamente aos dois tipos, significando a existência de irmãos carnais de JESUS e, com isso, filhos carnais de Maria.

Como os Católicos interpretam essa passagem e as outras que já me mostraram que citam os outros filhos (carnais) de Maria, como Tiago, Simão, Judas ?

Existem passagens que confirmam a virgindade de Maria mesmo depois de ter dado a luz à JESUS, pelo Espírito Santo ?

Aproveitando, queria perguntar também sobre a questão de Maria e os santos intercederem por nós junto à DEUS.  JESUS não é o único intercessor? Não devemos orar pedindo tudo o que necessitamos à DEUS, em nome de JESUS ?

E só mais uma coisa:  Porque na Igreja Católica se batizam crianças se, na própria Bíblia, como dizem os protestantes, não existe nenhuma passagem em que um bebê é batizado, sendo só adultos (como foi o próprio JESUS.)

Desculpe-me se me alonguei muito nas perguntas, mas acho que, através de seus estudos, você pode me esclarecer completamente essas dúvidas e as de muitos católicos que tenho certeza que não saberiam discutir sobre isso com um protestante.  Sem mais, agradeço antecipadamente.
A.

* Resposta

Respondido em 10/8/99

Prezado A, Salve Maria!

Suas perguntas são três:

1) A eterna virgindade de Nossa Senhora / os “Irmãos de Jesus
2) A intercessão dos Santos
3) O Batismo de Crianças

Vamos às respostas:

1) Desde o início do cristianismo Nossa Senhora era cultuada como “Áiepartenon”, isto é, a “sempre Virgem”.

Os irmãos de Jesus, como fica claro pelo próprio texto bíblico, eram filhos de Alfeu e sua esposa, e não de José e Maria.

Em diversos lugares o Evangelho fala desses ‘irmãos’. Assim, S. Marcos e S. Lucas referem que ‘estando Jesus a falar, disse-lhe alguém: eis que estão lá fora tua mãe e teus irmãos que querem ver-te” (Mt 12, 46-47; Mc 3, 31-32; Lc 8, 19-20).

S. João, por sua vez, fala de tais ‘irmãos’ (Jo 7, 1-10).

A bela objeção apenas mostra uma ignorância da própria Bíblia que os protestantes dizem conhecer…

As línguas hebraica e aramaica não possuem palavras que traduzam o nosso ‘primo’ ou ‘prima’, e serve-se da palavra ‘irmão’ ou ‘irmã’.

A palavra hebraica ‘ha’, e a aramaica ‘aha’, são empregadas para designar ‘irmãos’ ou ‘irmãs’ dos mesmo pai, não da mesma mãe (Gn 37, 16; 42, 15; 43, 5; 12, 8-14; 39, 15), sobrinhos, primos irmãos (1 Par 23, 21), e primos segundos (Lv 10, 4) – e até ‘parentes’ em geral (Job 19, 13-14; 42, 11).

Os trechos acima demonstram, inequivocamente, que a palavra ‘irmão’ era uma expressão genérica, geral.

Há muitos exemplos na Sagrada Escritura. Lê-se no Gêneses que ‘Taré era pai de Abraão e de Harão, e que Harão gerou a Lot (Gn 11, 27), que, por conseguinte, vinha a ser sobrinho de Abraão. Contudo, no mesmo Gênesis, mais adiante, chama a Lot ‘irmão de Abraão’ (Gn 13, 3). ‘Disse Abraão a Lot: nós somos irmãos” (Gn 14, 14)

Jacó se declara irmão de Labão, quando, na verdade, era filho de Rebeca, irmã de Labão (Gn 29, 12-15).

No Novo Testamento, fica claríssimo que os ‘irmãos de Jesus’ não eram filhos de Nossa Senhora.

Os supostos ‘irmãos de Jesus’ são indicados por S. Marcos: “Não é este o carpinteiro, filho de Maria e irmão de Tiago, e de José, e de Judas e de Simão e não estão aqui conosco suas irmãs?”

Tiago e Judas, conforme afirma S. Lucas, eram filhos de Alfeu e Cleófas: ‘Chamou Tiago, filho de Alfeu… e Judas, irmão de Tiago” (Lc 6, 15-16). E ainda: “Chamou Judas, irmão de Tiago” ( Lc 6, 16)

Quanto a ‘José’, S. Mateus diz que é irmão de Tiago: “Entre os quais estava… Maria, mãe de Tiago e de José” (Mt 27, 56).

Em S. Mateus se lê: “Estavam ali (no calvário), a observar de longe…., Maria Mágdala, Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu”. Essa Maria, mãe de Tiago e José, não é a esposa de S. José, mas de Cleofas, conforme S. João (19, 25). Era também a irmã de Nossa Senhora, como se lê em S. João (19, 25): “Estavam junto à Cruz de Jesus sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria (esposa) de Cleofas, e Maria de Mágadala”.

Simão, irmão dos três outros, ‘Tiago, José e Judas’ são verdadeiramente irmãos entre si, filhos do mesmo pai e da mesma mãe. Alfeu ou Cleophas é o pai deles.

Da mesma forma, se Nossa Senhora tivesse outros filhos, ela não teria ficado aos cuidados de S. João Evangelista, que não era da família, mas com seu filho mais velho, segundo ordenava a Lei de Moisés.

Eis um dilema sem saída para os protestantes, pois os ‘irmãos de Jesus’ são filhos de Maria Cléofas e Alfeu.

Também decorre uma pergunta: Por que nunca os evangelhos chamam os ‘irmãos de Jesus’ de ‘filhos de Maria’ ou de ‘José’, como fazem em relação à Nosso Senhor? E por que, durante toda a vida da Sagrada Família, apenas contam-se três membros: Jesus, Maria e José?

Portanto, alex, a própria Sagrada Escritura demonstra que os supostos ‘irmãos’ de Jesus são seus primos e não seus irmãos carnais.

Sua afirmação de que o trecho de S. Mateus tem duas passagens, uma referindo-se à filiação carnal e a segunda à filiação espiritual ficam sem sentido, visto que não conferem com o texto bíblico. Na realidade, essa sua pergunta é muito mais uma objeção protestante, visto que a sentença de S. Mateus não deixa margem à interpretação por você aludida.

A virgindade eterna de Maria é facilmente demonstrável, quer seja pela Sagrada Escritura, quer seja pela lógica.

O que devemos provar: a) Nossa Senhora era Virgem antes do parto; b) Nossa Senhora permaneceu Virgem durante o parto e c) Nossa Senhora permaneceu virgem após o parto.

Três asserções que lhe vou provar aqui com a Bíblia na mão, e um pouco de lógica na cabeça. Aliás, a terceira já está provada pela própria explicação dos irmãos de Jesus. Todavia, vamos aprofundar mais um pouco a análise.

A primeira asserção é admitida pelos próprios protestantes, pois se encontra positivamente no Evangelho: “O Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma virgem desposada… e o nome da Virgem era Maria”. (Luc. I, 26).

Mais positivo ainda é o testemunho da própria Virgem objetando ao anjo: “Como se fará isso, pois eu não conheço varão?”. Nenhuma dúvida subsiste – Maria Santíssima era Virgem.

A segunda asserção, mostrando que a Mãe de Jesus ficou virgem no parto, pode deduzir-se dos mesmos textos. O que é concebido por milagre deve nascer por milagre; o nascimento é a conseqüência da concepção; sem esta conseqüência, o milagre seria incompleto. Em outras palavras, Deus teria operado um milagre incompleto ao desejar manter a virgindade de Nossa Senhora e não tendo levado essa promessa até o final. “Como se fará isso, pois eu não conheço varão?” “O Santo, que há de nascer de ti, será chamado Filho de Deus, porque a Deus nada é impossível” (Luc 1, 35). A Deus nada é impossível, a virgindade de Nossa Senhora seria preservada, mesmo ela “não conhecendo varão”.

Continuamos na argumentação. O Evangelho nos mostra que Maria, tendo chegado ao termo ordinário da natureza, “deu à luz o seu filho. E estando ali, aconteceu completarem-se os dias em que devia dar à luz” (Luc. 1, 6).

Ora, “conceber” e “dar à luz” são dois termos de uma ação única. A mãe concebe, para dar à luz – é uma só ação: gerar filhos. O parto e a conceição são inseparavelmente ligados, sendo o primeiro o preço doloroso da segunda (perder a virgindade); sendo Maria Santíssima libertada da segunda parte, por meio do milagre de Deus, deve sê-lo da primeira, pois para Deus não é mais custoso fazer “nascer” virginalmente do que fazer “conceber” virginalmente.

Ademais, se a ação virginal havia começado, pela ação do Espírito Santo, Deus completaria essa ação no momento em que esta chegasse ao seu final. É uma conceqüência lógica e necessária, sob pena de negar o milagre completo de Deus manifestado em sua vontade e na resolução de Nossa Senhora de manter a virgindade.

A própria dúvida de Nossa Senhora em relação à concepção deixa claro a posição dela perante a virgindade: “Como se fará isso, pois eu não conheço varão?”. O Anjo resolve o problema: “O Santo, que há de nascer de ti, será chamado Filho de Deus, porque a Deus nada é impossível (Luc. 1, 35).

A conceição da Virgem Santíssima é, pois, obra do Espírito Santo: “O Espírito Santo descerá sobre ti e a virtude do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. E por isso mesmo o santo que há de nascer de ti será chamado Filho de Deus. (Luc. 1, 35).

“Conceber” Jesus e “dá-lo à luz” são, textual e literalmente, um só milagre, o milagre da encarnação. Separar estes dois termos, que o Evangelista resumiu de propósito numa única frase, é adulterar de maneira visível o texto e a significação da palavra de Deus.

Sendo Nossa Senhora virgem antes do parto, deve sê-lo também durante o parto, pois o milagre da encarnação é uno e completo. E isto é muito conforme à profecia: “uma virgem conceberá e dará à luz”. É o próprio Evangelho que faz a aplicação desta profecia: “Ora, tudo aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo Senhor, por meio do profeta (Mat. 1, 22). Ou seja, conceber e dar à luz, virginalmente!

A Virgindade de Nossa Senhora antes e durante o parto é uma verdade que não se pode negar, senão espisinhando-se todas as regras da lógica e da hermenêutica. Deus quis manter a virgindade de Nossa Senhora antes e durante o parto, não o precisava, mas assim o fez.

Sobre a virgindade de Nossa Senhora após o parto, já provamos anteriormente. Todavia, para dar mais realce à explicação, façamos um pequeno exercício de hermenêutica.

Quando Nossa Senhora afirma, categoricamente, “eu não conheço varão”, ela não está dizendo que “até o momento eu não conheço”, mas que ela, por opção pessoal, não “conhece varão”, o que dá uma extensão geral à sua afirmação. Segundo a tradição, Nossa Senhora havia feito um voto de castidade perpétua e assim o manteve, mesmo vivendo com S. José, como fica clara pela própria afirmação dela (“Eu não conheço varão), quando já estava desposada de S. José.

Se não fosse propósito de Nossa Senhora manter a castidade perpétua, sua afirmação não teria propósito, pois o Anjo poderia lhe responder: “se ainda não conhece, conhecê-lo-á logo; não é José teu esposo? “. A sua afirmação só faz sentido, dentro do contexto, tendo Nossa Senhora feito o voto de castidade perpétua.

S. Marcos, na mesma linha, chama Jesus “O filho de Maria” – “uiós Marias” – (Marc. 6, 3), e não um dos filhos de Maria, como querendo mostrar que ele era o seu filho único.

Terminando tudo o que dissemos sobre a a virgindade de Nossa Senhora, transcrevo aqui este belo soneto doutrinal, escrito pelo próprio demônio, por ordem de dois santos religiosos. Em 1823, dois sacerdotes dominicanos, Pes. Bassiti e Pignataro, estavam exorcizando um menino possesso, de 12 anos de idade, analfabeto. Para humilhar o demônio, obrigaram-no, em nome de Deus, a demonstrar a veracidade da Imaculada Conceição de Maria. Para surpresa dos sacerdotes, pela boca do menino possesso, o demônio compôs o seguinte soneto:

“Sou verdadeira mãe de um Deus que é filho,
E sou sua filha, ainda ao ser-lhe mãe;
Ele de eterno existe e é meu filho,
E eu nasci no tempo e sou sua mãe.

Ele é meu Criador e é meu filho,
E eu sou sua criatura e sua mãe;
Foi divinal prodígio ser meu filho
Um Deus eterno e ter a mim por mãe.

O ser da mãe é quase o ser do filho,
Visto que o filho deu o ser à mãe
E foi a mãe que deu o ser ao filho;

Se, pois, do filho teve o ser a mãe,
Ou há de se dizer manchado o filho
Ou se dirá Imaculada a mãe.

Conta-se que o Papa Pio IX chorou, ao ler esse soneto que contém um profundíssimo argumento de razão em favor da Imaculada.

2) A intercessão dos Santos:

“Orai uns pelos outros, para serdes salvos, porque a oração do justo, sendo fervorosa, pode muito”(Tgo 5, 16)  Orar quer dizer prestar homenagem, louvar, exaltar, suplicar, embora nem toda homenagem seja uma oração.

“Tomai sete touros… e ide a meu servo Job… o meu servo Job… orará por vós e admitirei propício a sua face” (Job 42, 8). Deus não apenas permite, mas ordena “ide” e promete escutar a prece que Job há de fazer em favor dos seus amigos.

Nosso Senhor nos manda “Orar uns pelos outros “(MT 5, 44). S. Tiago nos ordena de “orar uns pelos outros (Tgo. 5, 16). S. Paulo diz que “ora pelos colossenses” (Col. 1, 3).

No evangelho de S. Mateus (20, 30), Jesus Cristo ensina que os “santos são como os anjos de Deus no céu”. Zacarias diz: “que o anjo intercedeu por Jerusalém ao Senhor dos exércitos” (1, 12 -13).

Os justos, os santos e os anjos do Céu se interessam pelos homens, intercedem pelos homens, e devem ser invocados e louvados.

O arcanjo Rafael diz a Tobias: “Quando rezavas com lágrimas, e sepultavas os mortos, eu oferecia tua oração a Deus (Tob. 7, 12) (Os protestantes tiraram esse livro).

A própria Bíblia aplica o título de mediador também a Moisés (Dt 5, 5): “Eu fui naquele tempo intérprete e mediador entre o Senhor e vós”.

E S. Paulo, na mesma carta em que declara Jesus como único mediador entre Deus e os homens, indica também mediadores ‘secundários’ (I Tm 2, 1-5): “Recomenda que façam preces, orações, súplicas e ações de graças por todos os homens…” Pois, fazer orações por outros, é de fato, ser intercessor e mediador entre Deus e os outros.

Quando a Sagrada Escritura diz que Nosso Senhor é o único caminho entre os homens e Deus, não quer dizer que entre os homens e Nosso Senhor não possa haver intercessores. É claro, só Nosso Senhor é o intercessor entre nós e Deus Pai, mas não significa que entre nós e Ele não existam degraus de pessoas que O conheceram, amaram e serviram de forma exemplar.

O poder de interceder está expresso em diversas passagens das Sagradas Escrituras. Lembre-se das Bodas de Caná, onde Nosso Senhor não queria fazer o milagre, pois “ainda não havia chegado Sua hora” e “o que temos nós a ver com isso (com a falta de vinho)?”. Bastou Nossa Senhora pedir para que seu Filho fizesse o milagre, que Ele adiantou sua hora para atender à intercessão de sua Mãe Santíssima. Quer maior poder de interceder do que esse? Fazer com que Deus, por assim dizer, mudasse seus planos? É tal o poder de Nossa Senhora que a doutrina católica a chama de onipotência suplicante, ou seja, Aquela que tem, por meio de sua súplica a seu Filho, o poder onipotente!

Sobre os santos, também existem diversas passagens em que Deus só atende por meio da intercessão deles, como, por exemplo, no caso de Jó, em que Deus expressamente mandou que um dos que pediam a Ele pedisse através de seu servo Jó. Ou mesmo do discípulo de Santo Elias, que só fazia milagres quando pedia através do Deus de Elias.

Ora, é natural que Deus atenda àqueles que estão mais perto dele do que àqueles que estão mais distantes. Quanto maior a virtude de uma pessoa, tanto mais perto de Deus ela está e tanto mais pode interceder.

Sobre a intercessão dos Santos após a morte:

Jeremias: “E o Senhor disse-me: ainda que Moisés e Samuel se pusessem diante de mim, a minha alma não se inclinaria para este povo; tira-os da minha face e retirem-se” (Jer 15, 1 ss).).No tempo de Jeremias, estavam mortos Moisés e Samuel, mas sua possível intercessão é confirmada pelas palavras do próprio Deus: “ainda que Moisés e Samuel se pusessem diante de mim…”, quer dizer que eles poderiam se colocar diante de Deus para pedir clemência para com aquele povo.” Em outras palavras, Deus deixa clara a possibilidade da intercessão após a morte.

santos são como os anjos de Deus no céu” (S. Mateus 22, 30). Zacarias diz: “que o anjo intercedeu por Jerusalém ao Senhor dos exércitos” (1, 12 -13).

Em II Mac 15, 12-15 lemos: “Parecia-lhe (a Judas Macabeu) que Onias, sumo sacerdote (já falecido!)… orava de mãos estendidas por todo o povo judeu… Onias apontando para ele, disse: ‘Este é amigo de seus irmãos e do povo de Israel; é Jeremias (falecido), profeta de Deus, que ora muito pelo povo e por toda a cidade santa”.

Mais: em Ap. 6, 9s, os mártires, junto ao altar de Deus nos céus, clamam em alta voz: “Até quando, ó Senhor Santo e verdadeiro, tardarás a fazer justiça, vingando nosso sangue contra os habitantes da terra?”

3) Batismo de Crianças

Primeiramente, nem tudo está na Bíblia, como afirma S. João: “Há ainda muitas coisas feitas por Jesus, as quais, se se escrevessem uma por uma, creio que este mundo não poderia conter os livros que se deveriam escrever (Jo 21,25).

Ou seja, o fato de não estar na Bíblia não prova que não se deva batizar crianças.

A pergunta deveria ser inversa: Onde estão as provas bíblicas para a afirmação de que apenas os adultos devem ser batizados?

Agora, vamos provar que Deus deseja o batismo das crianças.

Desde o início da Igreja, os apóstolos batizavam os recém-nascidos. Assim se expressa Orígenes (185 – 255): “A Igreja recebeu dos Apóstolos a tradição de dar batismo também aos recém-nascidos”. (Epist. ad Rom. Livro 5, 9). E S. Cipriano, em 258, escreve: “Do batismo e da graça não devemos afastar as crianças”. (Carta a Fido).

Santo Irineu, que viveu entre 140 a 204, afirma: “Jesus veio salvar a todos os que através dele nasceram de novo de Deus: os recém-nascidos, os meninos, os jovens e os velhos”. (Adv. Haer. livro 2)

Na “Nova e Eterna Aliança”, o batismo substitui a circuncisão da “Antiga Aliança”, como rito de entrada para o povo escolhido de Deus. Ora, se o próprio Deus ordenou a Abraão circuncidar os meninos já no 8o dia depois do nascimento, sem exigir deles uma fé adulta e livre escolha, então não seria lógico recusar o batismo às crianças dos pais cristãos, por causa de tais exigências.

O manual dos Apóstolos, também conhecido como ‘didaqué’, prescreve o batismo para crianças.

Ou seja, era costume dos apóstolos batizarem as crianças, segundo a importância que é o sacramento do “Batismo”, pois “quem não renascer da água e do Espírito Santo, não pode entrar no Reino de Deus”.

A posição protestante é insustentável, visto que se eles tivessem que seguir tudo o que a Bíblia ordena, como ficariam certas normas do Antigo Testamento que não foram abolidas no Novo, mas pela Igreja que eles rejeitam? Exemplos: Não acender fogo (para cozinhar) em nenhuma moradia no sábado (Ex. 35,3). Não semear diferentes espécies no mesmo campo (Lev. 19,19). Não semear e colher nada, nos campos e na vinha, no ano sabático (Ex. 23, 10-11) e (Lev. 25 3-5). Não comer os frutos das árvores nos primeiros três anos (Lev 19, 23-25).

Esperando ter respondido suas perguntas, despeço-me,

Seu em Cristo e Maria,

Frederico Viotti
Frente Universitária Lepanto

email

Categoria: Debate com Protestantes

Comentários (18)

Trackback URL | Feed RSS de Comentários

  1. EDMILSON disse:

    VEJA MAS ESSE ESTUDO LUIZ E SE ENCANTE NOSSA SENHORA FOI SEMPRE VIRGEM
    /
    Honra teu pai e tua mãe, para que teus dias se prolonguem sobre a terra que te dá o Senhor, teu Deus. (Êxodo 20, 12)

    /////////////

    Honra teu pai e tua mãe, como te mandou o Senhor, para que se prolonguem teus dias e prosperes na terra que te deu o Senhor teu Deus. (Deuteronômio 5, 16)

    A Genealogia dos Irmãos
    ________________________________________
    Maria teve outros filhos …? Ou ela fez?
    Mateus 13:55-56 e Marcos 6:3, ambos dizem: “Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, e JO’SES (José), e de Judas e de Simão? E não são Suas irmãs aqui com a gente? ” (Nota! Somente o “carpinteiro” é chamado de “o filho de Maria” e não “um filho de Maria”) Algumas pessoas se referem a esses versos como ‘prova’, que Maria teve outros filhos. Veja também: Mt 0:46, Mc 03:31, Lc 8:19, Jo 7:05.
    ________________________________________
    Vamos examinar mais de perto, usando a sua Bíblia …
    A palavra: “irmãos” … aparece mais de 530 vezes na Bíblia.
    “Irmão” …. aparece mais de 350 vezes.
    ‘Brothers’ … aparece apenas uma vez, em Números 36:11.
    ‘Sister’ ….. aparece mais de 100 vezes.
    ‘Sisters’ …. aparece mais de 15 vezes.
    //
    IRMÃOS: Esta é uma palavra plural de “irmão”, como mostrado nos dicionários.
    IRMÃO: A palavra hebraica ‘ACH’, é geralmente traduzida como “irmão”. Desde hebraico e aramaico no qual o Evangelho de Mateus foi escrito, tinha menos palavras do que o nosso Inglês, os judeus naquele tempo, usado em um sentido mais amplo para expressar parentesco. Os termos hebraicos para os diferentes níveis e graus de relação não existia. ‘Irmão’ significava os filhos do mesmo pai , e todos os membros masculinos da mesma clã ou tribo. Em grego, em que o Evangelho de Marcos foi escrito, a palavra “irmão” é ” adelphos “(adelphos), ou seja, um irmão de sangue, ou pertencentes às mesmas pessoas, ou um compatriota, ou um irmão. Ainda hoje, a palavra é usada em um sentido mais amplo, de modo que os amigos, aliados, irmãos, e concidadãos podem ser incluídos na mesma fraternidade.
    //
    Não foi diferente na época de Cristo. Quatro dicionários Tenho verificado lista de três ou quatro classes de significados da palavra “irmão”. A primeira classe diz respeito a filhos dos mesmos pais. As outras duas ou três classes de dizer, parente próximo, um amigo próximo, um amigo, um membro de uma ordem religiosa, uma colega de uma igreja cristã, etc Quantas vezes você já viu Evangelistas TV abordar seu público como ” Nossos irmãos e irmãs “? Detratores de Maria aceitam os três últimos significados para atender a si mesmos, mas quando se trata de Maria, a Mãe de Deus, eles sempre se referem ao primeiro significado. Isso é justo com ela? Como você explica isso?
    //
    Nas palavras do próprio Jesus Cristo, olhe para João 20:17, onde Ele disse a Maria Madalena: “Não toque em mim, pois eu ainda não subi para meu Pai, mas vai para meus” irmãos “(” irmãos “em algumas Bíblias) e dizer-lhes: ‘Subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus. ”
    //
    Agora, no versículo seguinte, a quem ela foi?
    João 20:18, “Maria Madalena foi e anunciou aos” discípulos “,” Eu vi o Senhor, e essas coisas que Ele me disse. ”
    Quando Jesus disse: “IRMÃOS”, Ele quis dizer seus “discípulos”, e não irmãos de sangue.
    //
    Veja Matt 28:10, Jesus disse-lhes: “Não tenhais medo; vão, dizer a meus irmãos que estão a partir para a Galiléia;. Lá eles me vereis”
    //
    Agora, quem foi para a Galiléia, para encontrar Jesus?
    Mateus 28:16: “Mas os onze discípulos para a Galiléia, para o monte que Jesus lhes tinha dirigido para onde ir.”
    Mais uma vez, quando Jesus disse: “IRMÃOS”, Ele quis dizer Seus ” discípulos “, e não irmãos de sangue.
    //

    Mateus 23:08, Jesus disse: “… e todos vós sois irmãos.”
    Somos todos irmãos de sangue? Lc 22:31-32: “Simão, Simão, eis que Satanás pediu para tê-lo, para que ele vos cirandar como trigo, mas eu roguei por ti para que tua fé não desfaleça;. e quando você se converter, fortaleça os seus irmãos ” Jesus falou a Simão Pedro e aqui a palavra “irmãos” é plural . Jesus quis dizer irmãos de sangue de Pedro ou dos outros Apóstolos?
    //

    Outro exemplo das palavras de Jesus Cristo
    Jesus nos diz que seus “irmãos” e “irmãs” estão em Mateus 12:50 e Marcos 3:34-35: “Porque todo aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus, Ele é meu irmão, irmã e mãe. ”
    //
    Portanto, para aqueles que insistem que a palavra “irmão” ou “irmã” significa irmãos de sangue apenas, ou do mesmo útero, eles terão que ajustar seu pensamento em conformidade com o que foi dito aqui . Se não, então todos no mundo inteiro terá que ser visto como um irmão de sangue ou irmã de Jesus Cristo.
    //
    Aqui está mais um versículo importante sobre “os irmãos”: Jo 7:05, “Até mesmo seus irmãos não acreditavam em ele. ” Agora, se aqueles eram irmãos de sangue de Jesus, como muitos não-católicos afirmam que eles foram, então eles devem ter vivido com ele por muito de seus primeiros 30 anos na terra.
    //
    Aqueles que afirmam Ele tinha irmãos, sabem muito bem que sua mãe e pai adotivo sabia quem Ele era, e, claro, creram nele. Será que eles, então, também nos fazer acreditar que seus irmãos não sabiam quem Ele era e não acreditar Nele?
    //
    Aqui está uma do Antigo Testamento que gostaria que algum protestante viesse para explicar ou para quem acredita que Maria teve “outros filhos”, simplesmente porque a Bíblia usa a palavra “irmãos” em vários versos. 1 Crônicas 23:22: King James Bible …

    ” E morreu Eleazar, e não teve filhos, mas filhas : e seus irmãos, os filhos de Kish levaram . ”
    Por favor, explique como as filhas de Eleazar foram levados por seus irmãos de sangue quando Eleazar não teve filhos?
    //
    Veja também: Num 08:26, 1Sm 30:23, 2Sm 01:26, 1Rs 09:13, 2Cr 29:34, Atos 02:37, Atos 03:22, Atos 07:23.
    ________________________________________
    Para o Exemplo …
    Se você ler Gênesis 29:15: “E Labão disse a Jacó: Porque tu és meu irmão No começo você acha que Jacó e Labão eram irmãos de sangue.
    //
    Agora compare Gn 29:5, “.. sabe a Labão, filho de Naor …” Compare Gen 25:21-26, e você vai ver Jacob era o filho de Isaac e Rebeca.
    //
    Labão era o filho de Naor. Eles não eram irmãos de sangue, mas concidadãos. Cristo diz à multidão e os seus discípulos em Mt 23,1-8: “E todos vós sois irmãos.”Ele quis dizer que eles eram todos irmãos de sangue? Claro que não.
    //
    Em 1Cor 15:06, Jesus apareceu a quinhentos “irmãos” de uma só vez. Poderia tudo isso ser irmãos de sangue?
    //
    Dificilmente. Então lá Pedro está falando antes de cento e vinte irmãos em Atos 1:15-16. 1Cr 26:30 nos diz que Hasabias tinha setecentos “irmãos”. Como é que a sua mãe nunca realizar essa façanha?
    //

    Paulo fala de um ‘chamado de irmão “em 1Cor 5:11 e 1 Coríntios 8:11-13. IRMÃOS Paulo pede “, rogai por nós. Saudai a todos os irmãos com ósculo santo “, em 1Ts 5,25-26.
    //

    A Bíblia tem muitos versículos mais semelhantes. Ninguém tem um problema com estes versos. Por que então eles têm um problema quando ‘Maria’ é introduzido no versículo?
    //
    Agora temos quatro “irmãos”, Tiago, jose, Simão e Judas para explicar como está escrito em Marcos 6:03 …
    Mc 15,40: “Há também estavam algumas mulheres olhando de longe, entre as quais Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago o Menor e de Jose, e Salomé”. Essas pessoas eram na crucificação.
    //
    Jo 19:25, “E junto à cruz de Jesus estava sua mãe (Maria) e sua mãe irmã, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena.”
    //
    Note-se que, se neste versículo a palavra “irmã” significava irmã de sangue, que ela não é chamada aqui. O contexto e a colocação das vírgulas impede que havia duas meninas da mesma família, ambos com o mesmo nome de Maria.
    //
    Não seria esta causa muita confusão na família? Em comparação o cuidado de Mc 15:40 vê-se que Maria, a Mãe de Jesus não é mencionado, mas Salomé . E Salomé também é indiretamente mencionada em Mateus 27:56 como a mãe dos filhos de Zebedeu. Portanto, pode-se supor que Salomé é a irmã sem nome de Maria neste verso.
    //
    Mt 10:2-3 “…” Tiago “, filho de Alfeu, e Lebbaeus, cujo sobrenome era Tadeu”. Alfeu é uma tradução alternativa de Cléofas (Cléofas) e por isso ele é a mesma pessoa.
    //
    Atos 1:13, “… Tiago, filho de Alfeu, e Simão Zelotes e Judas, irmão de Tiago.”
    //
    VEJA QUE…
    A partir dessas quatro passagens, vemos que temos uma outra “Maria”, que era a esposa de Cleofas (Alfeu), e a mãe dos três “irmãos” de Jesus, Tiago (o menor), e Jose, e Judas.
    //
    Isto mostra claramente que Maria, a mãe de Jesus, não era a mãe de Tiago, Jose e Judas de Mc 06:03. Para manter Mc 6,3 em harmonia, já que os três não são filhos de Maria, a mãe de Jesus, então SIMÃO também não é.
    //
    SIMON é o cananeu Mc 3,18, também chamado de o “zelote” (Zelo’tes), Mt 10:04, Lc 06:15, Atos 01:13. Judas, que foi o autor da Epístola de Judas, diz que é irmão de Tiago em Judas 1:01.
    //
    Judas também foi chamado de “Tadeu” em Mt 10:03 e em Mc 3,18. Esta foi a distingui-lo de Judas Iscariotes. Lc 6:16 distingue mais os dois, dizendo: “E Judas (Judas), o irmão de Tiago, e Judas Iscariotes, que foi o traidor.”
    //
    Veja mas refutações:
    Jo 19,26-27: “Quando Jesus viu sua mãe, e que o discípulo a quem ele amava …” O discípulo era João, o autor do Evangelho de João. “Então disse ao discípulo: Eis aí tua mãe.”
    foi John um filho de Maria e irmão de sangue de Jesus?
    //
    Leia os seguintes versículos para ver …
    Mc 1:19, “… Ele viu Tiago, filho de Zebedeu, e JOÃO, seu irmão.”
    //
    Mc 3,17: “E Tiago, filho de Zebedeu, e JOÃO, irmão de Tiago.”
    //
    Em nenhuma dessas passagens é dito que Jesus viu um irmão de sangue ou até mesmo os reconheceu como os homens que ele conhecia.
    //
    Mt 27:56, “Entre as quais estavam Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago (o menor) e Jose (Jose), e a mãe dos filhos de Zebedeu.”
    //
    Mt 20:20: “Então, a mãe dos filhos de Zebedeu, aproximaram-se dele, com seus filhos …”
    //
    Mc 15,40: “… entre elas Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago o Menor e de José, e Salomé (a mãe dos filhos de Zebedeu)”.
    //
    Lc 24:10: “Foi Maria Madalena … e Maria (” a outra Maria “) a mãe de Tiago (o menor) …”
    //
    Agora veja:
    Uma comparação entre Mt 27,56 e Mc 15,40, que claramente mostra que Zebedeu tinha uma esposa cujo nome era Salomé.
    //
    Ela é chamada de “mãe dos filhos de Zebedeu” em Mt 27,56 e Salomé em Mc 15,40. Eles tiveram dois filhos, João e Tiago, Mc 03:17. João ao pé da cruz, a quem Jesus deu a Sua mãe, não era filho de Maria, a mãe de Jesus, mas de Zebedeu e Salomé.
    //
    E mais a própria bíblia diz sobre honrar pai e mãe veja:
    //

    Honra teu pai e tua mãe, para que teus dias se prolonguem sobre a terra que te dá o Senhor, teu Deus. (Êxodo 20, 12)

    /////////////

    Honra teu pai e tua mãe, como te mandou o Senhor, para que se prolonguem teus dias e prosperes na terra que te deu o Senhor teu Deus. (Deuteronômio 5, 16)
    //
    E outra Jesus entregaria a sua mãe aos filhos e assim estaria de acordo com a própria bíblia.

    /
    Agora note que se realmente Jesus tevesse irmãos de sangue, por que então Ele não dar a sua mãe para eles? Pois para quem não sabe? A lei judaica teria exigido isso …

    VEJA:
    Genealogia:
    ________________________________________
    — Zebedeu —— Mt 04:21, Mc 01:19, Mc 03:17 —————-
    +> —— Gerou ——– James e John ————————-
    — Salomé ———— Mt 27:56, Mc 15:40 ——————–
    ________________________________________
    //
    — Cleophas-(Alfeu) – Mt 10:2-3, Jo 19:25, Atos 01:13 ——
    +> —— Gerou —— Tiago (o menor), Joseph (José), e Jude ———
    Maria —- outra Maria, Mt 27:56,61, 28:1, Jo 19:25 ——
    ________________________________________
    //
    — O ESPÍRITO SANTO —— Lc 01:35-38 ———————-
    +> —— Gerou —— JESUS CRISTO ——————–
    — Mary ——————— Lc 01:30-38 ——————- —-
    ________________________________________
    //
    Esta “Genealogia” mostra quem são os verdadeiros pais do “irmãos” em Marcos 06:03 e Mateus 13:55, ,
    e faz com que a palavra “irmão” um não-argumento.
    //
    Cristo … era o único filho de Maria,” irmãos “significa realmente ‘primos’ aqui, pois a Sagrada Escritura e os judeus sempre chamam primos irmãos”.
    Martin Luther, ( Sermões sobre João , capítulos 1-4, 1537-39).
    //
    ________________________________________
    //
    Notas adicionais …
    Mt 1:25: “E não a conheceu até que …”. O significado da palavra “até” ou “até”, significa uma ação que não ocorreu até certo ponto. Isso não implica a ação ocorreu mais tarde.
    //
    Gen 8:07: “Ele enviou um corvo, que saiu de lá para cá,” até “as águas se secaram sobre a terra.”
    Será que a parada corvo voar depois?
    //
    Dt 34:6, Moisés morreu “… e ninguém sabe sua sepultura” até “o dia de hoje.” Temos encontrado túmulo de Moisés?
    //
    2Sm 06:23, “… a filha de Saul, não teve filhos,” até “o dia de sua morte.” Será que ela tem um filho depois que ela morreu?
    //
    1Co 15:25: “Pois Ele deve reinar” até “Ele colocou todos os inimigos debaixo de seus pés.” Será que ele parar de reinar depois que Ele colocou os seus inimigos debaixo dos seus pés?
    //
    Se você pensa assim, então comparar Lucas 01:33 “, e seu reino não terá fim”.
    //
    1 Macc 5:54, “… nenhum deles foi morto” até “eles voltaram em paz.” Eles foram mortos depois?
    //
    Lucas 1:80, João Batista “… esteve nos desertos” até “o dia da sua manifestação a Israel.” Será que ele ficou no deserto? (Mateus 03:01, Marcos 1:3-4, Lucas 3:2-4)
    //
    Rom 8:22, “Porque sabemos que toda a criação geme e está cheia de dor” até “agora”. Será que ela ainda gemido?
    //
    1 Timóteo 4:13: “Até eu chegar, ser diligente na leitura, na exortação e ao ensino.” Quando Paulo chegou é que não há mais leitura, mais exortação, e não mais de ensino?
    //
    1 Tm 6:14, “…. que você mantenha o mandamento sem mácula, irrepreensível” até “a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo” Quando Jesus voltar, nós ainda obedecer ao mandamento?
    //
    Ap 2:25-26, “Mas o que você tem apegar ’til’ que eu venha. E para que vencer, e que mantém as minhas obras” até “o fim, eu lhe darei autoridade sobre as nações.” Devemos parar de prender rápido e parar de manter suas obras quando Ele voltar?
    //
    Lc 01:34: “Então, disse Maria ao anjo: Como se fará isto, visto que não conheço homem?” Isso mostra que Maria não tinha relações com um homem antes ela era virgem.
    //
    Lc 02:07: “E ela deu à luz seu filho primogênito” e envolveu-o em panos … ” Primogênito, na época da escrita dos Evangelhos, quis dizer, “a criança que abriu o útero. Veja Ex 13:02 e Num 03:12. Primogênito não implica que Maria teve outros filhos, como um único filho, é um “filho primogênito”.O autor desta carta é um deles.
    //
    ________________________________________
    RESUMINDO:
    Em nenhum lugar da Bíblia isso é dizer que Maria, a Mãe de Jesus, teve outros filhos.
    Por que, então, alguns insistem que ela teve?
    //
    A primeira pessoa a chamar a Maria “Bendita” É Deus, através do Arcanjo Gabriel em Lucas 1:28.
    MARIA É A ÚNICA PESSOA NA BÍBLIA INTEIRA a ser chamado de “Bendito és tu entre as mulheres.”
    //
    Sim, ela é uma mãe como qualquer outra mãe, mas O QUE A DIFERENÇA ENTRE OS FILHOS.
    Como qualquer bom Filho, Jesus Cristo vai defender sua mãe contra todos os seus detratores.
    //
    ________________________________________
    Referências Bíblicas: Gn 8:07, Gn 25:21-26, Gn 29:5,15, Ex 13:02, Nm 03:12, Nm 08:26, Dt 23:07, 1Sm 30:23, 2Sm 1: 26,6:23, 1Rs 9:13, 2King 10:13-14, 1Cr 23:22, 2Cr 29:34, Mt 01:25, Mt 04:21, Mt 10:2-4, Mt 12:46, * Mt 12:48-50, Mt 13:55-56, Mt 20:20, Mt 26:26, Mt 27:56,61, Mt 28:1, Mc 1:19, Mc 2:14, Mc 3: 17-21,31-35, Mc 6:03, Mc 15:40,47, Lc 01:34, Lc 02:07 Lc 2:41-51, Lc 05:10, Lc 06:16, Lc 08:19 , Lc 24:10, Jo 7:2-7, Jo 19:25-27, Jo 20:17-18, Atos 1:13-16, Rm 8:29, 1Co 5:11, 1Co 8:11-13 , 1Co 09:05, 1Co 15:06, Gal 1:19, 1Ts 5:25-26, 1 Pe 5:12, Judas 1:01

  2. EDMILSON disse:

    QUEM SÃO OS IRMÃOS DO SENHOR?
    RESPOSTA!
    ________________________________________
    Quando os protestantes se referem a Maria como “virgem”, eles inocentemente dizem que ela era virgem somente até o nascimento de Jesus. Então eles acreditam que ela e José tiveram filhos mais tarde se firmando nas passagens da Escritura que se refere “os irmãos do Senhor”.
    //
    Há cerca de dez casos no Novo Testamento, onde os “irmãos” e “irmãs” do Senhor são mencionados
    VEJAM:
    (Mt 12:46; Mateus 13:55, Marcos 3:31-34, Marcos 6:3, Lucas 8.: 19-20, João 2:12, 7:03, 5, 10, Atos 1:14, 1 Coríntios 09:05)
    //
    RESUMINDO… Meus caros protestantes entendam que o termo “irmão” (em grego: adelphos ) tem um grande significado na Bíblia.
    //
    Ela não está restrita ao significado literal de um irmão cheio ou meio-irmão. O mesmo vale para “irmã” ( Adelphe ) e a forma plural “irmãos” ( adelphoi ).
    //
    E OUTRA:
    O Antigo Testamento mostra claramente que o “irmão” tinha uma vasta gama semântica do significado e isso pode se referir a qualquer parente do sexo masculino, de quem não são descendentes (parentes masculinos de quem são descendentes e são conhecidos como “pais”) e que não são descendentes de você (seus descendentes do sexo masculino, independentemente do número de gerações afastadas, são os seus “filhos”), bem como parentes, como primos, aqueles que são membros da família pelo casamento ou pela lei ao invés de sangue, e até mesmo amigos ou meros aliados políticos.
    VEJA:
    (2 Samuel 1:26;. Amós 1:9). Lot, por exemplo, é chamado de “irmão” de Abraão (Gn 14:14), embora, sendo o filho de Haran, irmão de Abraão (Gênesis 11:26-28), ele era, na verdade, sobrinho de Abraão. Da mesma forma, Jacob é chamado de “irmão” de seu tio Labão (Gen. 29:15). Kish e Eleazar foram os filhos de Mali. Kish teve filhos de seu próprio país, mas Eleazar não teve filhos, apenas filhas, que se casaram com seus “irmãos”, os filhos de Kish. Agora note que estes “irmãos” eram realmente seus primos (1 Chr.. 23:21-22).
    //
    QUEM ESTUDA A EXEGESE BÍBLICA NOS ORIGINAIS SABEM MUITO BEM QUE…
    Os termos “irmãos”, “irmão” e “irmã” não se referem apenas a parentes próximos. Às vezes, eles significava parentes veja em (Deut. 23:07;. Neemias 5:07;. Jer 34:9),e note como a referência aos quarenta e dois “irmãos” do rei Azarias (2 Rs 10:13-14.). isso é claríssimo e outra a igreja deixou vários livros dos apóstolos de fora do cânon bíblico que testemunha que Maria foi sempre virgem.
    ////////
    E VOU MAIS ALÉM E DIGO SEGURAMENTE QUE…
    NÃO EXISTE NEHUMA PALAVRA PARA O PRIMO.
    SAIBA QUE…
    Nem no hebraico nem aramaico (a língua falada por Cristo e seus discípulos) teve um significado especial para palavra “primo”, alto-falantes dessas línguas pode usar a palavra “irmão” ou um rodeio, como “o filho de meu tio. ” Mas circunlóquios são desajeitados, então os judeus muitas vezes usado “irmão”.
    REFUTANDO OS PROTESTANTES DOU UMA DICA EXISTEM MILHARES DE ESCRITORES E DE HISTORIADORES 200 ANOS ANTES DE JESUS CRISTO E TODOS SÃO UNÂNIMES NO QUE EU DIGO.
    ,,
    E OUTRA…
    Os escritores do Novo Testamento foram criados usando o equivalente aramaico de “irmãos” para significar ambos os primos e filhos do mesmo pai-além de outros parentes e até mesmo os não-parentes como os protestantes não estudam a patrística ignoram isso, e já outros historiadores protestantes de fundo de quintal já prefere adulterar frases do contesto dos padres apostólicos como dos padres da igreja isso é o cúmulo e tinha que da cadeia.
    //
    E DIGO MAIS…
    Quando os escritores do novo testamento escreveram em grego, eles fizeram a mesma coisa que os tradutores da Septuaginta fizeram.
    (A Septuaginta foi a versão grega da Bíblia hebraica, que foi traduzido por judeus helenistas um ou dois séculos antes do nascimento de Cristo e foi a versão da Bíblia a partir do qual a maioria das citações do Antigo Testamento encontradas no Novo Testamento são tomadas.)
    ,,
    E MAIS…
    Na Septuaginta a palavra hebraica que inclui ambos os irmãos e primos foi traduzido como adelphos , que em grego geralmente tem o significado estreito que o “irmão” Inglês tem.
    Agora ao contrário de hebraico ou aramaico, grego tem uma palavra separada para o primo, anepsios , mas os tradutores da Septuaginta usada adelphos , mesmo para os verdadeiros primos.
    ,,
    Pode-se dizer que transliterado em vez de traduzir, importar o idioma judeu na Bíblia grega. Eles levaram um equivalente exato da palavra hebraica para “irmão” e não usar adelphos em um lugar (para os filhos dos mesmos pais), e anepsios em outro (por primos).
    Esse mesmo uso foi empregado pelos autores do Novo Testamento e passou para traduções da Bíblia. Para determinar o que “irmãos” ou “irmão” ou “irmã” significa em qualquer verso, por isso temos de olhar para o contexto.
    //
    AGORA VAI MAIS UMA DICA HISTÓRICA PARA OS PROTESTANTES SAIBA QUE TODOS OS PADRES DA IGREJA COMO TODOS OS PADRES APOSTÓLICOS PREGARAM QUE MARIA FOI VIRGEM ATÉ A MORTE.
    E TODOS ELES VENCERAM AS HERESIAS QUE CONTESTAVAM ISSO.
    ,,
    E OUTRA
    Quando o anjo Gabriel apareceu a Maria e lhe disse que ela iria conceber um filho, ela perguntou: “Como pode ser isso desde que eu não tenho relações com um homem?” (Lucas 1:34).
    //
    Desde os primeiros dias da Igreja, como os Padres interpretaram esta passagem da Bíblia, a pergunta de Maria foi levado para significar que ela tinha feito um voto de virgindade ao longo da vida, mesmo em casamento. (Isso não era comum, mas também não era inédito.) Se ela não tivesse tomado tal voto, a questão não faria sentido.
    //
    Maria sabia como os bebês são feitos (caso contrário, ela não teria feito a pergunta que ela fez).Por eu digo e provo biblicamente como historicamente que Maria manteve seu voto de virgindade e nunca teve quaisquer outros filhos além de Jesus.
    //
    E OUTRA:
    Quando Jesus foi encontrado no templo aos doze anos, o contexto sugere que ele era o único filho de Maria e José.
    Não há nenhum indício nesse episódio de outras crianças na família (Lucas 2:41-51). Jesus cresceu em Nazaré, e as pessoas de Nazaré se referia a ele como “o filho de Maria” (Marcos 6:03), e não como ” um filho de Maria.
    //
    Na verdade, os outros nos Evangelhos nunca são referidos como filhos de Maria, nem mesmo quando eles são chamados de Jesus “irmãos”.
    Além disso, a atitude tomada pelos “irmãos do Senhor” implica que eles são mais velhos.
    //
    Considere esta linha: “Mical, filha de Saul não teve filhos até o dia de sua morte” (2 Sam 06:23).. Devemos assumir que ela teve filhos depois de sua morte?
    //
    Há também o enterro de Moisés. O livro de Deuteronômio diz que ninguém sabia a localização de seu túmulo “, até o dia de hoje” (Dt 34:6, Knox). Mas nós sabemos que ninguém conhece desde esse dia também.
    //
    E VOU MAS ALÉM…
    AS SEITAS PROTESTANTES QUEREM SER AS TESTEMUNHAS OCULARES DA ESCRITURA:
    E querem da irmãos a Virgem Maria e mais eles negam a virgindade perpétua de Maria é o testemunho da igreja cristã primitiva.
    Isso é o cúmulo pois nem mesmo o pai do Protestantismo de nome Lutero negou?
    //

    Considere a controvérsia entre Jerônimo e Helvídio, escrevendo em torno de 380. Helvídio trouxe pela primeira vez a noção de que os “irmãos do Senhor” eram filhos de Maria e José, após o nascimento de Jesus.
    //
    Agora o grande estudioso das Escrituras Jerome no início não quis comentar as declarações Helvídio ‘porque eles eram um “romance, mau, e uma afronta ousada para a fé de todo o mundo.” Finalmente, porém, os amigos de Jerome convenceu-o a escrever uma resposta, que acabou por ser seu tratado chamado On a virgindade perpétua de Maria Santíssima .
    //
    Ele usou não só os argumentos bíblicos dadas acima, mas citou primeiros escritores cristãos, como Inácio, Policarpo, Irineu e Justino Mártir.
    Então Helvídio foi incapaz de chegar a uma resposta, e sua teoria permaneceu em descrédito e era inédito até tempos mais recentes.
    //
    Assim, se um estudioso verificar que os “irmãos do Senhor” não eram irmãos de Jesus ou meio-irmãos, através de Maria, quem eram eles?
    //
    Saiba que antes da época de Jerônimo, a teoria padrão era que eles eram “irmãos” de Jesus que eram filhos de José, embora não de Maria.
    //
    De acordo com este ponto de vista, José era um viúvo na época em que se casou com Maria. Ele teve filhos de seu primeiro casamento (que seria mais velho que Jesus, explicando a sua atitude em relação a ele).
    //
    Isso é mencionado em alguns dos primeiros escritos cristãos.
    Um trabalho, conhecido como o Proto-Evangelho de Tiago (AD 125) registra que José foi selecionado a partir de um grupo de viúvas para servir como o marido / protetor de Maria, que era virgem consagrada a Deus.
    //
    Quando ele foi escolhido, José objetou: “Não tenho filhos, e eu sou um homem velho, e ela é uma jovem” (4:9).
    //
    Agora dos quatro “irmãos” que são nomeados nos Evangelhos, considere, para fins de argumentação, apenas Tiago. Um raciocínio semelhante pode ser usado para os outros três. Sabemos que a mãe de Tiago, o mais jovem foi chamada Maria.
    Agora olhe para as descrições das mulheres que estão debaixo da cruz: “entre os quais estavam Maria Madalena, e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu” (Mt 27:56), “Havia também mulheres olhando de longe, entre as quais Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, o menor e de José, e Salomé “(Mc 15:40).
    //
    Então olha para o que João diz: “Mas, de pé, junto à cruz de Jesus estavam sua mãe, e a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena” (João 19:25).Agora se compararmos essas contas paralelas da cena da crucificação, vemos que a mãe de Tiago e de José deve ser a mulher de Cléofas.
    AGORA QUERER REFUTAR ISSO E NÃO QUERER ACEITAR É DOENÇA MENTAL RAIVA ÓDIO E RANCOR ISSO É TÃO NÍTIDO E TÃO CLARO!
    //
    E OUTRA
    É provável que Tiago, o mais jovem é o filho de Maria e Cléofas.
    Sobre isso um grande historiador de nome Hegesippus do século II explica que Cléofas era irmão de José, o pai adotivo de Jesus. Tiago seria, portanto, sobrinho de José e primo de Jesus, que era filho adotivo de José.
    RESUMINDO:
    SE CASO MARIA TIVESSE OUTROS FILHOS A BÍBLIA USARIA PALAVRAS CLARAS COMO OS FILHOS DE MARIA SÃO GRANDES PREGADORES DA PALAVRA DO SEU IRMÃO JESUS!
    //
    SE CASO JESUS TIVESSE IRMÃO DIRIA EU TENHO GRANDES IRMÃOS DE SANGUE QUE SÃO OS MEUS DÍCIPULOS E ANDAM COMIGO!
    //
    SE CASO MARIA TIVESSE ESSES FILHOS A BÍBLIA FARIA REFERÊNCIAS DELES COMO O ORGULHO DE JESUS!
    //
    SE REALMENTE JESUS TIVESSE IRMÃOS ESSES IRMÃOS DE JESUS DIRIAM NÓS SAMOS OS IRMÃOS DO FILHO DE DEUS !
    //
    EU PODERIA COLOCAR AQUI MAS DE 200 PROVAS DE QUE JESUS NÃO TEVE IRMÃO
    //
    É RIDÍCULO ESSA TEVE DE AFIRMAR QUE MARIA TEVE OUTROS FILHOS ESSE TESE É CHULA E RIDÍCULA.

  3. EDMILSON disse:

    lUIZ Jesus não teve irmãos.

    Jesus foi o primogênito e o unigênito da família de Nazaré. Quanto aos “supostos irmãos de Jesus” a Bíblia não os menciona como “filhos de Maria”. Somente o Mestre é chamado “filho de Maria”, com o artigo no original (Marcos 6,3).
    //
    Antes de aprofundar no assunto, é bom lembrar 5 pontos fundamentais:
    //
    Primeiro – se Jesus teve irmãos, porque Maria é chamada “Mãe de Jesus?” e nunca mãe do “irmãos de Jesus?”
    //
    Segundo – A família de Nazaré aparece apenas com 3 pessoas. Jesus, Maria e José.
    //
    Terceiro – porque seus pais iam todos os anos a Jerusalém para a festa da páscoa e Jesus nunca aparece ao lado dos “supostos irmãos?”
    //
    Quarto – Porque Jesus entrega sua mãe aos cuidados de João o Evangelista, e não aos “supostos irmãos?”
    //
    Quinto – porque esses “supostos irmãos” não aparecem na crucificação de Jesus?
    //

    OUTRAS PROVAS:

    A Bíblia deixa bem claro, quando se trata de um filho, e quem são os pais. Para entender melhor citemos alguns textos:

    Vejamos:

    No Antigo Testamento

    “Adão conheceu outra vez sua mulher, e esta deu à luz um filho, ao qual pôs o nome de Set, dizendo, Deus deu-me uma posteridade para substituir Abel, que Caim matou”. (Gênese 4, 25)
    //
    “Então falou Deus a Noé, sai da arca, com tua mulher, teus filhos e as mulheres de teus filhos”(Gênese 8, 15-16) Confira mais em: (Gênese 5,1-32) (Gênese 10, 1-32) (Gênese 11, 10-32) onde se fala de filhos e filhas.
    //

    AGORA NOTE QUE …

    No Novo Testamento
    “Ela dará à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo de seus pecados” (Mateus 1, 21).
    //
    “Senhor, tem piedade de meu filho, porque é lunático e sofre muito: ora cai no fogo, ora cai na água…” (Mateus 17,15).
    //
    “Respondeu um homem dentre a multidão: Mestre, eu te trouxe meu filho, que tem um espírito mudo”(Marcos 9,17).
    //
    “Ao chegar perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto a ser sepultado, filho único de uma viúva; acompanhava-a muita gente da cidade” (Lucas 7,12).
    //
    “Porque tinha uma filha única, de uns doze anos, que estava para morrer. Jesus dirigiu-se para lá, comprimido pelo povo” (Lucas 8,42).
    //
    Em centenas e centenas de textos Bíblicos, fica muito claro, onde se fala de filhos e de pais, e os protestantes afirmam por paus e pedras que, Jesus teve irmãos. Para isso se baseiam em (Marcos 6,3) “Por acaso não é ele o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, José, Judas e Simão?”.
    //

    AGORA VAMOS A ALGUMAS EXPLICAÇÕES

    PRIMEIRO

    A palavra irmão, aqui tem o significado de “primo ou parente próximo, pois a língua hebraica não possui a palavra primo”.
    //
    - Quem eram Tiago, José, Judas e Simão?

    Explicação: A mãe de Jesus tinha uma parente que se chamava também Maria, casada com Cleófas.
    //
    - De fato lemos na Bíblia: “Perto da cruz de Jesus, permanecia de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas.” (João 19,25)
    //
    - Tiago e José eram filhos de Cléofas a parente de Nossa Senhora, que se chamava Maria.
    //
    - logicamente Judas era irmão de Tiago. De fato lemos: “Judas, irmão de Tiago” (Judas 1 e Lucas 6,16) todos eles eram primos de Jesus, ou parentes próximos, como Simão pelo mesmo motivo.
    //
    Há muitos exemplos na Bíblia em que os parentes próximos são chamados de irmãos: “Disse Abraão a Lot: Peço-te que não haja rixas, pois somos irmãos.” (Gênesis 13,8) – Abraão não era irmão de Lot, mas tio.
    //
    - “Eleazar morreu e não teve filhos, mas filhas e estas se casaram com os filhos de Cis, seus irmãos.” (1 Crônicas 23,22) – As filhas de Eleazar eram primas dos filhos de Cis.
    //
    - Ver também: (Êxodo 2,11) (Mateus 23,8) (Gênesis 9,6) (Mateus 5,21-22) (1 Coríntios 15,6).
    //

    Respondendo objeções

    1ª Objeção: os “Irmãos de Jesus”. É assim que a Bíblia se refere nominalmente a quatro pessoas: Tiago, José, Judas e Simão (Marcos 6,3). Eles seriam, irmãos carnais de Jesus, concluem os protestantes.
    //
    No entanto, nada mais falso, pois três desses “Irmãos de Jesus”, têm seus pais nomeados na Bíblia. Vejamos:

    O 1º é Tiago. É ele, segundo (Gálatas 1,19), Tiago Apóstolo, o Menor (Marcos 15,40), cujo pai é Alfeu(Mateus 10,3); o 2º, José, é irmão carnal de Tiago, pois ambos são filhos de uma das três Marias que estiveram ao pé da Cruz (Mateus 27,56), e cujo irmão pai é também Alfeu; o 3º é Judas, o Tadeu, que também é irmão de Tiago (Judas 1,1). Seu pai é também Alfeu. São Lucas o chama “Judas de Tiago” ou seu irmão (Lucas 6,16).
    //

    Agora o último da lista é Simão, cujos pais não têm os nomes expresso na Bíblia. Mas o historiador Hegezipo (sec. II), informa que ele é filho de Cléofas, esposo de “Maria, irmã da Mãe de Jesus” (João 19,25). Ele é, pois, primo de Jesus. E se Cléofas e Alfeu são nomes em hebraico e aramaico da mesma pessoa, como pensam muitos, os quatro chamados “irmãos de Jesus” são entre si, irmãos sanguíneos. Em qualquer hipótese eles são primos ou parentes de Jesus.
    //

    De fato, é muito comum na Bíblia, parentes próximos serem chamados de irmãos. É só conferir (Gênesis 13,8) comparado com (Gênesis 12,5 e 11,28-31) (Gênesis 29,13 e 15) (Levítico 10,4) (1 Crônicas 23,22) etc.
    //
    2ª Objeção: ela é tirada do título de “primogênito” atribuído a Jesus em Lucas 2,7. Daí concluem os protestantes que Maria teve outros filhos além de Jesus.
    //
    Isso revela grande ignorância, pois “primogênito” é termo jurídico da Bíblia que tem significado bem determinado: é o primeiro filho, quer venha outro, quer não. Não se esperava por outro filho para que o 1º fosse tido e tratado como primogênito a vida toda.
    //
    Confirma isto o túmulo, recém-descoberto, de uma judia do 1º século, com a inscrição: “Aqui jaz Arsinoé, morta ao dar à luz o seu primogênito”.
    //
    3ª Objeção: é tirada de (Mateus 1,25), onde se lê: “E José não a conheceu até que ela deu à luz. . .” os protestantes concluem que a conheceu depois.
    //
    Mais uma vez outra falsa conclusão. Parece desconhecerem que a expressão “até que” é, na Bíblia, um hebrismo que significa “Sem que”, invertendo-se os termos da frase. Significa, então, que Maria “deu á luz sem que José A tivesse conhecido”, e nada mais.
    //

    AGORA VEJA:
    Que são incontáveis os exemplos disso na Bíblia. Eis apenas um: “O coração do justo está firme e não temerá “até que” veja confundidos os seus inimigos” (Salmos 111,8). Ora, se não temeu antes, não temerá depois. O sentido é: “os inimigos serão confundidos sem que o coração do justo tema”. Assim Mateus quis apenas afirmar que “Maria concebeu sem participação de José”. Conferir na Bíblia outros casos desse modo de falar:(Deuteronômio 7,24) (Sabedoria 10,14) (Salmos 56,2 71,7; 93,12-13; 109,1) (Isaias 22,14) (Mateus 5,18 22,44) (Hebreus 1,13; 10,12-13; etc.)
    //
    4ª e última objeção: é tirada de (Mt 1,18) onde se lê que Maria concebeu do Espírito Santo “antes que coabitassem”. Os protestantes concluem erradamente que conheceu depois.
    //
    Isso porque eles não se importam com o contexto literário e histórico da Bíblia. E tomam, no caso,“coabitar” no sentido de relação carnal, quando, pelo contexto, e pelo modo como os judeus se casavam, só cabe o sentido de “morar juntos”.
    //
    De fato, o casamento dos judeus era feito em duas etapas: a 1ª se realizava na casa dos pais da moça em cerimônia simples. Marcavam-se então as núpcias festivas – era a segunda etapa – na qual a esposa era levada para a casa do esposo. Era esta a coabitação (morar juntos), de que fala o evangelista no citado texto. Foi entre essas duas cerimônias que se deu o mistério da Encarnação.

    RESUMINDO: É UM ANALFABETISMO BÍBLICO E HISTORICAMENTE AFIRMAR QUE MARIA TEVE FILHOS

  4. Luiz disse:

    Olá

    Boa tarde

    Como explicar o texto de João 7:5 que diz que nem os irmãos de Jesus criam nEle ?

    Se esses irmãos eram os discípulos por que no versículo 3 os irmãos dizem para Jesus ir para a Judéia para que os discípulos vejam as obras dele?

    Um abraço

    Luiz

    • EDMILSON disse:

      LUIZ TIRAREI SUAS DÚVIDAS AGORA JESUS NÃO TEVE OUTROS IRMÃO E MARIA NUNCA TEVE OUTROS FILHOS!

      Aí eu pergunto? Quem são os “irmãos” de Jesus?
      No Evangelho de São Lucas lemos: “Maria deu à Luz o seu filho primogênito” (Lc 2,7).

      Agora aqui:
      Aqui os protestantes enxergam indícios de que o Senhor foi somente o primeiro filho de Maria. Mais eles não querem saber que , a palavra “primogênito” só significa primeiro filho, podendo ele ser filho único ou não.
      E MAIS…
      A própria Escritura Sagrada dá testemunho disto, vejamos:
      “O Senhor disse a Moisés: “Faze o recenseamento de todos os primogênitos varões entre os israelitas, da idade de um mês para cima, e faze o levantamento dos seus nomes.” (Num 3,40) (grifos meus).
      ///

      Se para que seja primogênito é preciso que haja outros irmãos, como pode haver primogênitos “da idade de um mês para cima”?
      AGORA.. Um outro exemplo que está no livro do Êxodo: “e morrerá todo primogênito na terra do Egito, desde o primogênito do faraó, que deveria assentar-se no seu trono, até o primogênito do escravo que faz girar a mó, assim como todo primogênito dos animais.” (Ex. 11,5).
      //
      PODEMOS ENTENDER QUE…a promessa de Deus se cumpre, onde lemos: “Pelo meio da noite, o Senhor feriu todos os primogênitos no Egito, desde o primogênito do faraó, que devia assentar-se no trono, até o primogênito do cativo que estava no cárcere, e todos os primogênitos dos animais. O faraó levantou-se durante a noite, assim como todos os seus servos e todos os egípcios e fez-se um grande clamor no Egito, porque não havia casa em que não houvesse um morto” (Ex. 12,29-30).
      ///
      E OUTRA a própria tradição ensina que o Faraó só tinha um único filho. Desta forma, a palavra “primogênito” em Lc 2,7 não prova que o Senhor teve outros irmãos.
      AGORA OUTRA PASSAGEM QUE OS PROTESTANTES ADORAM USAR
      VAMOS LÁ:
      José “conheceu” Maria?
      No Evangelho de São Mateus lemos: “José não conheceu Maria [não teve relações com ela] até que ela desse à luz um filho.” (Mt 1,25).
      //
      VEJA QUE…
      Neste trecho os protestantes entendem que depois do parto, José “conheceu” Maria.
      MAIS EU ASSEGURO QUE… Quem entende o mínimo de exegese bíblia e cultura judaica, saberá que o Evangelho de Mateus é coberto de “aramaísmos”, isto é, expressões típicas da língua aramaica e hebraica, que quando traduzidas para outra língua não possuem o mesmo significado Isso é fato.
      //////////
      E VOU MAIS ALÉM…
      PARA QUEM NÃO SABE? A expressão “até que”, “até” ou “enquanto” na linguagem bíblica, diz respeito somente ao passado. Para que isso fique mais claro vejamos outros exemplos na própria Escritura:
      //
      VEJA:
      Ainda em Mateus, encontramos a promessa do Senhor à Igreja: “Eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.” (Mt 28,20) (grifo meu). Será que o versículo quer dizer que após a consumação dos séculos, Jesus não estará mais com a Sua Igreja?
      ///
      E MAIS…
      “Micol, filha de Saul, não teve filhos até ao dia de sua morte” (2 Sam 6,23) (grifo meu). O escritor sagrado quer dizer que depois de sua morte, Micol teve filhos?
      Falando Deus a Jacó do alto da escada que este vira em sonhos, disse-lhe: “Não te abandonarei, enquanto não se cumprir tudo o que disse” (Gn 28,15) (grifo meu). Depois que se cumprir o que o Senhor disse, Ele então deveria abandonar Jacó?
      //
      E MAIS…

      Em Gênesis lemos: “[Noé] Soltou o corvo que foi e não voltou até que as águas secassem sobre a terra” (Gn 8,7) (grifos meus). Aqui não significa que o corvo voltou após as águas secarem, o que se quer é dar ênfase ao fato de que ele não voltou, mostrando que as águas finalmente secaram.
      //
      POR ISSO EU DIGO QUE…
      Desta forma, em Mt 1,15, não significa que depois do parto José deveria “conhecer” Maria. O Evangelista quer mostrar aqui o milagre da encarnação do Verbo, que aconteceu por obra do Espírito Santo, sem a intervenção do homem (cf. Is 7,14).
      //
      AGORA VAMOS:
      A palavra “irmãos” na Escritura Sagrada
      Nossos irmãos protestantes alegam que em diversos lugares, o Evangelho fala dos “irmãos” de Jesus, como por exemplo: “estando Jesus a falar, disse-lhe alguém: eis que estão lá fora tua mãe e teus irmãos querem ver-te” (Mt 12, 46-47; Mc 3,31-32; Lc 8,19-20).
      //
      Agora é importante dizer que nas Sagradas Letras, as palavras “irmão”, “irmã”, “irmãos” e “irmãs” podem denotar qualquer grau de parentesco. Isto porque, as línguas hebraica e aramaica não possuem palavras que traduzem o nosso “primo” ou “prima”, e serve-se da palavra “irmão” ou “irmã”.
      //
      OS PROTESTANTES NÃO CONHECEM A PATRÍSTICA E MUITO MENOS A TRADIÇÃO E OS QUE CONHECEM POR ÓDIO ADULTERAM TUDO PARA NÃO MOSTRAR A VERDADE!
      //
      E OUTRA…
      A palavra hebraica “ha”, e a aramaica “aha”, são empregadas para designar irmãos e irmã do mesmo pai, e não da mesma mãe (Gn 37, 16; 42,15; 43,5; 12,8-14; 39-15), sobrinhos, primos irmãos (1 Par 23,21), primos segundos (Lv 10,4) e até parentes em geral (Jó 19,13-14; 42,11). Existem muitos exemplos na Sagrada Escritura.
      //
      Observamos no Gênesis que “Taré gerou Abraão, Naor e Harã; e Harã gerou a Ló” (Gn 11,27). E Ló então era sobrinho de Abraão. Contudo no mesmo Gênesis, mais adiante Abraão chama a Ló de irmão (Gn 13,8).
      //

      Ainda em Gn 14,12, o Evangelho nos relata a prisão de Ló; e no versículo 14 observamos: “Ouvindo, pois Abraão que seu irmão estava preso, armou os seus criados, nascido em sua casa, trezentos e dezoito, e os perseguiu até Dã”.
      //
      E MAIS…
      Jacó se declara irmão de Labão, quando na verdade era filho de Rebeca, irmã de Labão (Gn 29,12-15).
      //
      Assim a qualificação de alguém pela palavra “irmão” ou “irmã” em relação ao Senhor, não significa necessariamente que fossem irmãos de fato. A única certeza que se pode ter neste caso é que eram parentes do Senhor.
      //
      AGORA VAMOS…
      A QUEM OS EVANGELHOS CHAMAM IRMÃOS DO SENHOR?
      Os Evangelhos qualificam algumas pessoas como “irmãos” do Senhor. A primeira referência que encontramos está em São Mateus, onde lemos:
      “Não é este o filho do carpinteiro? Não é Maria sua mãe? Não são seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas?” (Mt 13,55).
      //
      AGORA…
      Uma passagem correspondente encontramos em São Marcos:
      VEJA:
      “Não é ele o carpinteiro, o filho de Maria, o irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? Não vivem aqui entre nós também suas irmãs? E ficaram perplexos a seu respeito” (Mc 6,3).
      //

      1. A importância da expressão “uiós Marias”.
      Interessante notar que São Marcos usa a expressão grega “uiós Marias”, em português “o filho de Maria”. Considerando Mateus e Lucas, observe o leitor que apenas o “o filho do carpinteiro” é chamado de “o filho de Maria” e não “um dos filhos de Maria”. Isso pode não fazer muita diferença em português, mas em grego é muito significativo.
      //
      Primeiramente pelo fato da mulher ser a última das criaturas no mundo antigo, normalmente a filiação de alguém sempre referenciava o pai. Por exemplo: “o filho de Jonas”, “o filho de Alfeu”, etc. Mas São Marcos ao falar da filiação de Cristo, não aponta para José, mas para Santa Maria, utilizando uma expressão que normalmente só era usada para designar filhos únicos.
      //
      É claro que esta ocorrência incomum no Evangelho de Marcos não é sem propósito. O Evangelista que mostrar que Cristo era o único filho de Santa Maria.
      VEJA AQUI:
      2. A Carta de São Paulo aos Gálatas
      Segundo nossos irmãos protestantes, os supostos irmãos de sangue de Jesus seriam: Tiago, José, Simão e Judas. É o que o eles afirmam lendo Mt 13,55 e Mc 6,3, confiando que estão sendo guiados pelo Espírito Santo. Dizem ainda que São Paulo confirma isto, pois na carta aos Gálatas ele escreve: “Três anos depois subi a Jerusalém para conhecer Cefas [Pedro], e fiquei com ele quinze dias. E dos outros apóstolos [que estão em Jerusalém] não vi a nenhum, senão a Tiago, irmão do Senhor? (Gl 1,18-19).
      //

      Segundo a referência paulina acima, este Tiago, “irmão do Senhor”, é de fato um Apóstolo.
      //
      Segundo as listas de Mateus, Marcos e Lucas, existiram dois apóstolos de nome Tiago. Vejamos:
      “Eis os nomes dos doze apóstolos: o primeiro, Simão, chamado Pedro; depois André, seu irmão. Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão. Filipe e Bartolomeu. Tomé e Mateus, o publicano. Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu. Simão, o cananeu, e Judas Iscariotes, que foi o traidor” (Mt 10, 2-4) (grifos meus).
      //
      Escolheu estes doze: Simão, a quem pôs o nome de Pedro; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, aos quais pôs o nome de Boanerges, que quer dizer Filhos do Trovão. Ele escolheu também André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Tadeu, Simão, o Zelador; e Judas Iscariotes, que o entregou” (Mc 3,16-19) (grifos meus).
      //
      “Ao amanhecer, chamou os seus discípulos e escolheu doze dentre eles que chamou de apóstolos: Simão, a quem deu o sobrenome de Pedro; André, seu irmão; Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Simão, chamado Zelador; Judas, irmão de Tiago; e Judas Iscariotes, aquele que foi o traidor” (Lc 6,13-16) (grifos meus).
      //
      Conforme podemos observar, um Tiago era filho de Zebedeu e o outro filho de Alfeu isso é claríssimo só não entende quem não quer.
      //
      Agora eu pergunto aos meus irmãos protestantes: o que tem Zebedeu e Alfeu com Santa Maria, Mãe de Jesus
      ////////////////////////////

      Santa Maria só foi casada com São José, e que não se casou depois. Portanto, este Tiago, o qual São Paulo se refere em sua carta aos Gálatas não era irmão de sangue do Senhor Jesus; logo, as palavras do Apóstolo não dão suporte à tese protestante.
      //
      AGORA VAMOS A UMA OUTRA REFUTAÇÃO:
      3. Distinguindo os Tiagos
      Primeiro é preciso fazer uma distinção entre os dois “Tiagos” que foram apóstolos. O Tiago, filho de Alfeu (cf. Mt 10,3; Mc 3,18; Lc 6,15) era também chamado de “o menor”, veja:
      “E também estavam ali algumas mulheres, olhando de longe. Entre elas estavam Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago o menor e de José, e Salomé” (Mc 15,40) (grifos meus).
      //
      AGORA NOTE QUE…
      Este Tiago que era irmão de José, não é filho de Zebedeu conforme vemos em São Mateus:
      “Havia ali também algumas mulheres que de longe olhavam; tinham seguido Jesus desde a Galiléia para o servir. Entre elas se achavam Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu” (Mt 27,55-56) (grifos meus).
      //
      Como vemos acima, a Mãe de Tiago e José não é a mãe dos filhos de Zebedeu. Desta forma, o Tiago chamado “o menor” em Mc 15,40 era o filho de Alfeu. Com efeito, tanto São Marcos quanto São Lucas identificam este Tiago como irmão de José.
      Por isso podemos então distinguir os dois “Tiagos” assim: Tiago, o Maior, é filho de Zebedeu e Tiago, o Menor, é filho de Alfeu.

      Isso é fato.
      //////////
      AGORA VAMOS…
      4. Os irmãos dos Tiagos
      Agora note que na lista dos apóstolos de São Lucas, Judas era irmão do Tiago filho de Alfeu (cf. Lc 6,16), o que corrobora com o livro de Ato, onde encontramos:
      “Tendo entrado no cenáculo, subiram ao quarto de cima, onde costumavam permanecer. Eram eles: Pedro e João, Tiago, André, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelador, e Judas, irmão de Tiago” (At 1,13) (grifos meus).
      //
      AGORA…
      Segundo São Mateus e São Marcos este Judas era também chamado Tadeu (cf. Mt 10,3; Mc 3,18).
      Até aqui os filhos de Zebedeu são Tiago (o Maior) e João (cf. Mc 3,16; Mt 10,2). Os filhos de Alfeu são Tiago (o Menor), Judas Tadeu e José (cf. Mt 10,3; Mc 3,18; Lc 6,15; At 1,13).
      ISSO REFUTA QUAL QUER TESE FURADA SAS SEITAS PROTESTANTES.
      //////////
      AGORA MOSTRAREI:
      5. Quem é o Tiago referido na carta aos Gálatas?
      VAMOS LÁ:
      Note que São Paulo chama um dos “Tiagos” de “irmão do Senhor” (cf. Gl 1,19). Mais vimos ele ou é um dos filhos de Zebedeu ou Alfeu, e não de José, portanto, não é irmão de sangue do Senhor Jesus. Isso é claro.
      //
      AGORA?
      Quem é este Tiago a quem o Santo Apóstolo se refere? O Maior (filho de Zebedeu e irmão de João) ou o Menor (filho de Alfeu e irmão de Judas)?
      NOTE AQUI QUE…
      Em Atos lemos que o Tiago, irmão de João foi morto após perseguição de Herodes:
      “Por aquele mesmo tempo, o rei Herodes mandou prender alguns membros da Igreja para os maltratar. Assim foi que matou à espada Tiago, irmão de João” (At 12,1-2) (grifos meus).
      //
      Isto aconteceu depois que São Paulo esteve em Jerusalém para ver os Apóstolos, pois o seu relato em Gl 1,18-19 é o mesmo evento narrado por São Lucas em Atos 9:
      “Chegando a Jerusalém, [Paulo] tentava ajuntar-se aos discípulos, mas todos o temiam, não querendo crer que se tivesse tornado discípulo. Então Barnabé, levando-o consigo, apresentou-o aos apóstolos e contou-lhes como Saulo vira o Senhor no caminho, e que lhe havia falado, e como em Damasco pregara, com desassombro, o nome de Jesus. Daí por diante permaneceu com eles, saindo e entrando em Jerusalém, e pregando, destemidamente, o nome do Senhor” (At 9, 26-28).
      //
      Assim, quando São Paulo esteve em Jerusalém para conhecer os apóstolos, os dois “Tiagos” estavam vivos, mas se prestarmos atenção na seqüência entre os capítulos 1 e 2 da carta aos Gálatas, veremos que o Tiago referido em Gl 2,9 parece ser o mesmo de Gl 1,19.
      //
      E OUTRA…
      O capítulo 2 da carta aos Gálatas se refere ao Concílio de Jerusalém, narrado em At 15, quando o Tiago, filho de Zebedeu já havia sido morto (cf. At 12,1-2).
      Com efeito, Rufino (“Comentário ao Credo dos Apóstolos”, 37) e Eusébio de Cesaréia (“História Eclesiástica”, II,23), ambos historiadores da Igreja Antiga, registraram a Tradição Apostólica que identifica Tiago, autor da Epístola de Tiago, como irmão do Senhor. É sabido que o autor da Epístola a Tiago, é o Tiago filho de Alfeu, irmão de Judas Tadeu (cf. Jd 1,1), o autor da Epístola de Judas.
      ///
      AGORA…
      6. Identificando os “irmãos” de Jesus
      Vimos que São Paulo dá testemunho da Tradição Apostólica de identificar Tiago, filho de Alfeu, como irmão do Senhor Jesus. Lembremos que este Tiago tem com irmãos Judas Tadeu e José.
      Ora, exatamente os nomes Tiago, Judas e José que encabeçam a lista dos “irmãos” de Jesus na lista dos Evangelistas, lembremos:
      “Não é ele o carpinteiro, o filho de Maria, o irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? Não vivem aqui entre nós também suas irmãs? E ficaram perplexos a seu respeito” (Mc 6,3) (grifos meus).
      “Não é este o filho do carpinteiro? Não é Maria sua mãe? Não são seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas?” (Mt 13,55) (grifos meus).
      ISSO É FATO EU PODERIA USAR AQUI UMA VASTA LISTA DE ESCRITORES PADRES DA IGREJA PADRES APOSTÓLICOS QUE DIZEM QUE MARIA FORA SEMPRE VIRGEM COMO EU PODERIA USAR LIVROS DO PRIMEIRO SÉCULO QUE ATESTAM QUE MARIA FOI SEMPRE VIRGEM MAS NÃO SERÁ PRECISO.
      ///////
      AGORA VAMOS
      7. Identificar a mãe dos “irmãos” de Jesus
      Para ficar ainda mais claro que Tiago, José e Judas são primos de Jesus, vou mostrar e identificar mãe deles.
      VAMOS LÁ:

      Os evangelistas relataram que além da Mãe de Jesus, outras mulheres estavam próximas ao calvário. Vejamos:
      “Havia ali [no Calvário] também algumas mulheres que de longe olhavam; tinham seguido Jesus desde a Galiléia para o servir. Entre elas se achavam Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu” (Mt 27,55-56) (grifos meus).
      Segundo São Mateus eram elas: Maria Madalena,
      //
      Maria mãe de Tiago e José e a mãe dos filhos de Zebedeu. Com efeito, Tiago e José que também são irmãos de Judas Tadeu tem por mãe uma Maria que não é a mãe do Senhor. Os filhos de Zebedeu são Tiago Maior e São João, cuja mãe também estava na cena da crucificação.
      //
      “E também estavam ali algumas mulheres, olhando de longe. Entre elas estavam Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago o menor e de José, e Salomé” (Mc 15,40).
      NOTE QUE..
      São Marcos eram elas: Maria Madalena, Maria mãe de Tiago e José que também são irmãos de Judas e Salomé. Em concordância com São Mateus, Salomé só pode ser a mãe dos filhos de Zebedeu, isto é, a mãe de Tiago Maior e São João. Novamente a Maria mãe de Tiago, Judas e José não é a Maria mãe de Jesus. Esta Maria tinha por marido Alfeu.
      //
      “Estavam junto à cruz de Jesus sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria [esposa] de Cleofas, e Maria de Mágdala” (Jo 19,25).
      São João identifica Maria esposa de Cleofas como tia de Jesus, isto é, irmã de Santa Maria. Ora, sabemos que Tiago Maior e São João não são primos de Jesus, caso contrário seriam chamados “irmãos do Senhor”; assim, Salomé não é a Maria esposa de Cleofas.
      //
      Esta Maria, esposa de Cleofas, é a mãe de Tiago, José e Judas. Portanto, estes “irmãos” de Jesus, são na verdade seus primos, filhos de Maria, tia de Jesus.
      Como na antiguidade os homens normalmente eram conhecidos por dois nomes, alguns acreditam que Cleofas é o outro nome de Alfeu. Outros sustentam a tese de que Cleofas é o marido de um segundo casamento de Maria, tia de Jesus. Com efeito, somente Tiago é referido como filho de Alfeu (ver item 2 deste artigo), enquanto se diz apenas que Judas e José são seus irmãos.
      //
      Sendo Alfeu e Cleofas, a mesma pessoa ou não, isso não oferece qualquer problema, pois de fato Tiago, Judas e José, são filhos de Maria, tia de Jesus; não importando se Tiago Menor é filho de Alfeu e Judas e José filhos de Cleofas.
      //
      AGORA VOU MOSTRAR..

      8. Quem é Simão?
      VAMOS AO ASSUNTO…
      Em Mt 13,55 e Mc 6,3 encontramos o nome de Simão junto com os de Tiago, José e Judas.
      Quando São Mateus e São Marcos elencam os apóstolos, sempre colocam o nome dos irmãos em seqüência. Ex: Pedro e André, Tiago Maior e João, etc.
      Nestas mesmas listas, próximo aos nomes dos irmãos Tiago Menor e Judas Tadeu, os evangelistas citam um Simão: “Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu. Simão, o cananeu [...]” (Mt 10,3-4) e “[...] Tiago, filho de Alfeu; Tadeu, Simão, o Zelador” (Mc 3,18).
      //
      Com efeito, Eusébio de Cesaréia em sua “História Eclesiástica” registra que este Simão era primo do Senhor e filho de Cleofas:
      //

      “Após o martírio de Tiago [menor] e a destruição de Jerusalém, ocorrida logo depois, conta-se que os sobreviventes dos Apóstolos e discípulos do Senhor vindos de todas as partes se congregaram e com os consangüíneos do Senhor ‘havia um grande número deles ainda vivos’ reuniram-se em conselho para verificar quem julgariam digno de suceder a Tiago. Todos unanimemente consideraram idôneo para ocupar a sede desta Igreja Simeão, filho de Cléofas, de quem se faz memória no livro do Evangelho (Lc 24,18; Jô 19,25). Diz-se que era primo do Salvador.
      //
      Efetivamente, Hegesipo [historiador antigo] declara que Cléofas era irmão de José” (HE III,11).
      Conclusão
      Os “irmãos” de Jesus são seus primos, filhos da irmã da Mãe do Senhor, cujo nome é também Maria; são eles Tiago, José, Judas Tadeu e Simão. Este é o testemunho da Sagrada Escritura e da Memória dos primeiros cristãos.
      ///////
      AGORA VAI UMA DICA AOS PROTESTANTES A BÍBLIA QUE VOCÊS USAM FOI A IGREJA QUE A SELECIONOU DE ACORDO COM A SUA DOUTRINA.
      E OUTRA TEM MILHARES DE EVANGELHOS QUE SE A IGREJA QUISESSE COLOCAR NO CÂNON BÍBLICO A COLOCARIA
      ENFIM FICARAM DE FORA VÁRIAS CARTAS DE TIAGO E OUTROS APÓSTOLOS QUE FAZEM REFERÊNCIA DE QUE MARIA FOI SEMPRE VIRGEM.

  5. EDMILSON disse:

    Tipologia – MARIA, A ARCA DA NOVA ALIANÇA

    A idéia de tipologia não é nova. Paulo diz que Adão era um tipo da pessoa que estava por vir, Cristo (Rm 5:14). Os primeiros cristãos entenderam que o Antigo Testamento era cheio de tipos ou imagens que foram cumpridas ou realizadas no Novo Testamento.

    Aqui estão mais alguns exemplos de tipologia bíblica:

    • Pedro usa a arca de Noé como um tipo de batismo cristão (1 Pd 3:18-22).

    • Paulo explica que a circuncisão prenunciou o batismo cristão (Col 2,11-12).

    Jesus usa a serpente de bronze como um tipo de sua crucificação (Jo 3:14;. Cf Nm 21:8-9).

    • O cordeiro pascal prefigura o sacrifício de Cristo (1 Cor 5:7).

    • Paulo diz que Abraão “considerou que Deus era capaz de levantar os homens, mesmo dentre os mortos, daí, figurativamente falando, ele recebeu de volta” (Hb 11:19).

    3 — A Arca da Aliança no AT

    Deus instruiu Moisés a construir uma tenda cercada por pesadas cortinas (cf. Ex 25-27). Dentro do tabernáculo era para colocar uma arca de madeira de acácia coberta com ouro por dentro e por fora. Dentro da Arca da Aliança foi colocado um jarro de ouro segurando o maná, a vara de Arão que floresceu e as tábuas de pedra da aliança (cf. Hb 9:4).

    Quando a arca foi concluída, a nuvem de glória do Senhor (o Shekinah Glory) cobriu a tenda da congregação, e a glória do Senhor encheu o tabernáculo (Ex 40,34-35; Nm 09:18, 22). O verbo para “cobrir” ou “a ofuscar” e a metáfora de uma nuvem são usadas na Bíblia para representar a presença e a glória de Deus.

    4 — É fácil perceber o paralelo entre o Espírito Santo ofuscando a arca e do Espírito Santo ofuscando Maria (Lucas 1,35), entre a Arca da Antiga Aliança como a morada de Deus e Maria como a nova morada de Deus.

    Deus foi muito específico sobre todos os detalhes exatos da arca (Ex 25-30). Era um lugar onde o próprio Deus habitaria (Ex 25:8). Deus queria que suas palavras inscritas na pedra fossem alojada num recipiente perfeito coberto de ouro puro por dentro e por fora. Quanto mais que ele iria querer a sua Palavra-Jesus-de ter um lugar perfeito! Se o Filho unigênito viesse a fixar residência no útero de uma jovem humana, porque ele não iria fazê-la perfeita?

    5 — A Virgem Maria é o santuário vivo da Palavra de Deus, a Arca da Nova e Eterna Aliança. Na verdade, conta São Lucas da Anunciação do anjo a Maria incorpora muito bem as imagens da tenda da congregação com Deus no Sinai e do templo de Sião. Assim como a nuvem cobriu o povo de Deus em marcha no deserto (cf. Nm 10:34; Dt 33:12, Sl 91:4) e assim como a mesma nuvem, como um sinal do mistério divino presente no meio de Israel, pairava sobre a Arca da Aliança (cf. Êx 40:35), então agora a sombra do Altíssimo envolve e penetra o tabernáculo da Nova Aliança que é o ventre de Maria (cf. Lc 1:35). (Conselho Pontifício para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes, O Santuário: Presença, Memória e Profecia do Deus Vivo )

    6 — Mais comparações entre AT e NT

    David saiu para recuperar a arca (1 Sm 6:1-2). Depois que um homem chamado Uzá foi morto quando ele tocou a arca, David estava com medo e disse: “Como pode que a arca do Senhor venha me visitar?” Ele deixou a arca na região montanhosa da Judéia durante três meses. Também nos é dito que Davi dançou e pulou na frente da arca e todos gritavam de alegria. A casa de Obede, em Edom, que tinha abrigado na arca, foi abençoada, e depois David levou a arca para Jerusalém (2 Sm 6:9-14).

    Compare David e a arca no relato de Lucas sobre a Visitação:

    Naqueles dias, Maria se levantou e foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, e ela entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel. E quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criancinha saltou no seu ventre, e Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou em alta voz: “Bendita és tu entre as mulheres, e bendito é o fruto do teu ventre. E por que me é dado, que a mãe do meu Senhor venha me visitar?Pois eis que, quando a voz da tua saudação chegou aos meus ouvidos, o bebê em meu ventre saltou de alegria. Bem-aventurada é aquela que acreditou porque vai acontecer o que o Senhor prometeu.” (Lc 1:39-45)

    7 — • Quando Davi viu a arca se alegrou e disse: “Como pode que a arca do Senhor venha me visitar?” Elizabeth usa quase as mesmas palavras: “Por que me é dado, que a mãe do meu Senhor venha me visitar?” Lucas está nos dizendo algo dirigindo nossas mentes de volta para o Antigo Testamento, mostrando-nos um paralelo.

    • Quando David se aproximou da arca, ele gritou e dançou e pulou na frente da arca. Ele estava usando um éphode, as roupas de um sacerdote. Quando Maria, a Arca da Nova Aliança, aproximou-se de Isabel, João Batista pulou no ventre de sua mãe e João era da linhagem sacerdotal de Aarão. Ambos pularam e dançaram na presença da arca. A Arca da Antiga Aliança permaneceu na casa de Obede, em Edom durante três meses, e Maria permaneceu na casa de Isabel por três meses. O local que abrigava a arca durante três meses foi abençoado, e no parágrafo curto, em Lucas, Elizabeth usa a palavra abençoada três vezes. Sua casa foi certamente abençoada pela presença da arca, e do Senhor dentro.

    8 — A arca retorna à sua casa e termina em Jerusalém, onde a presença e a glória de Deus é revelada no templo (2 Sm 06:12; 1 Rs 8:9-11). Maria volta para casa e eventualmente acaba em Jerusalém, onde ela apresenta Deus encarnado no templo (Lc 1:56; 2:21-22).

    O Velho Testamento nos diz que um item foi colocado dentro da Arca da Antiga Aliança, enquanto no deserto do Sinai: Deus disse a Moisés para colocar as tábuas de pedra com os Dez Mandamentos dentro da arca (Dt 10:3-5). Hebreus 9:04 nos informa que dois itens adicionais foram colocados na Arca: “uma urna de ouro contendo o maná, e a vara de Arão que floresceu.” Observe o paralelismo surpreendente: Na arca estava a lei de Deus inscrita em pedra; no ventre de Maria era a Palavra de Deus em carne.

    Na arca estava a urna com o maná, o pão do céu que manteve o povo de Deus vivo no deserto, no seio de Maria é o Pão da Vida que desceu do céu que dá vida eterna. Na arca era a vara de Arão, a prova do verdadeiro sacerdócio; no seio de Maria é o verdadeiro sacerdote

    9 — Enquanto o apóstolo João estava exilado na ilha de Patmos, escreveu algo que teria chocado qualquer judeu do primeiro século. A arca da Antiga Aliança tinha sido perdida durante séculos, ninguém a tinha visto por cerca de 600 anos. Mas em Apocalipse 11:19, João faz um anúncio surpreendente: “Então, o templo de Deus no céu se abriu, e a arca da sua aliança foi vista no seu templo.” Neste ponto termina o capítulo 11 e começa o capítulo 12. Mas a Bíblia não foi escrita em capítulo, eles foram adicionados no século 12. Quando João escreveu estas palavras, não havia divisão entre os capítulos 11 e 12, era uma narrativa contínua.

    O que João diz imediatamente depois de ver a Arca da Aliança no céu? “E um grande sinal apareceu no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas, ela estava com a criança” (Ap 12:1-2). A mulher é Maria, a Arca da Aliança, revelada por Deus a João. Ela foi vista levando a criança que iria governar o mundo com cetro de ferro (Ap 12:5). Maria era vista como a arca e como uma rainha.

    10 — João faz uso de um rico simbolismo bem conhecido, mas é evidente, a partir da própria Bíblia, que a mulher é Maria. A Bíblia começa com um verdadeiro homem (Adão), uma mulher real (Eva), e uma serpente real (o diabo) e também termina com um homem de verdade (Jesus, o último Adão [1Co 15:45]), uma mulher real (Maria, a Nova Eva [Ap 11:19-00:02]), e uma serpente real (o diabo do velho). Tudo isso foi profetizado em Gênesis 3:15.

    John Henry Cardinal Newman escreveu sobre esta passagem em Apocalipse:

    “O que gostaria de dizer é isto, que o Santo Apóstolo não teria falado da Igreja sob esta imagem em particular a não ser que tivesse existido uma Virgem Maria, que estava exaltada no céu e o objeto de veneração a todos os fiéis. Ninguém duvida que o “menino-homem” de que fala é uma alusão ao nosso Senhor, por que então não é “a mulher”, uma alusão a sua mãe?” (Na Virgem Maria)

    A arca viajou para a casa de Obede, em Edom, na
    região montanhosa da Judéia (2 Sam. 6:1-11). Maria
    viajou para a casa de Isabel e Zacarias, na região
    montanhosa da Judéia (Lucas 1:39).
    11 — Resumindo as comparações Bíblicas

    A arca viajou para a casa de Obede, em Edom, na região montanhosa da Judéia (2 Sam. 6:1-11). Maria viajou para a casa de Isabel e Zacarias, na região montanhosa da Judéia (Lucas 1:39).

    Vestido como um sacerdote, Davi dançou e pulou na frente da arca (2 Sam. 6:14). João Batista – da linhagem sacerdotal – pulou no ventre de sua mãe com a aproximação de Maria (Lucas 1:41).

    Davi pergunta: “Como pode que a arca do Senhor venha me visitar?” (2 Sam 06:09).. Elizabeth pergunta: “Por que me é dado, que a mãe do meu Senhor venha me visitar?” (Lucas 1:43).

    David dá gritos na presença da arca (2 Sam. 6:15). Isabel “exclamou com um grito alto” na presença de Maria (Lucas 1:42).

    A arca permaneceu na casa de Obede, em Edom, durante três meses (2 Sam 06:11).. Maria permaneceu na casa de Isabel por três meses (Lucas 1:56).

    A casa de Obede, em Edom, foi abençoada pela presença da arca (2 Sm 06:11).. A palavra abençoada é usada três vezes, certamente a casa foi abençoado por Deus (Lucas 1:39-45).

    A arca retorna à sua casa e termina em Jerusalém, onde a presença e a glória de Deus é revelada no templo (2 Sm 06:12; 1. Reis 8:9-11).. Maria volta para casa e eventualmente acaba em Jerusalém, onde ela apresenta Deus encarnado no templo (Lucas 1:56; 2:21-22).

    12 — Dentro da Arca da Antiga Aliança – As tábuas de pedra da lei – a palavra de Deus inscrita em pedra, maná do deserto e A vara de Arão.

    Dentro da Arca da Nova Aliança – O corpo de Jesus Cristo – a Palavra de Deus na carne, Jesus, o pão da vida descido do céu (João 6:41). verdadeiro Sumo Sacerdote Sacerdote real e eterno do alto.

  6. Beth disse:

    Bem respondido, mas nao dentro da verdade bíblica ao pé da letra.
    Existe um termo, embora bem parecido, que designa primos e outro para irmãos.
    Por que em tantos anos a Igreja então nao corrigiu, se a Igreja, tem certeza dessa virgindade após Jesus ter nascido, por que nao corrigir empregando o termo primo?
    Por que usa o termo o primogênito ? Por que também fala que coabitou?
    E qt a nao esculpir imagens? Está nos dez mandamentos, mas nos repassam ” amar a Deus sobre todas as coisas”.
    Onde esta escrito nos 10 mandamentos guardar domingos e festas?
    Precisamos ensinar os fieis a verdade e também cuidar dos fieis e ser omissa como tem sido a Igreja.
    Jesus é o único intercessor segundo as escrituras ” eu sou a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim.
    Devemos orar um pelos outros sim. As escrituras ensinam isso, mas em nome de Jesus, pois a intercessão é Dele.
    O que vem acontecendo na igreja católica é motivo de orarmos por ela, por misericórdia dos fieis. Pois tudo que vem acontecendo durante séculos é contra os ensinamentos. É abominável e triste!

    • Beth disse:

      Hebraico
      אחים Irmãos
      בני דודים primos

      Eis as grafias que denominam irmãos e primos em hebraico.
      Bem diferente não?

      • José Carlos Maciel disse:

        Minha querida, não se esqueça que o “aramaico” (falado por Jesus) é o Hebraico popular. 2º)O Hebraico é uma língua viva e portanto deve ter sofrido mutações/complementações nesses 2000 anos.

        • EDMILSON disse:

          BETH SE CONVERTA HEREGE FILHO DE LUTERO
          SAIBAS QUE TODOS OS PADRES APOSTÓLICOS E PADRES DA IGREJA E TODOS OS ESCRITORES ECLESIÁSTICOS DOS QUATRO PRIMEIRO SÉCULOS DA ERA CRISTÃ CONFIRMAM A VIRGINDADE PERPÉTUA DE MARIA
          ATÉ O DEMONÔNIO DE NOME LUTERO E CALVINO TAMBÉM

          AGORA BETH VEJA QUEM SÃO OS
          Quatros supostos irmãos de Jesus Cristo.

          BETH esse sim é um assunto complicado, pois é uma ferida no peito dos hereges protestantes em sua perseguição e seu ódio contra a Mulher e a sua descendência, BETH infelizmente dentro da desgraça protestante não se prega castidade, santidade e vida espiritual,

          sendo assim, vocês hereges perseguem qualquer doutrina que fira o seu modo mundano de seguir os seus próprios conceitos pessoais fora de uma vida espiritual, ou seja, vocês hereges não suportam a verdade de que pessoas Santas que se entregaram de corpo e Alma a sua vida para Deus;

          realmente é difícil para uma pessoa que só tem sexo na cabeça compreender a Virgindade Perpetua de Maria e a castidade de São José.

          BETH porem, nós Católicos da única Igreja de Jesus Cristo estamos fora dessa vida mundana e conseguimos compreender exatamente o modo espiritual em que viveram os Santos e Santas, onde muitos deles viveram em plena castidade entregando totalmente a sua vida para Deus,

          isso não quer dizer que o sexo é pecado e sim que a castidade é Santa, ou seja, pessoas decidiram por sim só viverem em total castidade ou celibato, não foi só Virgem Maria que viveu com esse propósito, São João Batista e São Paulo são exemplos Bíblicos de castidade e celibato.

          AGORA BETH eu vou ti provar a Virgindade Perpétua de Maria Santíssima com as profecias do (AT) a respeito:

          “12. És um jardim fechado, minha irmã, minha esposa, uma nascente fechada, uma fonte selada.” (Câticos capítulo 4)

          PRA VOCÊ QUE NÃO CONHECE A BÍBLIA NOEME DIAS EU TI PROVO que existe varias citações do livro de Cânticos dos Cânticos que são referentes a Bem Aventurada por todas gerações, ou seja, Virgem Maria.

          Nesse verso o Profeta diz claramente que Maria seria um jardim fechado, uma nascente fechada e uma fonte selada, fica claro nessa profecia de que Maria seria Virgem antes e depois do nascimento de Jesus Cristo.
          BETH agora eu colocarei aqui uma Profecia do livro de Sabedoria de Salomão a respeito de Virgem Maria e de São José.

          VEJA
          “13. Feliz a mulher estéril, mas pura de toda a mancha, a que não manchou seu tálamo: ela carregará seu fruto no dia da retribuição das almas. 14.

          Feliz o eunuco cuja mão não cometeu o mal, que não concebeu iniqüidade contra o Senhor, porque ele receberá pela sua fidelidade uma graça de escol, e no templo do Senhor uma parte muito honrosa,” (Sabedoria capítulo 3)

          BETH observe que isso são Profecias e todas as Profecias requer uma interpretação, a mulher estéril no caso é uma figuração da virgindade de Maria, o eunuco é uma figuração de São José, pois os primeiros capítulos do livro de Sabedoria são todos messiânicos.

          BETH agora observem o próximo texto:

          “1. Mais vale uma vida sem filhos, mas rica de virtudes: sua memória será imortal, porque será conhecida de Deus e dos homens. 2.

          Quando está presente, imitam-na; quando passada, desejam-na; ela leva na glória uma coroa eterna, por ter triunfado sem mancha nos combates.” (Sabedoria capítulo 4)

          BETH AGORA prestem atenção nesse texto, o autor diz:

          Mais vale uma vida sem filhos, “mas rica em virtudes”, sua memória será imortal, agora eu pergunto BETH:

          Quem foi proclamada Bem Aventurada por todas as gerações por causa de suas virtudes? A resposta está no Novo Testamento, quem possui o Espírito Santo saberá do que eu estou me referindo.

          Bem,BETH agora vamos partir para o (NT).

          OLHA BETH esse é o versículo mais usado por vocês protestantes para sustentar a heresia de pregar contra a Virgindade Perpétua de Maria Santíssima:

          “3. Não é ele o carpinteiro, (o filho de Maria), o irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? Não vivem aqui entre nós também suas irmãs? E ficaram perplexos a seu respeito.” (Marcos capítulo 6)

          BETH prestem bem atenção no primeiro grifo em parênteses e observem que o autor usa o singular para afirmar que Jesus Cristo é o filho de Maria Santíssima,

          qualquer pessoa que saiba interpretar textos entendera que o autor está afirmando que Jesus Cristo é filho único de Virgem Maria, no caso dela ter tido mais filhos com São José o autor usaria o termo no plural, que ficaria dessa forma.

          “Não é ele o carpinteiro, um dos filhos de Maria…”.

          Porém, BETH fica difícil cobrar interpretação de texto desses pastores que mal sabem escrever o seu próprio nome,

          e olha que eu não sou nenhum exemplo, até porque eu possuo certa limitação com a gramática.

          Bem, agora vamos tentar identificar Biblicamente quem são cada um desses supostos irmãos de Jesus Cristo, BETH você irá se surpreender,

          pois nem entre eles (os quatro) exista um grau de irmandade maternal e paternal, eu vou provar para você BETH que entre esses quatros supostos irmãos de Jesus Cristo

          dois deles eram pai e filho, ou seja, pai e filho não podem ser filhos da mesma mãe.

          BETH eu vou começar com “Tiago”, quem era esse Tiago? Segundo São Paulo esse Tiago era conhecido como “Irmão do Senhor”, porém ele era um dos 12 Apóstolos.

          “18. Três anos depois subi a Jerusalém para conhecer Cefas, e fiquei com ele quinze dias. 19.

          Dos outros apóstolos não vi mais nenhum, a não ser Tiago, irmão do Senhor.” (Gálatas capítulo 1)

          BETH observe o que São Paulo diz; ele diz que depois da sua conversão ele foi a Jerusalém para conhecer São Pedro, o mais importante é que ele afirma que além de São Pedro

          só estava em “Jerusalém Tiago Irmão do Senhor”, porém ele afirma que esse Tiago era um dos Apóstolos.

          Agora vamos contar quantos Apóstolos possuíam o nome Tiago e qual era o nome de seu Pai.

          “2. Eis os nomes dos doze apóstolos: o primeiro, Simão, chamado Pedro; depois André, seu irmão.

          Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão.

          3. Filipe e Bartolomeu. Tomé e Mateus, o publicano. Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu. 4. Simão, o cananeu, e Judas Iscariotes, que foi o traidor.” (Mateus capítulo 10)

          “16. Escolheu estes doze: Simão, a quem pôs o nome de Pedro; 17. Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, aos quais pôs o nome de Boanerges, que quer dizer Filhos do Trovão. 18. Ele escolheu também André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Tadeu, Simão, o Zelador; 19. e Judas Iscariotes, que o entregou.” (Marcos capítulo 3)

          “13. Ao amanhecer, chamou os seus discípulos e escolheu doze dentre eles que chamou de apóstolos: 14. Simão, a quem deu o sobrenome de Pedro; André, seu irmão; Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, 15. Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Simão, chamado Zelador; 16. Judas, Filho de Tiago; e Judas Iscariotes, aquele que foi o traidor.” (Lucas capítulo 6)

          BETH OLHA lendo os texto em grifos podemos entender claramente que só existem dois “Apóstolos com o nome Tiago”:

          1º) Filho de Zebedeu e irmão de São João Evangelista.

          2º) Filho de Alfeo que mais para frente vamos ver que ele é Alfeo Cleofas.

          Conclusão de que o primeiro suposto irmão de Jesus Cristo não era filho de Virgem Maria e São Jose.

          Agora vamos partir para “José”; quem era esse José?
          Entre os quatros supostos irmãos de Jesus Cristo esse é o personagem que eu mais gosto, pois com ele eu consigo derrubar (3)

          coelhos com um tiro só, estudando esse personagem eu posso concluir quem ele era realmente, quem era a sua mãe e que dos outros três supostos irmãos de Jesus Cristo apenas Tiago Apostolo era o seu irmão biológico, sendo assim, Judas e Simão eram apenas parentes próximos de Tiago e Jose.

          BETH OLHA os principais textos referentes a Jose são esse:

          “56. Entre elas se achavam Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu.” (Mateus capítulo 27)

          “40. Achavam-se ali também umas mulheres, observando de longe, entre as quais Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, o Menor, e de José, e Salomé” (Marcos capítulo 15)

          “23. Propuseram dois: José, chamado Barsabás, que tinha por sobrenome Justo, e Matias.” (Atos capítulo 1)

          AGORA BETH Preste bem atenção nos textos de Mateus e Marcos,

          observe que o mesmo autor que cita “Tiago, Jose, Judas e Simão” como irmãos de Jesus Cristo, nesse texto o autor cita que apenas “Tiago e Jose” são filhos de dessa Maria, será que o autor se esqueceu de Judas e Simão?

          Será isso possível? Lógico que não, apenas que Judas e Simão não eram filhos dos mesmos pais que Tiago e Jose, todos eles eram parentes apenas um do outro e, por sua vez, os quatro eram parentes próximos de Jesus Cristo onde na cultura Judaica se usavam a palavra (Irmãos).

          BETH mesmo assim temos que saber quem era essa Maria mãe de Tiago e Jose, pois os hereges poder acreditar que se tratava de Maria Santíssima.
          BETH vou colocar aqui alguns textos dos quatros evangelhos para assim descobrir quem era essa Maria mãe de Tiago e Jose.

          “56. Entre elas se achavam Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu.” (Mateus capítulo 27)

          “40. Achavam-se ali também umas mulheres, observando de longe, entre as quais Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, o Menor, e de José, e Salomé” (Marcos capítulo 15)

          “25. Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena.” (João capítulo 19)

          Mateus cita que ao pé da cruz estavam:

          Maria Madalena.
          Maria mãe de Tiago e Jose.
          A mãe dos filhos de Zebedeu.

          Marcos cita que ao pé da cruz estavam:

          Maria Madalena.
          Maria mãe de Tiago e Jose.
          Salomé (Mãe dos filhos de Zebedeu).

          Já São João nos mostra uma informação a mais do que os outros Evangelhos, ele diz que ao pé da cruz estavam:

          Virgem Maria a mãe de Jesus Cristo.

          Maria mulher de Cleofas irmã (parente) de Virgem Maria e é a mãe de Tiago e Jose.

          Maria Madalena.

          Omite a sua mãe (que seria Salome).

          Conclusão BETH:

          A Maria mãe de Tiago e José citada por Mateus e Marcos é a mesma Maria mulher de Cleofas que São João diz ser irmã (parente) de Virgem Maria Santíssima.
          BETH assim fica mais fácil descobrir o porque os filhos de Maria mulher de Cleofas eram tratados como irmãos (parentes) de Jesus Cristo, pois essa Maria era parente de Virgem Maria Santíssima.

          Agora observe que essa Maria mulher de Cleofas e mãe de Tiago e José era tratada como a “outra Maria”:

          “1. Passado o sábado, Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, e Salomé compraram aromas para ungir Jesus.” (Marcos capítulo 16)

          “1. Depois do sábado, quando amanhecia o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o túmulo.” (Mateus capítulo 28)

          BETH Agora eu ti pergunto:

          Alguém em plena sã consciência acredita que “Virgem Mariamãe do Salvador seria tratada pelos Apóstolos como “outra Maria”?

          Lógico que o autor ao se referir “outra Maria” estava se referindo a essa parenta de Virgem Maria que possuía o mesmo nome da mãe do Salvador.

          Resumindo:

          Jose o segundo suposto irmão de Jesus Cristo era:

          Irmão biológico de Tiago Apostolo.

          Filho de Maria mulher de Cleofas.

          Parente próximo de Jesus Cristo, Judas e Simão.

          Deveria ser sobrinho de Virgem Maria e São Jose.

          Disputou com Matias a sucessão Apostólica de Judas Scariotes.

          BETH agora vamos passar para “Judas”;

          quem era esse Judas? Esse Judas será a pedra nos sapatos protestantes, pois ele é a maior prova de que na cultura Judaica (parente próximo) é considerado (Irmão),

          e na cultura Judaica essa regra vale até para pai e filho, pois pai e filho não deixam de ser parentes um do outro.

          Observe BETH que Judas (também conhecido como Tadeu) era um dos (12) Apóstolos e era filho de Tiago Irmão do senhor.

          “13 Depois do amanhecer, chamou seus discípulos, e escolheu doze dentre eles, aos quais deu também o nome de apóstolos: 14 Simão, ao qual também chamou Pedro, e André, seu irmão; Tiago e João; Filipe e Bartolomeu; 15 Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelote; 16 Judas, filho de Tiago; e Judas Iscariotes, que veio a ser o traidor.” (Lucas capítulo 6)

          BETH Preste bem atenção nesse texto, pois São Lucas não deixa passar essa informação despercebida, observe que ele diz:

          Tiago era filho de Alfeo (Cleofas).
          Judas era filho de Tiago.

          BETH OLHA algumas traduções trazem uma adulteração onde diz que (Judas Irmão de Tiago), porém isso não é a tradução correta, no grego original não aparece a palavra (Adelphoi) que significa (Irmão) no grego.

          Bem, agora nós sabemos o porque São Marcos e São Mateus no seus Evangelhos esquecem de citar os nomes de “Judas e Simão” como também sendo filhos de Maria de Cleofas.

          “56. Entre elas se achavam Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu.” (Mateus capítulo 27)

          “40. Achavam-se ali também umas mulheres, observando de longe, entre as quais Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, o Menor, e de José, e Salomé” (Marcos capítulo 15)

          BETH OLHA é bem simples entender isso.

          Se Judas era filho de Tiago, Maria de Cleofas era a sua Avó e não a sua mãe, e José era seu tio e não o seu irmão.

          BETH OLHA realmente eu não sei como vocês protestantes
          caem nas mentiras de seus pastores com seus versos isolados e fora dos contextos,

          ainda mais porque eles são adeptos da auto-interpretação Bíblica onde cada um tem o direito de interpretar a Bíblia ao seu bel prazer, sendo assim, essa informação não poderia ter passado despercebido.

          BETH agora chegou a hora de “Simão”; que era esse Simão? Esse personagem sim ficará nas escuras, pois nenhum texto Bíblico nos fornece qualquer informação sobre os seus pais, porém podemos concluir que se trata de mais uma parente próximo a família de Jesus Cristo,

          alguns teólogos chegaram a conclusão de que se trata de Simão Zelote que também era Apostolo e São Mateus diz que ele era de Cana da Galiléia:

          “4. Simão, o cananeu, e Judas Iscariotes, que foi o traidor.” (Mateus capítulo 10)

          Sendo ele cananeu, poderia muito bem ser parente de Jesus Cristo, pois foi o mesmo local onde aconteceram as bodas de Cana e alguns teólogos dizem ter sido o casamento de um parente próximo de Jesus Cristo.

          OLHA BETH isso é só uma teoria, o que provamos aqui é que nenhum dos quatro supostos irmãos de Jesus Cristo são filhos de Virgem Maria Santíssima e São Jose.

          Lembrando A VOCÊ BETH que todo esse estudo sobre Judas se filho de Tiago é um estudo particular e não um ensino da Santa Igreja, a Santa Igreja segue a tradição de que “Tiago, Jose, Judas e Simão” eram filhos de Maria de Cleofas e Alfeo, seguindo assim os ensinamentos dos Pais da Igreja desde o primeiro século.

          OLHA BETH ISSO É PATRÍSTICA Assim diz Papias no Século I:

          “(1) Maria, a mãe do Senhor; (2) Maria, a esposa de Cléofas ou Alfeu, que era mãe de Tiago, bispo e apóstolo, de Simão, de Tadeu e de um dos que se chamavam José; (3) Maria Salomé, esposa de Zebedeu, mãe de João, o evangelista, e Tiago; (4) e Maria Madalena. Estas quatro mulheres são encontradas no Evangelho. Tiago, Judas e José são filhos de uma tia do Senhor. Maria, mãe de Tiago, o menor, e José, esposa de Alfeu, era irmã de Maria, mãe do Senhor, e que João liga a Cléofas; eram irmãs por parte de pai, por parte da família do clã ou por outra ligação qualquer. Maria Salomé é chamada simplesmente por Salomé por causa de seu marido ou de seu vilarejo. Alguns afirmam que ela é a mesma pessoa que Maria de Cléofas, já que teria se casado duas vezes.” (Papias, explicações dos oraculos do senhor)

          Outros Padres da Igreja:

          “Como por uma virgem desobediente foi o homem
          ferido, caiu e morreu, assim também por meio de uma virgem obediente à palavra
          de Deus, o homem recobrou a vida. Era justo e necessário que Adão fosse
          restaurado em Cristo, e que Eva fosse restaurada em Maria, a fim de que uma
          virgem feita advogada de uma virgem, apagasse e abolisse por sua obediência
          virginal a desobediência de uma virgem.” (Santo Irineu 130-203 Contra Heresias L. 5, 19.1)

          “…corpo de Maria toda santa, sempre virgem, por uma
          concepção imaculada, sem conversão, e se fez homem na natureza, mas em separado
          da maldade: o mesmo era Deus perfeito, e o mesmo era o homem perfeito, o mesmo
          foi na natureza em Deus, uma vez perfeito e homem.” (Santo Hipólito 170-236 As obras e Fragmento VII)

          RESUMINDO BETH NÃO CONVERSE O QUE VOCÊ NÃO SABE E NÃO CONHECE!
          POIS A BÍBLIA MOSTRA CLARAMENTE QUE MARIA NÃO TEVE FILHOS
          OS PADRES DA IGREJA DOS PRIMEIROS SÉCULOS TAMBÉM

          ATÉ MESMO LUTERO O CRIADOR DA SEITA PROTESTANTE TAMBÉM

          • EDMILSON disse:

            LUIZ A VIRGEM MARIA A SEMPRE VIRGEM

            PROTESTANTES APRENDAM QUE.

            Do ponto de vista histórico, no que diz respeito à virgindade perpétua da mãe abençoada, ninguém acreditava que ela teve outros filhos até os últimos 200 anos, mais ou menos, mais devido à má tradução generalizada da Escritura e a prática não-bíblica da Sola Scriptura pelos protestantes que usam hermenêutica impróprias e por isso um mundo de doutrinas heréticas entre os próprios protestantes .

            //////////

            Agora quem estudar nas fontes e nas verdadeiras traduções das Escrituras como um corpo de trabalho, levando a sério o contexto apontando para a expiação da humanidade, digo que não há outra conclusão razoável que se pode vir a além do fato de que a mãe abençoada não teve outros filhos além de Jesus.

            //////////

            Além disso, os relatos históricos e bíblicos confirmam que a mãe abençoada foi sempre virgem. E mais São José não foi escolhido como um marido no sentido normal, mas como o protetor da virgindade da mãe abençoada.Pois ele era um homem muito mais velho, provavelmente viúvo, escolhida por Deus para essa finalidade.

            /////////

            Vejamos os versos em questão …. (Mat 12:46 DRB) Enquanto ele ainda falava às multidões, eis que sua mãe e seus irmãos estavam fora, procurando falar com ele. (Mat 12:47 DRB) E ele disse-lhe:. Eis que tua mãe e teus irmãos estão lá fora, em busca de ti (Mateus 0:48 ACF) Mas, respondendo ele que lhe falara, disse: Quem é minha mãe e quem são meus irmãos? (Mat 12:49 DRB) E, estendendo a mão para os seus discípulos, disse:. Eis aqui minha mãe e meus irmãos (Mat 12:50 DRB) Pois aquele que fizer a vontade de meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, e irmã e mãe.

            //////////

            Agora notem que o substantivo grego usado aqui é adelphoi que significa irmão e está escrito exatamente da mesma maneira nas duas vezes em que ocorre nestas Escrituras. E outra deve-se notar também que não há tal coisa na gramática grega koiné como uma forma familiar de adelphoi. Agora, é importante notar que a linguagem utilizada aqui é em si uma tradução do aramaico para adelphoi utilizado na forma familiar.

            ////////

            E outra em aramaico não existe uma palavra para distinguir aqueles irmãos biológicos de outros parentes, como primos ou mesmo meio-irmãos ou irmãs. E outra o termo mais aceitável na tradução correta, provavelmente seria algo como irmãos em vez de irmão. Quando Cristo falou ele também usou o equivalente aramaico para adelphoi no grego, num sentido não-familiar, quando ele disse o seguinte no versículo 50: “Ele é meu irmão.

            /////////

            Como você pode ver com a exegese adequada não há nada nestes versos para apoiar a teoria de que a mãe não era abençoado eternamente virgem e que ela teve outros filhos além de Jesus. Protestantes sérios eu digo por favor, note que em toda Escritura, que ninguém é especificamente chamado de filho da mãe abençoada outro senão Jesus.

            /////////

            observe o seguinte: (Mateus 1:20 ACF) Mas enquanto ele pensava nestas coisas, eis que o anjo do Senhor apareceu para ele em seu sono, dizendo: José, filho de David, não temas receber a Maria, tua esposa, pois o que nela foi gerado é do Espírito Santo. (Mat 01:21 DRB) E ela dará à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. (Mat 01:22 DRB) Agora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor falou pelo profeta: (Mat 01:23 DRB) Eis que a virgem será com criança, e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel, que traduzido é: Deus conosco.

            ////////

            A mãe abençoada era virgem quando concebeu e era virgem após o parto. (Lucas 1:26 ACF) E no sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, (Lucas 01:27 DRB) a uma virgem desposada com um varão cujo nome era José, da casa de Davi eo nome da virgem . era Maria (Lucas 1:28 ACF) E o anjo se entrar, disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo. bendita és tu entre as mulheres (Lucas 01:29 DRB) que, tendo ouvido, foi incomodado em sua palavra e pensamento com ela que tipo de saudação seria esta. (Lucas 1:30 ACF) E o anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois achaste graça diante de Deus. (Lucas 01:31 DRB ) Eis que tu conceberás em teu ventre e te dará à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus.(Lucas 01:32 DRB) Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo.

            //////////

            E o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi, e reinará eternamente na casa de Jacó para sempre. (Lucas 01:33 DRB) e o seu reino não terá fim. (Lucas 01:34 DRB ) E Maria disse ao anjo: Como se fará isso, pois eu não conheço homem? (Lucas 1:35 ACF) E, respondendo o anjo, disse-lhe: O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo deve ofuscar a ti. E, portanto, também o Santo que há de nascer de ti será chamado Filho de Deus.

            /////////

            Note aqui que os versículos anteriores mostram que ela pretendia permanecer virgem quando ela disse ao anjo Gabriel: Por favor, note nos seguintes versos em conta de São João da crucificação da mãe abençoada que está sendo posto sob os cuidados de João. Se ela teve outros filhos e outras crianças do sexo masculino, especialmente a tradição judaica seria a de que ela teria sido cuidada por eles pois qual quer historiador sério sabe disso.

            ////////

            E OUTRA…

            Jesus, conhecendo as dificuldades de uma viúva sem filhos colocou em boas mãos com São João.(Jo 19:26 DRB), quando Jesus viu sua mãe e que o discípulo a quem ele amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho. (Jo 19:27 DRB) Depois disso, ele diz ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora, o discípulo a levou para o seu próprio. Último de tudo o que há a dificuldade da história e da Sagrada Tradição para superar, que tem sempre, sem exceção, chamou a Santíssima Virgem.

            //////

            E OUTRA NOTE AQUI QUE JESUS DIZ MULHER NOTE AQUI TEU FILHO SEM MARIA SER MÃO DE JOÃO. E NOTE QUE JESUS DIZ A JOÃO EIS AÍ TUA MÃE E NOTE QUE JOÃO NÃO ERA FILHO DE MARIA!

            //

            RESUMINDO QUAL QUER APOLOGISTA SINCERO SABE QUE MARIA PERMANECEU VIRGEM.

            //

            E MAIS… NÃO EXISTE NA BÍBLIA FRASES QUE DIZ MARIA É MÃE DE TIAGO MARIA É MÃE DE SÃO LUCAS ETC…

            ISSO QUE AFIRMAM OS PROTESTANTES QUE MARIA TEVE OUTROS FILHOS É LAVAGEM CEREBRAL FRUTO DO ANALFABETISMO BÍBLICO GERADO PELAS FALSIFIÇÕES BÍBLICAS QUE OS PROTESTANTES FAZEM COM AS SUAS BÍBLIA JÁ ADULTERADA.

            /////////

            UM PEQUENO EXEMPLO É VÊ AMARMELADA E AS FALSIFICAÇÕES QUE MUITOS DELES FAZEM COM OS ESCRITOS DOS PADRES DA IGREJA ISSO É O CÚMULO.

      • EDMILSON disse:

        BETH VOCÊ TEM VERGONHA DAS 50 MIL SEITAS QUE POSSUI O BRASIL E POR ISSO PARA ESCONDER QUI É PROTESTANTE SE DIZ QUE É
        CRISTÃO,QUE ADORA SÓ A CRISTO.

        Primeiro, BETH quem ti falou que Deus entregou o mundo a Maria?
        Parei de ler aqui.

        Mas com muita paciência BETH, eu dei uma passada no resto de seu texto.

        OLHA BETH se Jesus é Deus, Maria é mãe de Deus, se Jesus não é Deus, Maria não é mão de Deus,

        você escolhe qual Jesus você quer seguir, ou Jesus divino ou Jesus humano, NOEME DIAS agora dentro da desgraça protestante tem Jesus para todos os gostos, Tem até para os artistas pornôs.

        BETH APRENDA HEREGE UMA COISA SIMPLES saibas que a que existem vários textos onde diz que Jesus Cristo teve irmãos, porém nenhum onde diz que Maria e José tiveram filhos e filhas, eu quero lembrar a você analfabeta que, esse termo (Filho e Filhas) era comum na cultura hebraica, pois assim, os hebreus conseguiam demonstrar que um determinado personagem teria tido vários irmãos biológicos; eu irei ti mostrar alguns exemplos:

        “3. Adão viveu cento e trinta anos: e gerou um filho à sua semelhança, à sua imagem, e deu-lhe o nome de Set. 4. Depois de haver gerado Set, Adão viveu oitocentos anos e gerou filhos e filhas.” (Gênesis capítulo 5)

        BETH Observe o texto, Adão depois de ter gerado a Set (descendência dos filhos de Deus), gerou filhos e filhas, assim sabemos que Adão e Eva teve outros filhos além de Set.

        “7. E depois do nascimento de Enos, viveu ainda oitocentos e sete anos e gerou filhos e filhas.” (Gênesis capítulo 5)

        Por sua vez, Set teve Enos como filho e depois teve filhos e filhas, assim se sucedeu todas as gerações, um pouco mais além, podemos ver o caso do Grande Rei Davi.

        “13. Davi tomou mais concubinas e mulheres em Jerusalém, depois que deixou Hebron, e teve delas filhos e filhas.” (II Samuel capítulo 5)

        Segundo o texto de Samuel, Davi teve filhos e filhas.

        “1. Joás tinha sete anos quando começou a reinar. Seu reinado, em Jerusalém, durou quarenta anos. Sua mãe chamava-se Sébia; era ela de Bersabéia. 2. Joás fez o bem aos olhos do Senhor durante toda a vida do sacerdote Jojada, 3. o qual lhe deu por esposas duas mulheres, das quais teve filhos e filhas.” (II Crônicas capítulo 24)

        Parece-me que mais um Rei ao se casar teve filhos e filhas.

        AGORA BETH o mais engraçado é que no caso de Maria e José o autor não diz nada sobre esse assunto, o mais normal seria o autor dizer, depois do nascimento de Jesus Cristo Maria e José teve filhos e filhas, mas o autor não diz isso. Por que será HEREGE NOEME DIAS?

        AGORA NOEME DIAS vamos analisar alguns textos do (NT).

        “41. Seus pais iam todos os anos a Jerusalém para a festa da Páscoa.
        42. Tendo ele atingido doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume da festa.

        43. Acabados os dias da festa, quando voltavam, ficou o menino Jesus em Jerusalém, sem que os seus pais o percebessem. 44. Pensando que ele estivesse com os seus companheiros de comitiva, andaram caminho de um dia e o buscaram entre os parentes e conhecidos.

        45. Mas não o encontrando, voltaram a Jerusalém, à procura dele. 46. Três dias depois o acharam no templo, sentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os.” (Lucas capítulo 2)

        BETH existem duas particularidade nesse texto, a primeira é que Jesus Cristo já tinha 12 anos, teoricamente ele já deveria ter irmãos,

        assim como os protestantes sugerem, mas a família Sagrada é composta apenas por três pessoas Maria, José e Jesus Cristo, NOEME DIAS agora aqui fica uma pergunta:

        Onde estavam os outros irmãos de Jesus Cristo? A segunda particularidade é que Jesus Cristo não estando na comitiva, Maria e José fora procurá-lo entre os seus parentes e não entre os seus outros filhos, o que seria mais natural, já que além de Jesus Cristo, Maria e José teria no mínimo mais quatro filhos.
        BETH fica claro nesse texto que o mister (M) fez os outros filhos de Maria e José desaparecerem.

        Agora outro texto interessante é o do Evangelho de São João:

        “26. Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho. 27.

        Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa.” (João capítulo 19)
        BETH TI PEÇO Peço pense comigo, com tantos irmãos biológicos, Jesus Cristo precisou deixar a sua mãe aos cuidados de São João?

        Tudo bem que na teologia protestante os irmãos de Jesus Cristo eram incrédulos, opa! Esqueci que um incrédulo era o Apostolo Tiago, mas deixa para lá, a teologia protestante é contradição em cima de contradição, mentira em cima de mentira;

        AGORA BETH voltando ao assunto, por que Jesus Cristo teve que deixa a sua mãe aos cuidados de São João?

        Seria muito mais lógico ele deixá-la aos cuidados de seus irmãos biológico, pois a não crença desses supostos irmãos em Jesus Cristo não quer dizer que eles não seguiam a Lei Mosaica, uma coisa não tem nada a ver com a outra.

        Uma coisa é não acreditar em Jesus Cristo.

        Outra coisa era não acreditar na Lei Mosaica.

        Vários Judeus na época não acreditaram em Jesus Cristo, mas eram tementes as Leis de Moises, aliás, todos os Judeus era tementes as Leis Mosaicas, e na Lei Mosaica está claramente escrito, (Honrar Pai e Mãe), jamais eles deixariam de honrar sua mãe por não acreditarem em Jesus Cristo como o Messias, a não ser que esses supostos irmãos não existissem, mais uma sinuca de bico para vocês das seitas protestante.

        Até porque o próprio Jesus Cristo estaria contrariando o decálogo ao entregar sua mãe aos cuidados de São João e não de seus irmãos biológicos.

        AGORA BETH para terminar eu vou analisar o texto mais usado pelos filhos da serpente.

        “3. Não é ele o carpinteiro, o filho de Maria, o irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? Não vivem aqui entre nós também suas irmãs? E ficaram perplexos a seu respeito.” (Marcos capítulo 6)

        BETH EU TI peço que você preste bem atenção onde diz: (o filho Maria); por que o autor usar o singular para se referir a Jesus Cristo como o filho de Maria e logo depois diz que o mesmo teve irmãos?

        Isso é interpretação de texto, se Maria e José tivessem outros filhos além de Jesus Cristo,

        seria mais lógico o autor dizer, (não é ele um dos filhos de Maria)? Sendo assim, eu termino a matéria mostrando a todos vocês o erro ortográfico do Evangelho de São Marcos. Graças a Deus, se levanta o protestantismo para consertar tais erros contidos na Bíblia Sagrada.

        BETH agora só para constar, a palavra Irmão tanto no Hebraico como no Grego Kôine, pode ser empregado para irmão biológico, primo, tio, sobrinho, conterrâneos, compatriotas e discípulos.

      • EDMILSON disse:

        AGORA LUIZ VEJA QUE POR AQUI TODAS AS SUAS DÚVIDAS SOBRE MARIA IRÃO EMBORA
        POIS ESSE ESTUDO AQUI É INCONTESTÁVEL!
        VEJA AMIGO MARIA NUNCA TEVE FILHOS!

        Quando Jesus viu sua mãe e perto dela o discípulo que amava, disse à sua mãe: Mulher, eis aí teu filho. 27. Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E dessa hora em diante o discípulo a levou para a sua casa.” (João capítulo 19)
        CADE OS FILHOS DE MARIA QUE ERAM APÓSTOLOS DE JESUS?
        POR QUÊ JESUS NÃO ENTREGOU SUA MÃE AOS SEUS IRMÃOS?
        ELE NÃO OS ENTREGOU POR QUE JESUS NUNCA TEVE OUTROS IRMÃOS.
        //////
        PARA REFUTAR OS QUE CONTESTAM ISSO!
        Vou começar com “Tiago”, aí eu faço uma pergunta aos protestantes? quem era esse Tiago? Segundo São Paulo esse Tiago era conhecido como “Irmão do Senhor”, porém ele era um dos 12 Apóstolos.
        //
        VEJA:
        Três anos depois subi a Jerusalém para conhecer Cefas, e fiquei com ele quinze dias. Dos outros apóstolos não vi mais nenhum, a não ser Tiago, irmão do Senhor.”(Gálatas capítulo 1)
        //
        AGORA:
        Observe o que São Paulo diz; ele diz que depois da sua conversão ele foi a Jerusalém para conhecer São Pedro, agora o mais importante é que ele afirma que além de São Pedro só estava em “Jerusalém Tiago Irmão do Senhor”, porém ele afirma que esse Tiago era um dos Apóstolos.
        //
        Agora vamos contar quantos Apóstolos possuíam o nome Tiago e qual era o nome de seu Pai.
        VAMOS LÁ:
        Eis os nomes dos doze apóstolos: o primeiro, Simão, chamado Pedro; depois André, seu irmão. Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão.
        //
        Filipe e Bartolomeu. Tomé e Mateus, o publicano. Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu, Simão, o cananeu, e Judas Iscariotes, que foi o traidor.” (Mateus capítulo 10)
        //
        AQUI DIZ QUE TIAGO É FILHO DE ZEBEDEU!
        E ZEBEDEU NÃO É JOSÉ ESPOSO DE MARIA?

        E MAIS..
        JÁ O OUTRO TIAGO SÃO PAULO DIZ QUE ELE É FILHO DE ALFEU.
        E ESSE ALFEU NUNCA FOI ESPOSO DE MARIA A NÃO SER JOSÉ.
        E MAIS…
        //

        16 Escolheu estes doze: Simão, a quem pôs o nome de Pedro; 17. Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, aos quais pôs o nome de Boanerges, que quer dizer Filhos do Trovão. 18.
        //

        Ele escolheu também André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Tadeu, Simão, o Zelador; 19. e Judas Iscariotes, que o entregou.” (Marcos capítulo 3)
        //
        REFUTAÇÃO
        13. Ao amanhecer, chamou os seus discípulos e escolheu doze dentre eles que chamou de apóstolos: 14. Simão, a quem deu o sobrenome de Pedro; André, seu irmão; Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, 15. Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Simão, chamado Zelador; 16.Judas, Filho de Tiago; e Judas Iscariotes, aquele que foi o traidor.” (Lucas capítulo 6)
        //
        RESUMINDO:
        Qual quer um mesmo sendo leigo lendo esses versículos em grifos facilmente pode entender claramente que só existem dois “Apóstolos com o nome Tiago”:
        //
        UM É O FILHO DE ZEBEDEU!
        E O OUTRO É O FILHO DE ALFEU!
        //
        ISSO É CLARÍSSIMO INCONTESTÁVEL!

        Agora vamos partir para “José”; quem era esse Jose? Entre os quatros supostos irmãos de Jesus Cristo esse é o personagem que eu mais gosto, pois com ele eu consigo derrubar (3) coelhos com um tiro
        //
        só, estudando esse personagem eu posso concluir quem ele era realmente, quem era a sua mãe e que dos outros três supostos irmãos de Jesus Cristo apenas Tiago Apostolo era o seu irmão biológico, sendo assim, Judas e Simão eram apenas parentes próximos de Tiago e Jose.
        AGORA REFUTANDO QUEM NEGA A VIRGINDADE DE MARIA SAIBA QUE…
        Jose o segundo suposto irmão de Jesus Cristo era:
        Irmão biológico de Tiago Apostolo.
        //
        Filho de Maria mulher de Cleofas.

        Parente próximo de Jesus Cristo, Judas e Simão.
        //

        Deveria ser sobrinho de Virgem Maria e São Jose.
        Disputou com Matias a sucessão Apostólica de Judas Scariotes.
        //

        Agora vamos passar para “Judas”; quem era esse Judas? Esse Judas será a pedra nos sapatos protestantes, pois ele é a maior prova de que na cultura Judaica (parente próximo)é considerado (Irmão), e na cultura Judaica essa regra vale até para pai e filho, pois pai e filho não deixam de ser parentes um do outro.
        //
        Observe que Judas (também conhecido como Tadeu) era um dos Apóstolos e era filho de Tiago Irmão do senhor.
        //
        VEJA:
        Depois do amanhecer, chamou seus discípulos, e escolheu doze dentre eles, aos quais deu também o nome de apóstolos: 14 Simão, ao qual também chamou Pedro, e André, seu irmão; Tiago e João; Filipe e Bartolomeu; 15 Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelote; 16 Judas, filho de Tiago; e Judas Iscariotes, que veio a ser o traidor.”(Lucas capítulo 6)
        //
        AGORA
        Prestem bem atenção nesse texto, pois São Lucas não deixa passar essa informação despercebida, e mais observem que ele diz:
        Tiago era filho de Alfeo (Cleofas).
        //
        E Judas era filho de Tiago.
        E MAIS MEUS CAROS IRMÃOS SAIBA QUE…
        Algumas traduções trazem uma adulteração onde diz que (Judas Irmão de Tiago), porém isso não é a tradução correta, no grego original não aparece a palavra (Adelphoi) que significa (Irmão) no grego.
        //
        Agora nós sabemos o porque São Marcos e São Mateus no seus Evangelhos esquecem de citar os nomes de “Judas e Simão” como também sendo filhos de Maria de Cleofas.
        //
        Entre elas se achavam Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu.” (Mateus capítulo 27)
        //
        Achavam-se ali também umas mulheres, observando de longe, entre as quais Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago, o Menor, e de José, e Salomé” (Marcos capítulo 15)
        VIU COMO…
        É bem simples entender isso.
        Se Judas era filho de Tiago, Maria de Cleofas era a sua Avó e não a sua mãe, e Jose era seu tio e não o seu irmão.
        //
        Realmente eu não sei como os protestantes caem nas mentiras de seus pastores com seus versos isolados e fora dos contextos, ainda mais porque eles são adeptos da auto-interpretação Bíblica onde cada um tem o direito de interpretar a Bíblia ao seu bel prazer, sendo assim, essa informação não poderia ter passado despercebido.

        //
        Agora chegou a hora de “Simão”; que era esse Simão? Esse personagem sim ficará nas escuras, pois nenhum texto Bíblico nos fornece qualquer informação sobre os seus pais, porém podemos concluir que se trata de mais uma parente próximo a família de Jesus Cristo, alguns teólogos chegaram a conclusão de que se trata de Simão Zelote que também era Apostolo e São Mateus diz que ele era de Cana da Galiléia:
        //
        VEJA:
        Simão, o cananeu, e Judas Iscariotes, que foi o traidor.” (Mateus capítulo 10)
        //
        SÓ POR AQUI DESABA QUAL QUER CONTESTAÇÃO PROTESTANTE SOBRE A VIRGINDADE DE MARIA.

    • EDMILSON disse:

      BETH VAI ESTUDAR DEIXA DE FALAR ASNEIRAS

      PRIMEIRO A BÍBLIA PROTESTANTE É ADULTERADA

      SEGUNDO NENHUM PROTESTANTE ESTUDA A PATRÍSTICA NAS FONTES

      PROTESTANTES ESTUDAM A HISTÓRIA BASEADO NAS FABULAS ESCRITAS PELOS SATÂNICOS HISTORIADORES DEPOIS LUTERO

      DEIXA DE LOROTAS

    • José Carlos Maciel disse:

      Minha querida Beth,

      O tema do texto é: “Irmãos de Jesus/Virgindade Perpétua de Maria,Intercessão dos santos, Batismo de Adultos”. E vc já insere outras questões, próprias da temática protestante, q daria farta matéria p/ outro artigo (já existente neste site).
      Por ser depositária fiel da verdade revelada por N.S. Jesus Cristo, a Igreja sempre foi zelosa e cuidadosa c/ as verdades de Fé: por isso até hoje nenhuma heresia sobreviveu ou entrou na Igreja. Pelo poder delegado a ela por Jesus (“tudo o que ligares na terra será ligado nos céus e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”), ela até poderia “corrigir” o termo irmãos p/ primos, mas como sempre, permaneceu fiel ao texto original, mesmo tendo que conviver e consequentemente defender uma aparente contradição (Virgindade Perpétua X Irmãos de Jesus). Existe o dogma “A Virgindade Perpétua de Maria” onde deve estar ampla e consistentemente explicado este tema. E a Igreja só edita um dogma para firmar e/ou restabelecer uma verdade de Fé ameaçada ou contestada. P. ex.: Ela era obrigada a intervir nos intermináveis debates teológicos internos p/ por fim a uma possível ameaça de heresia. O q aparece na Bíblia sobre Maria é mto pouco, e provavelmente a pedido dela – “Quem deveria aparecer era seu Filho”- e a Igreja recorre além das Sagradas Escrituras, tb a outras fontes p/ emitir este dogma. Explico: A Palavra de Deus p/ nós católicos não se restringe somente a Bíblia, mas tb é complementada pela Santa Tradição (mtos pastores protestantes americanos depois q estudaram a Patrística, se converteram ao Catolicismo) e o Magistério da Igreja (encíclicas e outros documentos eclesiásticos de cunho doutrinários).
      Qto a intercessores o texto é mto claro: o Único mediador entre Deus e os homens é Jesus Cristo. Maria Santíssima, os anjos e santos intercedem sem cessar por nós junto a Jesus e este ao Pai. E nós tb: “Pai, em nome de Jesus, teu amadíssimo Filho, te peço que abençoes e proteja meus filhos, etc. “Mãe querida eu te suplico q intercedas por mim junto ao teu divino Filho Jesus, q não resiste à uma súplica tua”.
      Quanto ao Batismo de crianças, o texto é perfeito. Só acrescentaria q no período apostólico a perseguição aos cristãos era feroz. Por isso mtos cristãos batizavam seus filhos e confiavam aos “padrinhos” a sua educação na fé cristã, caso fossem presos ou martirizados. E a Igreja achou salutar conservar esse costume, como forma de comprometer os pais e padrinhos a educar seus filhos na fé cristã.
      Que Deus a abençoe, proteja e a faça mto feliz, em nome de N. S. Jesus Cristo e pela poderosa intercessão de Maria Santíssima-Mãe de Deus; de S. Miguel Arcanjo, príncipe da milícia celeste; de S. José, pai adotivo de Jesus e de todos os anjos e santos de Deus.

      • EDMILSON disse:

        MEU AMIGO JOSÉ CARLOS MACIEL SAIBAS QUE É TOTALMENTE SAFADEZA E FARSA DOS PROTESTANTES BESTAS DO APOCALIPSE QUE DIZEM QUE MARIA TEVE FILHOS E QUE MARIA COMEÇOU A SER PROCLAMADA SANTA DEPOIS DE CONSTANTINO ISSO É FARSA VOU MOSTRAR PRA VOCÊS AMIGOS QUE MARIA É REFERENCIA NOS LIVROS CARTAS E EPÍSTOLAS DOS PADRES DA IGREJA DO PRIMEIRO E SEGUNDO SÉCULO DA ERA CRISTÃ VEJA UM POUCO DOS TESTEMUNHOS SOBRE MARIA

        A Virgem Maria e os primeiros cristãos
        Maria amamentando o Menino Jesus, século II, Catacumba de Priscila, Roma
        Os primeiros cristãos veneravam a Virgem Maria?
        Assim nos ensina o Catecismo da Igreja Católica no número 971:
        Na verdade, a Santíssima Virgem é, desde os tempos mais antigos, honrada com o título de “Mãe de Deus”, e sob a sua proteção se acolhem os fiéis implorando-a em todos os perigos e necessidades [...]. Este culto [...], embora inteiramente singular, difere essencialmente do culto de adoração que se presta por igual ao Verbo Encarnado, ao Pai e ao Espírito Santo, e favorece-o poderosamente». Encontra a sua expressão nas festas litúrgicas dedicadas à Mãe de Deus e na oração mariana, como o santo rosário, «resumo de todo o Evangelho».
        _________________________________________________________________________________
        Assim diz Papias no Século I:
        “(1) Maria, a mãe do Senhor; (2) Maria, a esposa de Cléofas ou Alfeu, que era mãe de Tiago, bispo e apóstolo, de Simão, de Tadeu e de um dos que se chamavam José; (3) Maria Salomé, esposa de Zebedeu,mãe de João, o evangelista, e Tiago; (4) e Maria Madalena. Estas quatro mulheres são encontradas no Evangelho. Tiago, Judas e José são filhos de uma tia do Senhor. Maria, mãe de Tiago, o menor, e José, esposa de Alfeu, era irmã de Maria, mãe do Senhor, e que João liga a Cléofas; eram irmãs por parte de pai, por parte da família do clã ou por outra ligação qualquer. Maria Salomé é chamada simplesmente por Salomé por causa de seu marido ou de seu vilarejo. Alguns afirmam que ela é a mesma pessoa que Mariade Cléofas, já que teria se casado duas vezes.” (Papias, explicações dos oraculos do senhor)

        Oração mais antiga a Santíssima Virgem Maria que remonta o ano 230 da era cristã
        “À vossa proteção recorremos Santa Mãe de Deus. Não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, Ó Virgem gloriosa e bendita!”.
        ________________________________________________________________________________
        AGORA VEJA O QUE DIZ SANTO INÁCIO DE ANTIOQUIA NASCIDO NO ANO 35 DA ERA CRISTÃ QUE ESCREVEU 7 CARTAS IMENSAS AOS BISPOS DA IGREJA LEMBRANDO SANTO INÁCIO DE ANTIOQUIA FOI DISCÍPULO DE SÃO JOÃOEVANGELISTA
        VEJA
        “E permaneceram ocultos ao príncipe desse mundo a Virgindade de Maria e seu parto, bem como a morte do Senhor: três mistérios de clamor, realizados no silêncio de Deus”
        “A verdade é que o nosso Deus, Jesus, o Ungido, foi concebido de Maria segundo a economia divina; nasceu da estirpe de Daví, mas também do Espírito Santo”.
        “Filho de Deus pelo desejo e poder de Deus, nasceu verdadeiramente de uma Virgem”
        ___________________________________________________________________________________
        AMIGOS AGORA VEJA O QUE DIZ OUTRO PADRE DA IGREJA SOBRE MARIA
        São Justino, Mártir no século II (103–165 d.C)
        “E novamente, como Isaías havia expressamente previsto que Ele nasceria de uma virgem, ele declarou o seguinte: ‘Eis que uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e seu nome será chamado “Deus-conosco”‘. A frase ‘Eis que uma virgem conceberá’ significa certamente que a virgem iria conceber ser ter relacionamento. Se ela tivesse relacionamento com qualquer um que fosse, ela não poderia ser virgem. Mas o poder de Deus, vindo sobre a Virgem, a encobriu, e a induziu a conceber, embora ainda permanecesse Virgem”
        “[Jesus] se fez homem por meio da Virgem, de sorte a ser finalizada a desobediência, oriunda da serpente, por ali mesmo onde havia começado. Eva era virgem e incorrupta; concebendo a palavra da serpente, gerou a desobediência e a morte. A Virgem Maria, porém, concebeu fé e alegria quando o anjo Gabriel lhe anunciou a boa nova”.
        ___________________________________________________________________________________
        VEJA AGORA O QUE DIZ SANTO IRENEU
        no tratado contra as heresias, no século II, (por volta de 180-199)
        VEJA
        “A Virgem Maria mostrou-se obediente ao dizer: “Eis aqui tua serva, Senhor; faça-se em mim conforme a tua palavra”. Entretanto, Eva foi desobediente; mesmo enquanto era virgem, ela não obedeceu. Como ela – que ainda era virgem embora tivesse Adão por marido… – foi desobediente, tornou-se a causa da sua própria morte e também de todo gênero humano; então, também Maria, noiva de um homem, mas, apesar disso, ainda virgem, sendo obediente, se tornou a causa de salvação dela própria e de todo o gênero humano… Assim, o problema da desobediência de Eva foi eliminado pela obediência de Maria. O que a virgem Eva causou em sua incredulidade, a Virgem Maria eliminou através da sua fé”
        “Assim como o gênero humano foi levado à morte por uma virgem, foi libertado por uma Virgem”
        “A Virgem Maria, tendo sido obediente à palavra de Deus, recebeu de um anjo a alegre notícia de que iria dar à luz ao próprio Deus”
        “Como por uma virgem desobediente foi o homem ferido, caiu e morreu, assim também por meio de uma virgem obediente à palavra de Deus, o homem recobrou a vida. Era justo e necessário que Adão fosse restaurado em Cristo, e que Eva fosse restaurada em Maria, a fim de que uma virgem feita advogada de uma virgem, apagasse e abolisse por sua obediência virginal a desobediência de uma virgem.”
        ___________________________________________________________________________________
        AMIGOS VEJA OUTRO TESTEMUNHO DE OUTRO PADRE DA IGREJA NUMA DAS SUAS OBRAS
        VEJA
        Santo Hipólito de Roma (que nasceu em 170 e morreu em 236)
        “O Cristo foi concebido e tomou o seu crescimento de Maria, a Mãe de Deus toda pura [...] Como o Salvador do mundo tinha decretado salvar o gênero humano, nasceu da Imaculada Virgem Maria
        “Deus, o Verbo descendeu à Santa Virgem Maria …” (St. Hippolytus, Contra Noetum, cap. 17; PG 10, 825).
        “Ele (=Jesus) era a arca composta por madeira incorruptível. Com efeito, o seu tabernáculo (=Maria) era isento da podridão e corrupção” (Santo Hipólito de Roma, Orat. Inillud. 220 DC).
        “… corpo de Maria toda santa, sempre Virgem, por uma concepção imaculada, sem conversão, e se fez homem na natureza, mas em separado da maldade: o mesmo era Deus perfeito, e o mesmo era o homem perfeito, o mesmo foi na natureza em Deus, uma vez perfeito e homem.” (As obras e Fragmento VII)
        ___________________________________________________________________________________
        AGORA UM TESTEMUNHO DE SANTO AGOSTINHO
        Santo Agostinho, doutor da Igreja (Tagaste, 13 de novembro de 354 — Hipona, 28 de agosto de 430)
        “Concebeu-O [a Cristo Jesus] sem concupiscência, uma Virgem; como Virgem deu-lhe à luz, Virgem permaneceu” (Sermão sobre a Ressurreição de Cristo, segundo São Marcos, PL XXXVIII, 1104-1107).
        ”Entre todas as mulheres, Maria é a única a ser ao mesmo tempo Virgem e Mãe, não somente segundo o espírito, mas também pelo corpo. Ela é mãe conforme o espírito, não dAquele que é nossa Cabeça, isto é, do Salvador do qual ela nasceu, espiritualmente. Pois todos os que nele creram – e nesse número ela mesma se encontra – são chamados, com razão, filhos do Esposo (filii sponsi) (Mt 9,15). Mas, certamente, ela é mãe de seus membros, segundo o espírito, pois cooperou com sua caridade para que nascessem os fiéis na Igreja – os membros daquela divina Cabeça – da qual ela mesma é, corporalmente, a verdadeira mãe. Convinha, pois, que nossa Cabeça, por insigne milagre, nascesse segundo a carne de uma virgem, dando a entender que seus membros, que somos nós, haviam de nascer segundo o Espírito dessa outra virgem que é a Igreja. Somente Maria, portanto, é mãe e virgem, no espírito e no corpo. É Mãe de Cristo e também Virgem de Cristo.”
        Maria é Mãe de Deus, feita pela mão de Deus” (S. Agost. in orat. ad heres.).
        “Nem se deve tocar na palavra ‘pecado’ em se tratando de Maria; e isto em respeito Àquele de quem mereceu ser a Mãe, que a preservou de todo pecado por sua graça” (Santo Agostinho, Sermão 215,3. 325 DC).
        “Não entregamos Maria ao diabo por condição original pois afirmamos que sua própria condição original se anula pela graça da redenção.” (Santo Agostinho, Contra Juliano 4. 325 DC).”
        “Exceto a Santa Virgem Maria, da qual não quero, por honra do que é devido ao Senhor, suscitar qualquer questão ao se tratar de pecados, pois sabemos que lhe foi concedida a graça para vencer por todos os flancos o pecado, porque mereceu ela conceber e dar à luz a quem não teve pecado algum. Exceto, digo a esta Virgem, se tivéssemos podido congregar todos ossantos e santas que aqui viviam e perguntássemos se jamais tinham pecado, o que teriam respondido? (…) Não é verdade que teriam unanimemente exclamado: ‘Se dissermos que não pecamos, enganamo-nos, e a verdade não está em nós’?” (Santo Agostinho, De Natura et Gratia 36,42. 325 DC).
        “A admirável santidade de Maria é fruto da graça de Deus que a cumulou, em vista de sua missão. A Virgem Maria representa o que de mais digno, puro e inocente poderia oferecer esta nossa terra a DEUS, a fim de que o Filho de Deus se dignasse baixar até ela.”
        “A Santíssima Virgem é o meio de que Nosso Senhor se serviu para vir a nós; e é o meio de que nos devemos servir para ir a ele.” (Santo Agostinho Sermo 113 in Nativit. Domini).
        ___________________________________________________________________________________
        O
        VEJA AGORA O QUE DIZ OUTRO PADRE DA IGREJA
        rígenes (Alexandria, Egipto, c. NASCIDO NO ANO 184 DA ERA CRIST× Cesaréia, ou, mais provavelmente, Tiro, 253)
        “Desposada com José, mas não carnalmente unida. A Mãe deste foi Mãe imaculada, Mãe incorrupta, Mãe intacta. A Mãe deste, de qual este? A Mãe do Senhor, Unigênito de Deus, do Rei universal, do Salvador e Redentor de todos.” (Orígenes – homilia inter collectas ex variis locis).
        Maria é Mãe de Deus, unigênito do Rei e criador de tudo o que existe” (Orig. Hom I, in divers. – Sec. II)
        “Este menino não precisa de Pai na terra, porque tem um pai incorruptível no céu; não precisa de Mãe no Céu, porque tem uma Mãe Imaculada e casta na terra, a Virgem Bem-aventurada, Maria“.
        “Esta Virgem Mãe do Unigênito de Deus chama-se Maria, digna de Deus, imaculada das imaculadas, sem par” (Origines, Homilia 1. 280 DC).
        “Eu considero estar em conformidade com a razão que, com relação à pureza a qual consiste na caridade, Jesus foi o primeiro entre os homens, enquanto Maria foi a primeira entre as mulheres.” (Origen, Commentary on Matthew 10, 17)
        Maria tem dois filhos, um, homem-Deus e o outro puro homem; de um Maria é Mãe corporal, do outro, Mãe espiritual” (Speculum B.M.V., lect. III art. 1,2º )
        ___________________________________________________________________________________
        O evangelista São Marcos, na Liturgia que deixou às igrejas do Egito:
        “Lembremo-nos, sobretudo, da Santíssima, intemerata e bendita Senhora Nossa, a Mãe de Deus e sempre Virgem Maria“.
        ___________________________________________________________________________________
        VEJAM MAIS TESTEMUNHOS
        O apóstolo Santo André:
        Maria é Mãe de Deus, resplandecente de tanta pureza, e radiante de tanta beleza, que, abaixo de Deus, é impossível imaginar maior, na terra ou no céu”. (Sto Andreas Apost. in trasitu B. V., apud Amad.)
        “Tendo sido o primeiro homem formado de uma terra imaculada, era necessário que o homem perfeito nascesse de uma Virgem igualmente imaculada, para que o Filho de Deus, que antes formara o homem, reparasse a vida eterna que os homens tinham perdido” (Santo André, Cartas dos Padres de Acaia).
        ___________________________________________________________________________________
        São João Apóstolo:
        Maria, é verdadeiramente Mãe de Deus, pois concebeu e gerou um verdadeiro Deus, deu a luz, não um simples homem como as outras mães, mas Deus unido a carne humana.” (S. João Apost. Ibid)
        __________________________________________________________________________________
        S. Tiago Menor:
        “Fazemos memória de nossa Santíssima, Imaculada, e gloriosíssima Senhora Maria, Mãe de Deus e sempre Virgem“.
        O santo Apóstolo não se limita a isso, mas torna a sua fé mais expressiva ainda. Após a consagração e umas preces, ele faz dizer ao Celebrante:
        “Prestemos homenagem, principalmente, a Nossa Senhora, a Santíssima, Imaculada, abençoada acima de todas as criaturas, a gloriosíssima Mãe de Deus, sempre Virgem Maria.”
        E os cantores respondem: “É verdadeiramente digno que nós vos proclamemos bem-aventurada e em toda linha irrepreensível, Mãe de Nosso Deus, mais digna que os querubins, mais digna de glória que os serafins; a vós que destes à luz o Verbo divino, sem perder a vossa integridade perfeita, nós glorificamos como Mãe de Deus” (S. jacob in Liturgia sua).
        ___________________________________________________________________________________
        Na Liturgia dos etíopes, de autor desconhecido, mas cuja composição data do primeiro século, encontramos diversas menções explícitas da Imaculada Conceição. Umas das suas orações começa nestes termos:
        ”Alegrai-vos, Rainha, verdadeiramente Imaculada, alegrai-vos, glória de nossos pais.”
        Mais adiante, é pela intercessão da Imaculada Virgem Maria que o Sacerdote invoca a Deus em favor dos fiéis:
        “Pelas preces e a intercessão que faz em nosso favor Nossa Senhora, a Santa e Imaculada Virgem Maria.“
        ___________________________________________________________________________________
        VEJA O QUE DIZ OUTRO PADRE DA IGREJA SOBRE MARIA
        São Dionísio Areopagita:
        Maria é feita Mãe de Deus, para a salvação dos infelizes.” (S. Dion. in revel. S. Brigit.)
        “Conheci pessoalmente a Maria mãe de Jesus, e era de uma beleza tal que eu a teria adorado como deusa, se a fé não me dissessse ser ela também criatura”.
        ___________________________________________________________________________________
        Santo Atanásio de Alexandria (*NASCIDO NO ANO 295 [?], em Alexandria – † 2 de maio de 373, em Alexandria)
        Maria é Mãe de Deus, completamente intacta e impoluta.” (Sto. Ath. Or. in pur. B.V.)
        “Ele (Cristo) tomou-o (o corpo dEle) de uma Virgem pura e imaculada, a qual não conheceu homem.” (On the Incarnation of the Word 8)
        “As Sagradas Escrituras, as quais nos instruem, e a vida de Maria, Mãe de Deus, são suficientes como um ideal de perfeição e da forma de vida celeste.” (De Virginitate, 255)
        ___________________________________________________________________________________
        Santo Efrém, o sírio, doutor da Igreja (Nisibi, 306 – Edesa, 373)
        “Somente Vós (=Cristo) e vossa Mãe sois mais belos do que qualquer outro ser. Em ti, Senhor, não há mancha alguma; na tua Mãe nada de feio existe” (Éfrem da Síria, Garmina Nisibena 27,8.).
        “A Santíssima Senhora, Mãe de Deus, a única pura na alma e no corpo, a única que ultrapassa toda perfeição de pureza, a única morada de todas as graças do Santíssimo Espírito, e, portanto, excedendo qualquer comparação até mesmo com as virtudes angelicais em pureza e santidade de corpo e alma … minha Senhora santíssima, puríssima, incorruptível, inviolada, prenda imaculada dAquele que se revestiu com luz e prenda …flor que não murcha, púrpura tecida por Deus, a única imaculada” («Precationes ad Deiparam», in Opp. Graec. Lat., III, 524-37).
        Maria e Eva, duas pessoas sem culpabilidade, duas pessoas simples, são idênticas. Mais tarde, entretanto, uma se converteu na causa de nossa morte e a outra na causa de nossa vida.” (op. SYR. II, 327; Ott, 201).
        “Que a mulher entoe louvor, à pura Maria” (Hinos da Natividade 15,23).
        AGORA VEJA OUTROS TESTEMUNHOS DE PADRES DA IGREJA
        ___________________________________________________________________________________
        São Jerônimo:
        Maria é verdadeiramente Mãe de Deus” (S. Jerôn. in Serm. Ass. B.V.)
        ___________________________________________________________________________________
        São Cirilo de Jerusalém, doutor da Igreja (315 – 386)
        “Que arquiteto, erguendo uma casa de moradia, consentiria que seu inimigo a possuísse inteiramente e habitasse?” (São Cirilo de Jerusalém, 208 DC).
        “A arca seria o tipo e a imagem de Cristo: por si nos remontamos à forma da encarnação do unigênito, veremos que é no templo da Virgem, como numa arca em que a Palavra de Deus tomou possessão de sua morada. Para ele morar em toda a plenitude da Divindade corporalmente como disse a Escritura. Entretanto, os testemunhos na arca foram as palavras de Deus, e a madeira incorruptível, e com ouro puro selecionado foi embelecida dentro e fora.” (De ador. Spir En. Et Verit, p. 293).
        ___________________________________________________________________________________
        Santo Ambrósio de Milão, doutor da Igreja (Trier, Alemanha 340 – 4 de abril de 397)
        Maria, uma virgem não profanada, Virgem tornada inviolável pela graça, livre de toda mancha do pecado” (Santo Ambrósio de Milão, Sermão 22,30. 317 DC).
        ___________________________________________________________________________________
        São João Crisóstomo (349, Antioquia da Síria, hoje Antakya, no sul da Turquia – 14 de Setembro de 407)
        “É verdadeiramente justo proclamar-vos bem-aventurada, ó Deípara, que sois felicíssima, toda pura e Mãe do nosso Deus. Nós vos magnificamos: a vós, que sois mais digna de honra do que os querubins e incomparavelmente mais gloriosa do que os serafins! A vós que, sem perder a vossa virgindade, destes ao mundo o Verbo de Deus! A vós, que sois verdadeiramente a Mãe de Deus” (Hino à Maria, Oração Eucarística composta por São João Crisóstomo, imediatamente depois da epiclése, liturgia bizantina)
        ___________________________________________________________________________________
        São Teodoro de Ancira (*? – † 400 d.C.)
        Maria, na sua pureza, leva vantagem sobre os serafins e querubins”.
        “Em lugar de Eva, um instrumento de morte, é escolhida uma Virgem, mais agradável a Deus e cheia da graça divina, como um instrumento de vida. Uma Virgem incluída no gênero feminino, mas sem compartilhar com a falta deste gênero. Uma Virgem inocente, imaculada; livre de toda culpa; sem mancha; incorruptível; santa no espírito e na carne, um lírio entre os espinhos.” (Homily 6 in S. Deiparam, No. II, PG 77, 1427 A.)
        ___________________________________________________________________________________
        Proclo, Patriarca de Constantinopla de 434 a 446 († 446/7)
        “Ele veio sem nenhuma mancha dela [de Maria], que a formou para Si mesmo sem qualquer mancha.” (Oratio I de Laudibus S. Mariae, PG, 65, 683 B.) ….
        Maria é a esfera celeste de uma nova criação, na qual o Sol de justiça, sempre brilhando, fez desaparecer inteiramente de sua alma toda a noite do pecado.” (Ibid, Oratio 6, PG 68, 758 A.)
        ___________________________________________________________________________________
        São Tiago de Sarug (*451 – † Séc. VI)
        “…o mesmo feito de que Deus a elegeu prova que nada foi nunca tão santo como Maria; Se alguma mancha tivesse desfigurado a sua alma, se alguma virgem tivesse sido mais pura e mais santa, Deus a teria escolhido e rejeitado Maria.” («la sentencia contra Adán y Eva, en la Anunciación»).
        ___________________________________________________________________________________
        Teotecnos de Lívias (Sec VI/VII)
        “Nasce como os querubins aquela (=Maria) que é de um barro puro e imaculado”. (Citado nas citações patrísticas de Carlos Nabeto – Maria, os anjos e os santos)
        ___________________________________________________________________________________
        São Sofrônio de Jerusalém (Damasco, c . 560 – Jerusalém, 638)
        “Santa, imaculada de corpo e alma, livre totalmente de todo contágio”. (Carta a Sérgio, aprovada pelo IV Concílio Ecumênico)
        ___________________________________________________________________________________
        Theodoro, Patriarca de Jerusalém (patriarcado ~685 d.C.)
        “[Maria] foi criada numa condição mais sublime e gloriosa do que qualquer outra criatura” (Mansi, XII, 1140).
        ___________________________________________________________________________________
        OLHA O QUE DIZ OUTRO PADRE DA IGREJA SOBRE MARIA
        Santo André de Creta (660-740)
        “O corpo de Virgem é uma terra que Deus trabalhou, as primícias da massa adamítica divinizada em Cristo, a imagem verdadeiramente semelhante à beleza primitiva, o barro amassado pelas mãos do Artista divino” (Sermão da Dormição de Maria 1).
        “Hoje a humanidade, em todo fulgor da sua nobreza imaculada recebe a beleza antiga. As vergonhas do pecado tinham obscurecido o esplendor e o fascínio da natureza humana. Mas quando nasce a Mãe do Belo por excelência (=Jesus), esta natureza recupera, na sua pessoa, os antigos privilégios e é plasmada segundo um modelo perfeito e verdadeiramente digno de Deus (…) Hoje a reforma da nossa natureza começa e o mundo envelhecido, submetido a uma transformação totalmente divina, recebe as primícias da segunda criação” (Sermão da Natividade de Maria 1).
        ___________________________________________________________________________________
        VEJA O QUE DIZ OUTRO PADRE DA IGREJA SOBRE MARIA
        São João Damasceno (Damasco, 675 – 749)
        “Há, porém, entre a Mãe de Deus e os servos de Deus uma infinita distância” (GM, p. 211).
        “Posto que a Virgem Mãe de Deus nasceria de Ana, a natureza não se atreveu a se antecipar ao germe da graça, mas permaneceu sem fruto até que a graça produzisse o seu. Era conveniente, pois, que nascesse como primogênita aquela da qual haveria de nascer o Primogênito de toda a criatura, em quem subsistem todas as coisas (Col. 1,15-17). Ó venturosa companheira: a vós está sujeita toda a criação! Por meio de vós, com efeito, ofereceu o Criador o melhor de todos os dons, ou seja, aquela augusta Mãe, a única que foi digna do Criador! Ó felizes entranhas de Joaquim, da qual saiu uma descendência absolutamente sem mancha! Ó seio glorioso de Ana, no qual pouco a pouco foi crescendo e se desenvolvendo uma criança completamente pura e, depois de formada, foi dada à luz!” (Homilia I da Natividade de Maria 2).
        “…a filha mais santa de Joaquim e Ana, escondida do ferro ardente de Satanás, habitando em uma morada nupcial do espírito, preservada sem mancha como a Esposa e Mãe de Deus.” (Homilia I in Nativitatem Beatae Virginis Mariae, No. 3, PG 96, 675)
        ___________________________________________________________________________________
        Vemos nesses textos e frases que a Santa Igreja Católica já nasceu venerando a Virgem Maria. Por isso recorramos sempre a Ela, pois sabemos que foi por meio dela que Jesus Cristo veio ao mundo, e é também por Ela que deve reinar no mundo.
        A Santíssima Virgem Maria,
        a cheia de Graça (Lucas 1, 28);
        a Mãe de meu Senhor (Lucas 1, 43);
        a Bendita entre as Mulheres (Lucas 1, 42);
        aquela que guardava todas coisas no seu coração (Lucas 2, 51);
        a quem Jesus era e sempre será submisso (Lucas 2, 51).
        AMIGO ISSO AQUI É SÓ UMA PEQUENA AMOSTRA SAIBAM QUE ANTES DE CONSTANTINO TER NASCIDO EXISTE MILHARES DE MILHARES DE TESTEMUNHOS DOS PADRES DA IGREJA QUE PROCLAMA MARIA BEM AVENTURADA UM ABRAÇO

  7. Marco Antonio da Silva disse:

    gostaria de saber qual é a Bíblia mais usada quando se trata de defender a fé católica, e aonde conseguir, Obrigado.

Deixe seu comentário