Psicose Ambientalista
Cadastre-se

Santos estão mortos e o que importa é o coração…

| 4 de maio de 2009 | 15 Comentários

“…a bíblia fala que os santos foram pessoas como nós, no entanto quando eles estavam vivos podiam intercederpor nós diante de Deus, mas agora, que morreram o seu único mérito foi ter salvo a sua alma. (…) não importa a religião , importa sim o seu coração, porque Jesus vem buscar a sua igreja, mas isto não quer dizer que sejam católicos ou protestantes e sim quer
dizer que ele vem buscar aqueles que tiverem aceito como senhor e salvador seu uníco filho JESUS CRISTO. (…) Bom esta é não é a minha opinião e sim é a verdade ,porque a bíblia é a verdade .” Jesus é o caminho a verdade e a vida niguém vem ao pai senão por mim. “(…)”

Recebido em 21/6/99

Olá amigos da Univesidade de lepanto.

Estou enviando a vocês um e-mail sobre minha opinião entre o debate de protestantes e católicos.

Bom, a princípio tenho uma única coisa a dizer sobre santos, a bíblia fala que os santos  foram pessoas  como nós, no entanto quando eles estavam vivos podiam interceder por nós diante de Deus, mas agora, que morreram o seu único mérito foi ter salvo a sua alma. Qualquer pessoa pode se tornar santa, qualquer um de nós pode interceder por outras
perante Deus, a bíblia fala que a oração de um justo é forte e eficaz. Portanto se eu estiver en dia com o senhor , qualquer coisa que eu pedir a ele em oração ele me dará. Irmãos católicos e protestantes,   não importa a religião , importa sim o seu coração, porque Jesus vem buscar a sua igreja, mas isto não quer dizer que sejam católicos ou protestantes e sim quer dizer que ele vem buscar aqueles que tiverem  aceito como senhor e salvador seu uníco filho JESUS CRISTO.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que Deus Jesus , seu filho único  para que todo aquele que nele crer não pereça mas  tenha a vida eterna. João 3. 16

Então, a bíblia é muita clara, Jesus morreu na cruz pelos meus pecados e pelos seus , para nos salvar, e o que nós temos a fazer é aceitá-lo como senhor e salvador e seguir os mandamentos de Deus como a bíblia diz.

Só  ha um Deus , o Deus da bìblia, e só  ha  um intercessor , a quem foi dado todo o poder nos ´céus e na terra JESUS e um consolador  o Espírito Santo de Deus. A santa Trindade.

Bom esta é  não é a minha opinião e sim é a verdade ,porque a bíblia é a verdade .” Jesus é   o caminho a verdade e a vida  niguém vem ao pai senão por mim. ”
J. R. – Taió -SC

* Resposta

Respondido em 21/6/99

Prezada J., Salve Maria!

Agradeço o seu e-mail, entretanto, não concordo com seu ponto de vista.

Você diz que não é a sua opinião, mas a verdade. Ora, o problema é a interpretação do que está escrito e não o que está escrito. Nosso Senhor não escreveu nenhum livro, mas deixou uma Igreja para transmitir os evangelhos. E mais, disse que era a “sua” igreja e que as portas do inferno não prevaleceriam contra ela.

Os santos podem interceder tanto em vida como após a morte, pois estão vivos em Deus, como você mesmo reconheceu.

E, além disso, como você pode dizer que o que importa é o “coração”? Cada coração, dependendo de sua fé, vai produzir obras diversas. De fato, se o coração dos homens fosse reto, Nosso Senhor não precisaria ter deixado uma doutrina, pois bastava seguir a luz da inocência. Não seriam, tão pouco, necessários os Dez Mandamentos, pois os homens não se esqueceriam deles.

Entretanto, o ser humano não segue a inocência “primeva” de sua alma, mas deixa-se levar por doutrinas errôneas e acaba por renegar a verdade.

Nosso Senhor é o nosso caminho, a nossa verdade e a nossa vida, nós vivemos plenamente através dos seus méritos e da graça de Deus. Entretanto, existem diversos intercessores entre nós e Nosso Senhor, sendo que Ele é o único junto à Deus Pai, como mediador entre Deus e os homens.

Você, J., acabou reconhecendo que existe a intercessão em vida, mas parece não reconhecê-la após a morte. Ora, pergunto eu, onde está escrito que só existe a intercessão em vida? Como explicar que, em toda a Bíblia, existe a intercessão de Abraão, Isaac e Jacob quando estes já haviam morrido? E sobre Santo Elias e Santo Eliseu? Todos eles foram intercessores, vivos ou mortos, pois estavam na “graça” de Deus.

O problema dos protestantes é que eles negaram a Igreja de Nosso Senhor e resolveram interpretar por conta própria o texto sagrado, gerando divisões e confusão, pois em cada igreja eles interpretam de forma diferente.

Agradeço, todavia, o seu desejo de compartilhar seus pensamentos e participar deste debate.

Seu em Cristo e Maria,

Frederico Viotti
Frente Universitária Lepanto

Tréplica recebida em 23/6/99

Caro  Senhor Frederico Viotti!

Recebi seu e-mail de resposta e agredeciemento , no entanto obrigada. Mas  não pude me conter e tive que responder as  perguntas  que o senhor me fez .

O senhor fala  que o problema é a interpretação da bíblia, e na verdade é , o senhor nosso  Deus  não escreveu mesmo nenhum livro, e também não deixou nenhuma  uma igreja para transmitir o evangélio, e sim inspirou seu servos ( os apóstolos para fazerem o  mesmo)  e sua igreja são todos aqueles que seguem a sua palavra.

O santos podem interceder em vida , mas na morte não , Leia eclesiastes 9, 4 , lá diz que só os vivos tem esperança , Mas OS MORTOS, OS MORTOS NÂO SABEM NADA, não podem se lembrar de nada  de sua vida na terra e tudo o que fizeram em sua vida amar, odiar  já acabou. E  as pessoas que morrem em Deus, estão aguardando  o julgamento junto com jesus, mas estão dormindo.  As doutrinas errôneas são os próprios homens que as fazem , e errôneo é aquele que a modifica conforme a sua vontade e acaba  regenerando  a verdade ,por exemplo na bíblia há um monte de passagens falando sobre a idolatria , e Deus chama isto de abominação leia apocalispe 21 .  Na terra há muitos intercessores , eu posso ser uma como  o senhor também pode, assim como um padre também é etc.. Mas depois de mortos ninguém intercede por ninguém , por que não ressucitaram como JESUS RESSUSSITOU , e não podem fazer mais nada por nós.  Por isso que se diz que Jesus é o mediador entre os homens.  Qualquer coisa que se pede a Deus tem que pedir em nome de Jesus, só para ele . LEIA EM JOÂO  14, 13 a 15.

NA BÍBLIA  não menciona que devemos pedir em nome de maria , pedro, paulo, santa luzia,OU  aparecida do norte.

Gostaria que o senhor me citasse na bíblia onde diz que Abraão e Isaac e Jacó intercederam por alguém depois de mortos ? Enquanto estavam vivos sim ,depois de mortos jamais.
E mais os protestantes não negaram a igreja de nosso senhor .  A IGREJA QUE SEGUE OS PRÌNCIPIOS BÌBLICOS E QUE TEM  A DIREÇÃO DO ESPÌRITO SANTO DE DEUS È QUE ANDA NA VERDADE.  LEIA  ATOS 20,28  1 CO  12: 5a 28 .

É MELHOR O SENHOR ESTUDAR MAIS A BÍBLIA ANTES DE JULGAR QUEM MODIFICOU A VERDADE.

Você católicos  são muitos tradicionalistas  se deixam levar pelo o que os outros dizem , e não tentam sentir verdadeiramente o espírito de Deus , e estão com os olhos vendados para a verdade que é tão clara.

A MINHA IGREJA NÃO É PROTESTANTE, EU CONGREGO NOS IRMÃOS MENONITAS, E NÓS ACEITAMOS JESUS  E FAZEMOS SOMENTE O QUE DIZ A BÍBLIA.

SENHOR FREDERICO  NÃO SE ESQUEÇA QUE JESUS TE  AMA E QUER TE SALVAR .

EIS QUE CEDO VENHO , BUSCAR OS ESCOLHIDOS .

Respondido em 23/6/99

Prezada Sra. J., Salve Maria!

Você interpretou a bíblia segundo sua própria religião… Nosso Senhor fundou uma Igreja sobre S. Pedro, como se percebe através dos Atos dos Apóstolos, onde S. Pedro era quem decidia e liderava o Colégio Apostólico.

Abraão, Isac e Jacob sempre foram intercessores, basta ler nos evangelhos como Nosso Senhor sempre se referia à eles como estando vivos e não adormecidos.

O mais estranho, Juliana, é que sua interpretação é tão ampla que arranjou um ser “adormecido” onde na Bíblia, nas Sagradas Escrituras, fala em vivos. O Bom Ladrão, no alta da Cruz, recebeu a promessa de estar ainda “hoje” com Nosso Senhor no paraíso! Nosso Senhor não disse que ele estaria dormindo até o fim do mundo, quando então ele entraria no paraíso.

Os mortos, na graça do Cristo, estão vivos e participam, através da visão beatífica, de tudo o que se passa na terra. Apenas os mortos, em estado de pecado e portanto mortos no sentido pleno da palavra, não têm conhecimento do que ocorre na terra.

Acho interessante sua igreja seja inspirada pelo Espírito Santo, assim como todas que são defensores do “livre exame” também dizem, mas acabam tendo opiniões diversas… Muito contraditório esse seu “espírito santo”.

Você crê que tem a verdade revelada, mas ataca a Igreja, ataca Nossa Senhora (a quem todas as nações chamarão “bem-aventurada”), Mãe de Deus e da Igreja.

Negar a intercessão é negar a Bíblia. Em tudo Nosso Senhor colocou intercessores, a começar com seus discípulos, para os quais ele explicava as parábolas para que estes explicassem aos demais.

A mediação dos santos é própria de uma sociedade inspirada no “amor de Deus”, onde cada um salva sua alma em função do amor que tem para com Deus e para com o próximo.

Vou lhe enviar uma resposta que mandei a um protestante recentemente. Lá você encontrará vários argumentos interessantes.

Atenciosamente,

Seu em Cristo e Maria,

Frederico Viotti
Frente Universitária Lepanto

email

Categoria: Debate com Protestantes

Comentários (15)

Trackback URL | Feed RSS de Comentários

  1. EDMILSON disse:

    Moisés Marques disse:
    29 de março de 2013 às 14:37
    Caro EDMILSON, você me deixou uma resposta muito extensa para uma pergunta muito simples, eu respeito muito meus irmãos católicos,
    //
    KKKKKKKKKKKKKK É CADA FIGURA MALDITA QUE APARECE

  2. Moisés Marques disse:

    Porque pedirei intercessão para a mãe, ou para os santos quando posso pedir intercessão diretamente para o dono da vida Jesus Cristo? Deus e onisciente, onipotente e onipresente, pode ouvir a todos ao mesmo tempo. Jesus é o filho de Deus e é o próprio Deus.

    • EDMILSON disse:

      VEJA CONTRADIÇÕES PROTESTANTES SOBRE O TEMA IMAGENS.
      Deus informa a Moisés o seguinte: Eu escolhi Bezalel, filho de Uri, filho de Hur, da tribo de Judá, e o enchi do Espírito de Deus, dando-lhe destreza, habilidade e plena capacidade artística para (desenhar) e executar trabalhos em ouro, prata e bronze, para talhar e esculpir pedras, para entalhar madeira e executar todo tipo de obra artesanal

      AQUI NESSE SITE VOCÊ VAI VÊ QUE IMAGENS JÁ ERAM USADAS PELOS APOSTÓLOS E PELOS PADRES APOSTÓLICOS NAS IGREJAS DO PRIMEIRO SECULO DA ERA CRISTA!
      ENTRE E VEJA:
      http://www.apologistascatolicos.com.br/index.php/apologetica/imagens/540-as-pinturas-mais-antigas-dos-apostolos-de-jesus

      E mais longe da ignorância dos fanáticos freqüentadores de seitas tupiniquins, na Ilha de Malta, na Reunião Mundial das igrejas protestantes, foi assinado um acordo onde 92% das Igrejas Luteranas entre outras, já reconheceram que as imagens católicas não são e nunca foram ídolos. A esse respeito, sugiro a leitura do livro “História da Igreja”, vol. 3, de Martin N. Dreher, Ed. Sinodal, em especial as págs. 53 a 57, já que se trata de uma editora protestante e um autor protestante, que defendem o uso de imagens nas igrejas de Deus.
      Olha aqui foi descoberta a igreja católica mas antiga do mundo vou ti mandar o l site aí você entra nela ok ela é repleta de imagens
      http://filhosprediletosdemaria.blogspot.com.br/2012/05/a-surpresa-de-megido-e-igreja-crista.html

      Entenda que as imagens tantas vezes na Bíblia solicitadas por Deus, já eram usadas pelos primeiros Cristãos:
      “Vem dos primeiros tempos do Cristianismo, envolvendo até o Apóstolo São Pedro, que teria chegado na Península Ibérica com uma imagem de Nossa Senhora Jerusalemitana, esculpida por São Lucas.” Diz o jornalista, pesquisador de História e escritor J. Muniz Jr. (Jornal A Tribuna de Santos, 9/9/97).
      Também dizia o grande teólogo primitivo Santo Agostinho (354-430): “Não há, pois, superstição alguma nas peregrinações do povo cristãos a certos lugares em que Deus obra milagres pelas relíquias ou imagens dos santos.”(Biblioteca Patrística). Morre o embuste protestante.
      Deus proíbe ídolo deus e não “imagens de esculturas”.
      EU ADORO DECIFRAR FARSAS PROTESTANTE PELA PATRÍSTICA PELA ARQUEOLOGIA E PELA BÍBLIA:
      Entenda também Leonardo que o falsário tradutor protestante, João Ferreira de Almeida, adulterou as já incompletas bíblias protestantes, colocando o termo “Imagens de Escultura” onde nos originais constam ÍDOLO, para fazer confusão. Se examinarmos o texto original hebraico, notaremos que em ambas as citações do Êxodo e do Deteuronônio falam claramente que aquilo que os protestantes e más traduções traduzem por “IMAGENS DE ESCULTURA”, na verdade, deveria ser traduzido por ÍDOLOS, pois a palavra hebraica utilizada é “PESEL” que se traduz no grego por “ÊIDOLON” e em português por ÍDOLO.
      Esta é uma dentre as muitas querelas que, examinadas a fundo, a Igreja Católica está claramente com a razão.
      Como poderia Deus proibir “imagens de escultura” se mandou construir duas para colocar sobre a arca da aliança que guardavam as tábuas, que na verdade proíbem ÍDOLOS????
      Exemplos das falsificações protestantes estão em (Isaías 44,9-10,15,17). O falsário protestante, além de enfiar “imagem de escultura” onde consta ÍDOLO, ainda enfiou criminosamente a palavra “procissão” em (Is 45,20).
      Mas não conseguiu adulterar os versículos seguintes, que restauram o sentido verdadeiro dos originais, com o ídolo de Micas, que não era mais um deus, transformado em “imagem de escultura” para a casa de Deus, veja: “E os filhos de Dã levantaram para si aquela IMAGEM DE ESCULTURA, e Jônatas, filho de Gérson, o filho de Manassés, ele e seus filhos foram sacerdotes da tribo dos danitas, até ao dia do cativeiro da terra. Assim, pois, A IMAGEM DE ESCULTURA, que fizera Mica, estabeleceram para si, todos os dias que a casa de Deus esteve em Siló” (Jz 18,30-31). (conf. Bíblia J. Ferreira).
      Deus só proibia figura de si, enquanto ninguém o viu naquele instante no monte Horebe (Dt 4,15-19), se o esculpissem estariam mentindo, se o comparassem com as figuras que Ele descreve, podendo incorrer na fabricação da imagem de um falso deus pagão.
      Mas logo, muitos viram Deus: Jacó viu Deus cara a cara (Gênesis 32,30); Moisés e os anciões de Israel viram Deus (Êxodo 24,9-11); Deus falou com Moisés cara a cara (Êxodo 33,11) (Deuteronômio 34,10); Ezequiel viu Deus em uma visão (Ezequiel 1,27-28). Com o passar do tempo, relata a bíblia:
      … “Assim, pois, A IMAGEM DE ESCULTURA, que fizera Mica, estabeleceram para si, todos os dias que a casa de Deus esteve em Siló” (Jz 18,30-31). (conf. Bíblia J. Ferreira).

      E outra coisa não se pode esquecer jamais que todos utensílios para o altar e o altar ungidos(consagrados) se tornam coisas santas:
      VEJA:
      “Tomarás o óleo de unção e ungirás com ele o tabernáculo com tudo o que ele contém; consagrá-lo-ás com todo o seu mobiliário para que ele se torne uma coisa santa.
      Ungirás o altar dos holocaustos e todos os seus utensílios; em virtude de tua consagração, o altar se tornará uma coisa santíssima.” (Ex 40, 9-10)

      No templo no lugar santissimo Deus manda oferecer sacrificios para perdão dos pecados e que se derrame o sangue deste sacrificio onde esta duas IMAGENS DE ESCULTURA.

      Agora veja essa exaustiva concordância Strong
      (dicionário das linguas bíblicas, e protestante) traduz essa palavra como:

      06459 pecel
      procedente de 6458; DITAT – 1788a; n. m.
      1) ídolo, imagem

      Como vemos a palavra não diz respeito a qualquer imagem, e sim a ídolos esculpidos, ou seja imagens de ídolos. De fato pode ser traduzida como imagem, mas não diz respeito a qualquer imagem e sim especificamente ídolos esculpidos.

      Dessa forma vemos que a passagem é uma clara referência aos deuses do Egito, como constataremos a baixo:
      “Não farás para ti ídolos ou coisas alguma que tenha a forma de algo que se encontre no alto do céu…”. (êxodo 20, 4)

      O que estava no céu, eram os deuses dos ares do Egito:
      RÁ (ou Rê), o criador dos deuses e da ordem divina egípcia. Foi retratado pela arte egípcia sob muitas formas e denominações e era também representado por um falcão, por um homem com cabeça de falcão ou ainda, mais raramente, por um homem. Quando representado por uma cabeça de falcão estabelecia-se uma identidade com Hórus, outro deus solar adorado em várias partes do país desde tempos remotos.
      Í BIS, uma ave pernalta de bico longo e recurvado. Existe uma espécie negra e outra de plumagem castanha com reflexos dourados, mas era o íbis branco, ou íbis sagrado,que era considerado pelos egípcios como encarnação do deus Thoth. Um homem com cabeça de íbis, era outra das representações daquele deus.

      HÓRUS, filho de Isis e Osíris. Ele é representado como um homem com cabeça de falcão ou como um falcão, sempre usando as duas coroas do Alto e Baixo Egito. Na qualidade de deus do céu, Hórus é o falcão cujos olhos são o sol e a lua.

      TOTH, era o deus-escriba e o deus letrado por excelência. Representado como um íbis ou um homem com cabeça de íbis, ou ainda um babuíno.

      “…embaixo na terra…”. (Êxodo 20, 4)
      O que estava na terra eram os deuses e animais terrestres do Egito:

      ANÚBIS, filho de Seth e Néftis, é o mestre dos cemitérios e o patrono dos embalsamares. É na realidade o primeiro entre eles, a quem se deve o protótipo das múmias, a de Osíris. Todo egípcio esperava beneficiar-se em sua morte do mesmo tratamento e do mesmo renascimento desta primeira múmia. Anúbis também introduz os mortos no além e protege seus túmulos com a forma de um cão, vigilante.
      ÁPIS, o boi sagrado que os antigos egípcios consideravam como a expressão mais completa da divindade sob a forma animal e que encarnava, ao mesmo tempo, os deuses Osíris e Ptah. O culto do boi Ápis, em Mênfis, existia desde a I dinastia pelo menos. Também em Heliópolis e Hermópolis este animal era venerado desde tempos remotos. Essa antiga divindade agrária, simbolizava a força vital da natureza e sua força geradora.

      KHEPRA, (escaravelho, em egípcio) ou um homem com um escaravelho no lugar da cabeça também representavam o deus-Sol. Nesse caso o besouro simbolizava o deus Khepra e sua função era nada menos que a de mover o Sol, como movia a bolazinha de excremento que empurrava pelos caminhos. Associados à idéia mitológica de ressurreição, os escaravelhos eram motivo freqüente das peças de ourivesaria encontradas nos túmulos egípcios.
      BABUINO ou cinocéfalo é um grande macaco africano, cuja cabeça oferece alguma semelhança com os cães. No antigo Egito este animal estava associado ao deus Thoth, considerado o deus da escrita, do cálculo e das atividades intelectuais. Era o deus local em Hermópolis, principal cidade do Médio Egito. Deuses particularmente numerosos parecem ter se fundido no deus Thoth: deuses-serpentes, deuses-rãs, um deus-íbis, um deus-lua e este deus-macaco.
      APÓFIS, a serpente que habitava o além-túmulo, representava as tempestades e as trevas. As serpentes estavam entre os adversários mais perigosos e o demônio líder de todos eles era Apófis a grande serpente.
      BASTET, uma gata ou uma mulher com cabeça de gata simbolizava a deusa Bastet e representava os poderes benéficos do Sol. Seu centro de culto era Bubástis, cujo nome em egípcio ( Per Bast ) significa a casa de Bastet. Em seu templo naquela cidade a deusa-gata era adorada desde o Antigo Império e suas efígies eram bastante numerosas, existindo, hoje, muitos exemplares delas pelo mundo.
      GEB, o deus da Terra é irmão e marido de Nut. É o suporte físico do mundo material, sempre deitad o sob a curva do corpo de Nut. Ele é o responsável pela fertilidade e pelo sucesso nas colheitas. Ele estimula o mundo material dos indivíduos e lhes assegura enterro no solo após a morte. Geb umedece o corpo humano na terra e o sela para a eternidade. Nas pinturas é sempre representado com um ganso sobre a cabeça.
      “…ou nas águas debaixo da terra.”. (Êxodo 20, 4)
      Por fim o que estava nas águas eram justamente os deuses animais que ficavam nas águas e que eram adorados no Egito:
      SEBEK, um crocodilo ou um homem com cabeça de crocodilo representavam essa divindade aliada do implacável deus Seth. O deus-crocodilo, era venerado em cidades que dependiam da água, como Crocodilópolis.
      TUÉRIS, (Taueret ) era a deusa-hipopótamo que protegia as mulheres grávidas e os nascimentos. Ela assegurava fertilidade e partos sem perigo. Adorada em Tebas, é representada em inúmeras estátuas e estatuetas sob os traços de um hipopótamo fêmea erguido, com patas de leão, de mamas pendente s e costas terminadas por uma espécie de cauda de crocodilo.
      Será que é mera coincidência, Deus ter proibído as “imagens” justamente quando os judeus saíram do Egito? E por que esta proibição se assemelha tanto aos deuses do Egito? É apenas uma coincidência?
      Para que não haja mesmo qualquer dúvida ou questionamento de que Deus se referia aos falsos deuses do Egito, ao pedir que o povo não praticasse idolatria, nem fizesse “imagens”, leremos agora um trecho do livro de Josué, que foi quem substitui Moises:
      “Agora, pois, temei o Senhor e o servi-o com inteligência e fidelidade. Afastai os deuses aos quais vossos pais serviram do outro lado do rio e no Egito, e servi ao Senhor”. (Josué 24, 14).
      E para termos ainda mais certeza de que Deus falava claramente dos falsos deuses do Egito, leiamos o que fala também, Ezequiel 8, 8-10:
      “Filho do homem, disse-me ele, fura a muralha, quando a furei, divisei uma porta. Aproxima-te, diz ele, e contempla as horríveis abominações a que se entregam aqui. Fui até ali para olhar: enxerguei aí toda espécie de imagens de répteis e animais imundos e, pinturas em volta da parede, todos os ídolos da casa de Israel”.
      Agora o que podemos perceber com essa passagem bíblica? Obviamente que os sacerdotes estavam adorando os falsos deuses em forma de répteis e animais, que Deus havia proibido que fossem adorados.

      Saibas que o próprio Josué que condenou as imagens dos ídolos, se prostrou diante das imagens da Arca da Aliança e isso não foi caracterizado como idolatria:

      VEJA
      “Josué rasgou suas vestes e prostrou-se com a face por terra até a tarde diante da arca do Senhor, tanto ele como os anciãos de Israel, e cobriram de pó as suas cabeças” (Josué 7, 6)

      A serpente de Bronze:
      “E disse o Senhor a Moisés: Faze uma serpente ardente e põe-na sobre uma haste; e será que viverá todo mordido que olhar para ela. E Moisés fez uma serpente de metal e pô-la sobre uma haste; e era que, mordendo alguma serpente a alguém, olhava para a serpente de metal e ficava vivo.” (Nm 21,8-9)

      A própria serpente de bronze foi uma prefiguração de Cristo e ele próprio confirma isto, ou seja a crucificação de Cristo foi representada com uma imagem de cobra:
      “Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim deve ser levantado o Filho do Homem,” (João 3, 17)
      Estaria Moisés cometendo idolatria?
      O templo de Salomão:
      “E no oráculo fez dois querubins de madeira de oliveira, cada um da altura de dez côvados.” (I Reis 6, 23)
      “E revestiu de ouro os querubins. E todas as paredes da casa, em redor, lavrou de esculturas e entalhes de querubins, e de palmas, e de flores abertas, por dentro e por fora.” (I Reis, 6, 28-29)
      “E sobre as cintas que estavam entre as molduras havia leões, bois, e querubins, e sobre as molduras uma base por cima; e debaixo dos leões e dos bois junturas de obra estendida.” (I Reis 7, 29).
      “Para o interior do Santo dos Santos, mandou esculpir dois querubins e os revestiu de ouro.” (II Crônicas 3,10)

      E outra meu caro Leonardo Era neste mesmo templo que os apóstolos e Jesus iam para orar:

      VEJA:
      “Jesus passeava no templo, no pórtico de Salomão.” (João 10,23)
      “Enquanto isso, realizavam-se entre o povo pelas mãos dos apóstolos muitos milagres e prodígios. Reuniam-se eles todos unânimes no pórtico de Salomão.”(Atos 5, 12)

      Me diga? Estariam Jesus e os apóstolos sendo idólatras ao frequentar um templo repletos de imagens de escultura?

      Olha só aqui fica mais do que provado , que Deus nunca proibiu a fabricação de imagens e sim de ídolos para a adoração, colocando-os no lugar do próprio Deus.

      São milhares de referências bíblicas meu caro Leonardo saibas que todos os templos de Deus tinha milhares de milhares de imagens e eu ti provo pela geologia pela arqueologia pela bíblia e por mais de 50 historiadores dos primeiros séculos
      Entenda que a idolatria é uma palavra formada por dois radicais, ido, que provém de ídolo e latria, que significa culto a uma divindade
      Veja outras passagens bíblicas que apoiam as imagens.
      E ainda: Me prostro voltado para o teu sagrado templo” (Sl 138(137),2
      ]…E lá (no teu santuário), ó Senhor, possamos cantar com o Salmista: “Nós nos saciamos com os bens da tua casa, com as coisas sagradas do teu templo”
      (Sl 65(64),5).
      PROTESTANTES CHAME ESSE VERSÍCULO DE IDOLATRIA POIS É ISSO QUE A IGREJA FAZ NOS SEUS TEMPLOS.
      Por outro lado, eu teria – se possível fosse – um enorme prazer em visitar o Templo de Deus, que Salomão mandou edificar; e no qual a glória de Deus pousou.
      Lugar Sacro em que abundavam inúmeras imagens de animais (touros e leões) – imagens que participavam do Verdadeiro Culto a Deus. Aliás, imagens sagradas e abençoadas e que, portanto, conjuntamente com todo o Templo do Altíssimo, eram reverenciadas. Está escrito: “Reverenciareis meu santuário” (Lv 19,30).
      Veja
      Ezequiel 8
      6
      E ele me disse: Filho do homem, vês tu o que eles estão fazendo? As grandes abominações que a casa de Israel faz aqui, para que me afaste do meu santuário; Mas verás ainda outras grandes abominações.7 E levou-me à porta do átrio; então olhei, e eis que havia um buraco na parede.8 Então ele me disse: Filho do homem, cava agora na parede. E quando eu tinha cavado na parede, eis que havia uma porta.9 Disse-me ainda: Entra, e vê as ímpias abominações que eles fazem aqui.10 Entrei, pois, e olhei: E eis que toda a forma de répteis, e de animais abomináveis, e todos os ídolos da casa de Israel, estavam pintados na parede em todo o redor.
      Você lê que no livro de Ezequiel, ídolos são figuras de répteis!
      Agora eu pergunto Leonardo? O que as figuras de répteis tem a ver com o catolicismo???
      Agora, veja que no mesmo livro de Ezequiel ele citando as imagens permitidas dentro do templo, e detalhe, ELES POSSUEM ROSTO HUMANO!
      VEJA:
      Ezequiel 41
      1 ENTÃO me levou ao templo, e mediu os pilares, seis côvados de largura de um lado, e seis côvados de largura do outro, que era a largura da tenda.(…)17 No espaço em cima da porta, e até na casa, no seu interior e na parte de fora, e até toda a parede em redor, por dentro e por fora, tudo por medida.
      18 E foi feito com querubins e palmeiras, de maneira que cada palmeira estava entre querubim e querubim, e cada querubim tinha dois rostos,
      19 A saber: um rosto de homem olhava para a palmeira de um lado, e um rosto de leãozinho para a palmeira do outro lado; assim foi feito por toda a casa em redor.
      Agora vejam essas outras passagens bíblicas que vai contra toda tese do protestantismo
      Salomão mandou colocar no Santo templo imagens de
      – 2 QUERUBINS no Oráculo (III Reis 6,23-28),
      -mandou colocar no templo
      12 BOIS na bacia de bronze! (III Reis 7,25);

      Mandou colocar no templo
      BOIS e LEOES e QUERUBINS! (III Reis 7,28-29) e
      E ainda “como que figuras de HOMENS EM PÉ”, e

      Mais QUERUBINS e LEÕES (III Reis 7,36);
      Quando você estuda nas fontes as palavras os costumes e as línguas primitivas dos escritores das época dos fatos você não contradiz.
      Veja que as representações simbólicas dos querubins – muito provavelmente – possuíam pés e mãos, não é mesmo?
      Da vida acreditam que os “querubins da glória” (Hb 9,5) eram cotos ou aleijados?
      As estátuas querubínicas da Arca da Aliança são representadas possuindo pés e mãos.]
      OBS.: Que na Vulgata, inclusive, é citada que, no Templo de Jerusalém, a presença de uma imagem de homem:
      Apresentando como que a figura de um homem de pé” (III Reis 7,36)>> [BÍBLIA SAGRADA (Traduzida da Vulgata), 15a.
      Edição, Edições Paulinas, SP, 1998, p. 378].– [III Reis 7,36 equivale, nas demais traduções da Bíblia, a 1 Reis 7,36]
      b)Ao citar o texto do Deuteronômio, você Maurício Pereira da Silva frisou: imagem de “homem e mulher “. Por que ele não frisou também a parte antecedente que diz: “Imagem esculpida em forma de ídolo” (Dt 4,16).
      Assim, Deus haveria especificado a proibição da Lei como sendo só sobre as estátuas (isto é, “imagem esculpida”) e não com referência a qualquer tipo de imagem.
      Essa proibição do Deuteronômio inclui: a pintura, o desenho, o mosaico, o vitral, os bordados, as tapeçaria, posters, etc?
      Se dizes que sim; então, prove! Pois, pelo texto bíblico é dito especificadamente: “imagem esculpida em forma de ídolo”(cf. Dt 4). Repito, pelo texto do deuteronômio citado, NÃO é qualquer tipo de imagem; mas “ESTÁTUA” e ainda, esta estátua, tem que ser “em forma de ídolo”.
      (Sugerindo, assim, que éxistem estátuas que não possuem a forma idolátrica e estas, por conseguinte, também não seriam proibidas).
      Em suma, por tal inferência,então, poder-se-ia afirmar que: “Todo ídolo – obrigatoriamente – teria que ser uma estátua; mas nem toda estátua seria um ídolo” (assim como todo dólar é dinheiro; mas nem todo dinheiro é dólar);
      Haja vista existirem estátuas aceitas no templo (querubins, leões, touros: 1Rs 7,29; além de escultura de guirlandas e palmas: 2 Cron 3,5),afora a estátua da serpente de bronze (cf. Nm 21,8-9) ou dos ratos e tumores (cf. 1Sm 6,11).
      Há ainda a estátua que ficou – por um bom período de tempo – na Casa de Deus em Silo: “Eles instalaram para seu uso a imagem que Micas havia esculpido, e ela permaneceu lá todo o tempo em que subsistira a casa de Deus em Silo” (Jz 18,31).
      E o Dicionário?
      “No Dicionário Aurélio 3.0 – Século XXI” também é dito que honrar é venerar. E agora Maurício Pereira da Silva ? Tu não honrarás mais teus pais porquanto – no Aurélio – venerar significar honrar?
      E como fica o santo mandamento que diz: “Honra teu pai e tua mãe” (Lc 18,20); bem como a seguinte sentença bíblica que diz: “Se alguém me serve, meu Pai o honrará” (Jo 12,26); ou ainda: “Honrai a todos” (1 Ped
      Aliás, no mesmo dicionário, “venerar”
      Significa respeitar. Será que não mais respeitará nada e ninguém, exceto Deus?… Eu creio que não! Pois, certamente, você Leonardo.
      Continuará respeitando muitas coisas; bem como dando a honra a quem é devida a honra, não é mesmo?… Aí eu me pergunto: você honra os santos de Deus? Você os respeita? Sim ou não?… Você respeitaria as imagens do Templo de Jerusalém?
      {Lembre-se –- segundo o Aurélio respeitar é venerar (e que, presumidamente, seria o mesmo que adorar).]
      Você as respeitaria ou não?… E como Adorar, segundo o citado dicionário, é igual a idolatrar; então, não te incomodarias de ser chamado de “idolatrador” de Deus? [Eu porém não idolatro Deus, eu o adoro!]
      Segundo o mesmo dicionário, adorar é amar extremamente. E me responda, então: “Deus amou o mundo: pouco, medianamente, ou em extremo?
      Não foi em extremo,? A ponto de – conforme está escrito – entregar ao seu Filho amado para salvação do mesmo:
      “Deus amou tanto o mundo, que entregou o seu Filho único” (Jo 3,16). Por conseguinte, segundo aquele que vulgarmente é denominado de “Pai dos Burros”, Deus teria cometido o pecado da idolatria;?
      Esse é um cipoal em que se meteste,
      (E com dicionário embaixo do braço!… Melhor seria fechá-lo, e rapidamente! Antes que, “com pés e mãos”
      Sejas, tu, laçado nos fogo do inferno – conforme asseverou Nosso Senhor Jesus Cristo.)
      Eu, porém, digo: têm certos lugares (“as sinagogas de Satanás”) que peço a Deus não precisar nunca ir para não ter, quiçá, que me depara com os “cães” (Mt 7,6), “víboras” (Mt 23,33) e todo tipo de “bestas” – que por lá possa haver? Por outro lado, eu teria – se possível fosse – um enorme prazer em visitar o Templo de Deus, que Salomão mandou edificar; e no qual a glória de Deus pousou. Lugar Sacro em que abundavam inúmeras imagens de animais (touros e leões) – imagens que participavam do Verdadeiro Culto a Deus. Aliás, imagens sagradas e abençoadas e que, portanto, conjuntamente com todo o Templo do Altíssimo, eram reverenciadas. Está escrito: “Reverenciareis meu santuário” (Lv 19,30).
      E ainda Me prostro voltado para o teu sagrado templo” (Sl 138(137),2). [O Santuário, como é bem sabido, estava cheio de imagens.
      ]…E lá (no teu santuário), ó Senhor, possamos cantar com o Salmista: “Nós nos saciamos com os bens da tua casa, com as coisas sagradas do teu templo”
      (Sl 65(64),5).
      AGORA UMA OUTRA[OBS.: o Templo e tudo que havia nele eram sagrados! Portanto, cada objeto de lá, inclusive, as imagens, não podiam ser tidos com simples enfeites – eram ornamentos sacros com significados simbólicos-religiosospreciosos.]
      Olha os que ignoram a Escritura é preciso deixar claro: o que é proibido é a prostração “adorativa” perante criaturas (sejam imagens ou não); e não a prostração SEM adoração. Vejamos, alugns exemplos, lícitos, de prostrações sem a adoração:
      – “Betsabéia se ajoelhou e se prostrou diante do rei” (1 Rs 1,16).
      – “Quando chegou o profeta Natã… Ele veio perante o rei e se prostrou diante dele” (1 Rs 1,22s.) – “Esse terceiro chefe subiu, dobrou os joelhoes diante de Eliseu e suplicou-lhe assim: “Ó homem de Deus…” ” (2 Rs 1,13).
      – “Prostrai-vos perante o seu monte sagrado” (Sl 99(98),9).
      Aprenda uma coisa meus irmãos e minhas irmãs católicas que em primeiro lugar, que nenhum dicionário é tratado de epistemologia, de hermenêutica ou de exegese.
      E saiba que qualquer estudo mais sério de sinonímia lhe dirá que não há sinônimo que seja absolutamente equivalente.
      Também aprenda ainda, meu caro, que se existem duas palavras distintas para designar algo ou uma ação, é porque cada uma delas dá um matiz diverso da coisa ou da ação designada. Se duas palavras são absolutamente idênticas, a língua tende a eliminar uma delas.
      Assim eu ti provo biblicamente e por mais de 80 escritores e padres da igreja dos 4 primeiros séculos da era cristã que, adorar não é venerar, nem, muito menos, idolatrar.
      Pois cada uma dessas palavras tem sentidos diferentes.
      Agora se o seu “pai de burros” não faz essa distinção, é porque é um “Pai de burros” muito pouco sábio. E apesar de o mais famoso “pai de burros”, no Brasil, se chamar Aurélio, se o sr. compará-lo com qualquer “Pai de Burros ” estrangeiros, verá logo uma diferença… uma diferença… digamos… gigantesca olha (hesitei na escolha do adjetivo, e coloquei um muito vulgar, só para manter o respeito).
      Aprenda que adorar significa reconhecer como Deus, criador de todas as coisas.
      Já a palavra idolatrar, embora seu amigo Aurélio — que não mora aqui em casa — não explique isso, significa em certo sentido o oposto, pois designa a ação de adorar uma criatura em vez de adorar o Criador.
      Materialmente, a ação de adorar e a ação de idolatrar são idênticas.
      Formalmente são opostas.
      Mais o senhor certamente compreende a diferença entre matéria e forma, na consideração de uma ação. Mas, para auxiliar sua recordação e compreensão, dou-lhe um exemplo didático, visto que um especialista em dicionário e em leitura enviezada da Bíblia normalmente anda tão atarefado em decorar e citar a Escritura por “centímetros” e “milímetros”, que facilmente pode ter esquecido uma coisa tão primária.
      Ademais, o “pai dos burros” nacionais, ou mesmo seus eqüivalentes estrangeiros, não trata disso.
      Agora os protestante não querem ser protestantes!
      MAIS EU TI DIGO E AFIMO QUE OS PROTESTANTES SÃO CHAMADOS DE PROTESTANTES MESMO.
      Pois não existe a religião “evangélica”. Esse adjetivo é falsamente usado pelas seitas protestantes muito hoje em dia.

      As seitas protestantes se esconde, por trás do adjetivo “evangélico”, que é vago demais.
      Pois nele cabem os luteranos que crêem que Cristo é Deus.
      Nele se escondem também os Testemunhas de Jeová que não crêem na divindade de Cristo.
      Há milhares de seitas que se dizem evangélicas, cada uma acreditando ser a única verdadeira igreja.
      Na verdade os protestantes, são filho de Lutero. E não é preciso ser alemão para ser protestante, isto é, para ser filho de Lutero.
      Há, infelizmente, brasileiros filhos dele (e do dicionário).
      Os protestantes não anda bem da lógica.
      Vou ti da uma prova?
      Os protestantes costumam sempre citar o texto do II livro dos Reis (XVIII, 3-4) para provar que o Rei Ezequias destruiu a serpente de bronze feita por Moisés.
      Obrigado pela prova de que tenho razão.
      Pois o que prova esse texto que as seitas citam?
      Prova:
      1) Que Moisés fizera de fato uma serpente de bronze;
      2) que essa serpente fora conservada pelos judeus durante longo tempo;
      3) que eles acabaram por adorá-la ou a prestar-lhe culto indevido;
      4) que por isso, Ezequias a quebrou.
      Agora eu digo? Teria agido mal Moisés ao fazer a serpente de bronze?
      É claro que não, pois foi o próprio Deus quem ordenou fazê-la e olhar para ela para que os judeus se curassem.
      Erraram os judeus conservando-a? É evidente que não, porque mostravam gratidão e obediência a Deus.
      E entre os que conservaram estavam Moisés, Josué, os Juízes, Daví, Salomão.
      Será que todos eles estavam errados? Será que nenhum deles tinha um “Aurélio” — um dicionário à mão para saber que adorar, venerar, reverenciar, amar extremamente é tudo a mesma coisa?
      E nenhum deles contou com um sábio protestante para aconselhá-lo?
      Por que, durante tantos séculos, Deus e seus enviados permitiram que se guardasse a serpente de bronze?
      É evidente que permitiram porque ela não era adorada. Quando a transformaram abusivamente em ídolo, Ezequias a destruiu.
      Mas fique sabendo, Leonardo, que abusus non tolit usum.
      E não pense que isso é lei da Igreja: é um princípio jurídico do Direito Romano.
      O abuso não tolhe o uso. Por isso Leonardo que se alguém abusa do culto de dulia de um santo e de sua imagem, e passa da veneração a idolatria, isso é um abuso condenável que não proíbe nem invalida o culto de dulia — e não de latria — de um santo e de sua imagem.
      Erraram depois os judeus transformando-a em ídolo? Evidente que sim, e, por isso fez bem Ezequias em destruí-la.
      Portanto, enquanto não se adora uma imagem como se fosse Deus, é lícito tê-la e mesmo “olhar para ela para ser curado” como Deus mandou.
      Vendo-o, pois, os filhos dos profetas que estavam defronte em Jericó, disseram: O espírito de Elias repousa sobre Eliseu. E vieram-lhe ao encontro, e se prostraram diante dele em terra. (2Re 2:15 ACF)
      Desaprovação que muitos protestantes têm para com o costume católico de ter imagens religiosas e estátuas surge suspeita de que os católicos cometer o pecado de idolatria a adorá-los (o que é proibido em Êxodo e Deuteronômio 20,3-5 5.6. – 9). O que eu digo: Esse erro é muito mais amplo do que podemos imaginar.
      Veja que advertências contra a idolatria aparecem por toda a Bíblia (por exemplo, 33,52 Números, Deuteronômio 7,5, 25, 9,12, 12,3, 2 Reis 17,9-18, 23,24, 2 Crônicas 23:17 ; 28,1-3, 22,18-25, 34,1-7). Em 1 Coríntios 10,14 Paulo escreveu: ” Amados, Shun a adoração de ídolos “(Romanos 1,18-23).
      Mais saibas que Deus condena o pecado da idolatria, seja na forma de estátuas, coisas materiais, sexo, poder, tudo o que se torna um ídolo. Mas Ele não proíbe imagens religiosas, desde que sejam usados corretamente. Por exemplo, em Êxodo, capítulo 25, Deus ordena a Moisés a esculpir estátuas de anjos.
      ” Senhor falou a Moisés dizendo … Farás também dois querubins de ouro maciço, o que em ambas as extremidades do propiciatório: faça o querubim primeiro em uma extremidade e segundo na outra. A forma querubins um corpo com o propiciatório em suas duas extremidades. Eles vão estar com as asas estendidas acima, ofuscando o propiciatório com eles, frente a frente, com o rosto virado para a misericórdia … Não vou encontrar contigo de cima do propiciatório, do meio dos dois querubins sobre a arca do Testemunho você se comunica tudo o que tenho para te ordenar para os israelitas. “(Êxodo 25,1.18-20.22, ver também 26,1)
      Veja Leonardo que issto mostra claramente que há circunstâncias em que as imagens religiosas não são apenas permitidas, mas também muito agradável a Deus . Outro exemplo é descrito em mais incidente 1 Samuel 6,1-18. Em Êxodo 28,31-34 o Senhor ordenou que vestes sacerdotais de Arão adornados com imagens de romãs. Em Números 21,8-9 Ele ordenou a Moisés, para esculpir a imagem de uma cobra milagrosamente curado picadas de cobras venenosas (uma estranha prenúncio da cruz de Cristo [cf João 3:14). E em 2 Reis 18,4, quando as pessoas começaram a adorar a serpente de bronze, o rei imediatamente destruído. O que antes era uma imagem legítima sagrado tornou-se um objeto de idolatria. (Um conto de advertência para qualquer um tentado a superstição ou idolatria).
      Agora Leonardo observe o que Deus disse a Salomão, quando construiu o Templo:
      ” “Para esta casa que você está construindo, se você andar nos meus estatutos, de acordo com trabalhos meus juízos e manter todos os meus mandamentos para andar de acordo com eles, eu mantenho a minha palavra contigo, o que eu disse a Davi, teu pai, habitar entre os filhos de Israel e não desampararei o meu povo de Israel “Salomão construiu a casa, e terminou “(1 Reis 6,12-14).
      Entenda Leonardo que esta declaração é muito importante porque o templo continha um grande número de estátuas e imagens, incluindo anjos, árvores, flores, bois e leões (cf. 1 Reis 6,23-35, 7,25.36).Decisão de Salomão para incluir estas imagens religiosas veio o dom da sabedoria que Deus havia abençoado com (cf. 1 Rs 3,1-28). E longe de ser perturbado por estas imagens ” Senhor disse: “Eu ouvi a oração e súplica de ter executado antes de mim. Eu consagrei esta casa que você construiu para colocar o meu nome para sempre, e os meus olhos e meu coração estarão nele para sempre ” Y (1 Reis 9:3).
      Obviamente, Deus não teria abençoado Salomão e “santificado” seu templo cheio de estátuas e imagens, se ele não concorda com eles – mais uma prova de que as imagens podem ser bom quando usado para dirigir nossos pensamentos a Deus e às coisas mais altas .
      Lembre-se que São Paulo chama Cristo ” imagem do Deus invisível “(Colossenses 1:15). A palavra grega para “imagem” é Eikonos , da qual deriva a palavra “ícone”. Assim como manter imagens de nos
      sa família e amigos para lembrá-los, temos também estátuas e imagens de nossas casas e igrejas para lembrar-nos de nossa Senhor, da Virgem e dos Santos.

      • Moisés Marques disse:

        Caro EDMILSON, você me deixou uma resposta muito extensa para uma pergunta muito simples, eu respeito muito meus irmãos católicos, pois afinal somos todos irmãos em Cristo e também defendemos os mesmos princípios. Se é desejo dos irmãos em admirar, venerar ou mesmo adorar imagens feitas aos santos católicos, se isso os fazem sentir que estão mais próximos de Deus não sou eu feito de carne e osso e cheio de pecados que vou discordar ou mesmo acusá-los de estarem pecando, mas a minha pergunta foi: Se posso pedir diretamente ao dono da vida Jesus Cristo, porque iria pedir a outra pessoa?

        • Rita de Cassia disse:

          Peça se vc quiser, se vc não quiser não peça, temos o livre arbítrio, se eu acredito que eles podem me ajudar o que isso ofende vc? nós católicos temos amor no coração, vejo os evangélicos frios, falta espirito, vivem para incomodar os católicos, criticas em sima de criticas, entram em sites católicos para incomodar, ISSO É O QUE JESUS TE PEDIU? vou deixar pra vc um link sobre NOSSA SENHORA que os cientistas não explicaram ainda e tem provas suficientes que são impossíveis de se questionar, NOSSA SENHORA DE GUADALUPE
          PESQUISE E NEGUE SE CONSEGUIR https://www.youtube.com/watch?v=A3kvuFI7yuM#t=2632
          outra coisa, vc sabia que LUCAS (SÃO LUCAS) era escultor e esculpiu várias imagens, inclusive uma de NOSSA SENHORA com menino JESUS no colo, neste video aí vc vai ver, foi a própria VIRGEM MARIA quem contou a infância de JESUS pra ele,
          TENHO INUMERAS GRAÇAS RECEBIDAS ATRAVÉS DELA, uma delas é minha filha de 20 anos que nem era pra ter nascido

          http://blog.cancaonova.com/amigosdoceu/2013/06/26/nsa-sra-perpetuo-socorro/

    • nando gomes disse:

      Na intercessão, pedimos junto com os santos à Cristo, portanto, qualquer pedido, direto ou em conjunto da intercessão, é dirigido a Cristo.
      O amor de Deus se manifestar na comunhão e não no egoismo da pessoalidade exclusivista.
      Lembre-se que o Mestre disse: Onde estará dois ou mais eu estarei entre eles.

  3. carlos terencio disse:

    parabens aos nobres irmaos da frente lepanto em defender o magisterio da igreja a tradiçao e abiblia hoje muitas pessoas usam verdades da biblia e as transforman em mentiras apenas uma correçao não existe bom ladrao e sim ladrao arrependido apreendi com um padre esta expressao,saudaçoes em cristo e maria

  4. Romualdo Xavier disse:

    Irmãos possamos meditar umas passagens:
    Mateus 17,3 “e eis que lhes apareceram Moisés e Elias conversando com ele”
    E o que Jesus disse ao bom ladrão? “HOJE MESMO estarás comigo no paraíso.”
    Somos muito ignorantes ainda para compreendermos o mistério de Deus, como dizia santo Agostinho, Deus não esta no tempo mais na eternidade e o tempo não passa sobre ele…
    O santo nos conforta e nos leva a presença de Deus.
    “Eliseu morreu e foi sepultado. Guerrilheiros moabitas faziam cada ano incursões na terra.
    Ora, aconteceu que um grupo de pessoas, estando a enterrar um homem, viu uma turma desses guerrilheiros e jogou o cadáver no túmulo de Eliseu. O morto, ao tocar os ossos de Eliseu, voltou à vida, e pôs-se de pé.” 2 reis,20-21
    Para quem quer crer ou não a palavra e bem clara. São homens de Deus e mesmo estando mortos (para o mundo) já renasceram para Cristo, e a segunda morte não lhes fará mal algum.
    “abriram-se os túmulos e muitos corpos dos santos falecidos ressuscitaram…” Mt 27,52

    • Estevão disse:

      Romualdo Xavier pode ter certeza que a

      INTERCESSÃO DOS SANTOS É BIBLICAMENTE.

      Saibas que uma das maiores Heresias entre os protestantes está em não aceitar a intercessão dos Santos que estão diante de Deus e rezam por nós aqui na terra, na verdade esses hereges nem sabem o que é uma intercessão, assim eles nos perseguem com sofismas e falácias sobre uma situação clara dentro da Bíblia Sagrada.
      Primeiramente devemos entender que os Anjos são mensageiros, assim como está no maravilhoso livro de Tobias.
      Tobias 12
      12. Quando tu oravas com lágrimas e enterravas os mortos, quando deixavas a tua refeição e ias ocultar os mortos em tua casa durante o dia, para sepultá-los quando viesse a noite, eu apresentava as tuas orações ao Senhor.
      15. Eu sou o anjo Rafael, um dos sete que assistimos na presença do Senhor.
      Veja que Rafael se apresenta como um dos 7 Anjos que estão na presença de Deus e possuem essa missão de levar nossa orações até Deus. Veja que São João também usou o termo do livro de Tobias para escrever o Apocalipse.
      Apocalipse 8
      2. Eu vi os sete Anjos que assistem diante de Deus. Foram-lhes dadas sete trombetas.
      Ainda existem hereges que dizem não ser inspirado o livro de Tobias usado e lido por São João, mas voltando ao assunto o livro de Tobias nos mostra que nossas orações aqui na terra são levadas ao Reino dos Céus e são apresentadas a Deus.
      Já no apocalipse São João nos descreve uma situação parecida com a citada nos livro de Tobias, mas dessa vez o Anjo pega as orações dos Santos que estão na presença de Deus e as joga essas orações sobre a terra. (Intercessão)
      Apocalipse 8
      3. Adiantou-se outro anjo e pôs-se junto ao altar, com um turíbulo de ouro na mão. Foram-lhe dados muitos perfumes, para que os oferecesse com as orações de todos os SANTOS no altar de ouro, que ESTÁ adiante doTRONO.
      4. A fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com as orações dos santos, diante de Deus.
      5. Depois disso, o anjo tomou o turíbulo, encheu-o de brasas do altar e lançou-o por TERRA; e houve trovões, vozes, relâmpagos e terremotos.
      Eu fico maravilhado com o livro do Apocalipse, pois é o livro que possui mais informações sobre a doutrina da única Igreja do Nosso Senhor Jesus Cristo.
      Observem:

      Primeiro o Anjo recebe o perfume (incensado) que são as orações de todos os Santos que estão diante de Deus.
      Segundo o Anjo toma o turíbulo com as orações dos Santos e enche de brasa do altar.
      Terceiro ele joga essas orações dos Santos que estão diante de Deus (incensadas) SOBRE A TERRA.
      Realmente não preciso explicar mais nada, o livro do Apocalipse aprova a intercessão dos Santos, doutrina da única Igreja do Nosso Senhor Jesus Cristo, por isso o autor de Hebreus inspirado pelo Espírito Santo escreveu que estamos cercados por uma nuvem de testemunhas.
      Hebreus 12
      1. Desse modo, cercados como estamos de uma tal nuvem de testemunhas, desvencilhemo-nos das cadeias do pecado. Corramos com perseverança ao combate proposto, com o olhar fixo no autor e consumador de nossa fé, Jesus.

      Nuvem = está no céu.
      Testemunhas = Mártires que morreram em nome de Jesus Cristo.
      Que todos os Santos continue rezando nós que ainda estamos na Igreja terrena e peregrina, assim também os Anjos que continuem com seu trabalho de nos enviar essas orações.
      Grande Judas Macabeus homem de Deus, o mesmo Deus lhe concedeu uma visão celestial onde foi revelada claramente a intercessão dos Santos.
      Fatos narrados no livro dos Macabeus, por sinal um dos livros mais inspirados que existem.
      II Macabeus 15
      11. Assim armou a todos não com a segurança que vem das lanças e dos escudos, mas com a coragem que suscitam as boas palavras. Narrou-lhes ainda uma visão digna de fé uma espécie de visão que os cumulou de alegria.
      12. Eis o que vira: Onias, que foi sumo sacerdote, homem nobre e bom, modesto em seu aspecto, de caráter ameno, distinto em sua linguagem e exercitado desde menino na prática de todas as virtudes, com as mãos levantadas, orava por todo o povo judeu.
      13. Em seguida havia aparecido do mesmo modo um homem com os cabelos todos brancos, de aparência muito venerável, e nimbado por uma admirável e magnífica majestade.
      14. Então, tomando a palavra, disse-lhe Onias: Eis o amigo de seus irmãos, aquele que reza muito pelo povo e pela cidade santa, Jeremias, o profeta de Deus.

      Romualdo Xavier saibas que a maior desculpa protestante para não acreditar que um Santo possa receber as nossas orações é o sofisma de que:

      “Os Santos não onipresentes e nem onipotentes.”
      Como se Deus não pudesse conceder aos seus Santos o direito de receber as nossas orações e nossos pedidos de intercessão,

      porém Romualdo Xavier eu vou mostrar Biblicamente que um Santo de Deus pode sim receber as nossas orações e os nossos pedidos de intercessão, mesmo não tendo onipresença e onisciência própria.
      Atos 16
      9. De noite, Paulo teve uma visão: um macedônio, em pé, diante dele, lhe rogava: Passa à Macedônia, e vem em nosso auxílio!
      10. Assim que teve essa visão, procuramos partir para a Macedônia, certos de que Deus nos chamava a pregar-lhes o Evangelho.
      São Paulo não precisou de onipresença e nem de onisciência própria para assim receber a oração do Macedônio.

      amigo esse site é muito bom vê outros artigos tem uns debates que vi aqui entre católicos e uns protestantes e os protestantes passaram vergonha gostei muito do conhecimentos de uns católicos um abraço

      Romualdo Xavier

  5. Freitas disse:

    Amados irmaos permita lhes dizer q este debate é em vão,a palavra de Deus nao volta atras.
    jesus está voltando,Ele é a verdade o caminho e a vida.
    Deixa o espirito santo abrir seus olhos antes que seja tarde.

  6. Susana Leite disse:

    Quais igrejas(cristãs) existiam antes do protestantismo surgir? De fato, somente a católica, criada por Nosso Senhor Jesus! Os protestantes gostam muito é de julgar-nos ao invés de se preocupar com sua vida!
    “SOU SANTA E PECADORA E MINHA IGREJA TAMBÉM É, POREM NÃO TROCO A MINHA FÉ POR OUTRA FÉ!!!”.

    • Salve Maria!
      Me perdoe Susana, uma pequena correção…
      Tu és de fato uma pecadora que busca a santidade na Una Igreja do Nosso Senhor, o que é dever de todos nós, porém, esta Igreja é sempre Santa, sendo que só seus filhos, religiosos ou leigos, é que podem ser pecadores, a Igreja nunca! O Papa João Paulo II pede perdão pelos pecados dos “filhos da Igreja”, e não dos pecados da Igreja.
      In corde Jesu et Maria, semper!

  7. edmilson disse:

    amigos o protestantismo é uma farsa eles misturam as coisas aqui tem mais provas
    de como um protestante é cabeça dura

    As diferencas entre mediador e intercessor

    Muitos protestantes nos acusam de colocar Maria e os Santos no lugar do Único Mediador entre os homens e a Deus-Pai , que é Jesus Cristo:
    I Timoteo 2:5 Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.

    Logicamente como todos os Cristãos, nós católicos acreditamos que as graças vem por meio de Jesus Cristo, como o mediador primário. Isto não quer dizer que nós não nos dirigimos a Deus Pai ou ao Espírito Santo diretamente. A inferência lógica da tradução de 1Timóteo 2,5 é aquela que nós precisamos sempre ir primeiro a Cristo. Mas também temos as palavras do próprio Cristo, que nos disse que, quando rezamos, precisamos dizer: “Pai nosso que estais no céu…” Que aquele texto de 1Timóteo 2,5 não é para ser tomado literalmente fica evidenciado em outra fonte, também do punho de São Paulo:
    “Rogo-vos, irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo e pelo amor do Espírito, que luteis juntamente comigo nas vossas orações por mim a Deus” (Romanos 15,30).
    Então fica claro que nós católicos temos apenas um Mediador, mais vamos começar pela analise das palavras mediador e intercessor muito confundido e mal interpretado entre os protestantes:

    Mediador: Aquele que media duas partes. Um exemplo prático é uma criança que quer pedir ao pai um brinquedo, mas não tem coragem de pedir diretamente. Então, ele pede à mãe e esta faz o pedido ao pai.

    Esquematicamente: Filho => Mãe => Pai

    Intercessor: Aquele que intercede, ajuda. Adotando e adaptando o exemplo acima, o filho quer um brinquedo e pede diretamente ao pai. Para tentar convencer o pai, ele pede a intercessão (ajuda) da mãe.

    Assim: Filho + Mãe => Pai

    Então apenas vendo a diferença entre as palavras vemos que é um erro a acusação protestante de que colocamos Maria e os santos no lugar de Jesus, afinal o unico que pode e fez o homem ter de novo a comunhão com Deus foi Jesus, o Salvador anunciado centenas de anos antes de seu nascimentos pelos profetas.

    Romanos 5:19 Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos.
    Romanos 6:6 Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado.

    Deus atraves da Historia sempre utilizou de intercessores, quer seja de sua palavra ou quer seja de sua graça. Um exemplo que eu costumo utilizar é o caso do homem preso na enchente:

    Então o homem estava preso sobre um carro numa terrível enchente e agua subia rapidamente, mais mesmo assim o homem estava confiante, quando veio um rapaz num barco e disse:
    -Rapido suba no barco, que a agua esta subindo rapido demais!!
    O homem respondeu:
    -Nao! Vou ficar , Jesus me salvará.
    O Homem do barco se foi, entao a agua ja batendo no peito apareceu um helicoptero e gritaram:
    -Vamos segure a corda!!
    O homem respondeu:
    -Nao Jesus me salva!
    Até que o homem faleceu e se encontrou com Jesus e perguntou a Ele:
    -Senhor , te esperei tanto o Senhor me salvar!!
    Ai Jesus responde:
    -Mas meu filho, te mandei barco, um helicoptero só você nao viu .

    Resumindo, Deus usa de nossas orações e intercessoes pelo proximo para sua obra de Salvação, basta você enxergar a vontade do Senhor que se utiliza da nossa intercessao e intermedio:
    Atos 19:11-12 “Deus fazia milagres extraordinarios por intermedio de Paulo, de modo que os lenços e outros panos que tinham tocado o corpo eram levados aos enfermos e afastavam-se deles as doenças e retiravam-se os espirtos malignos”

    Atos 5:15 “Punham-nos em leitos e macas a fim de que, qdo Pedro passasse,ao menos sua SOMBRA cobrisse alguns deles”

    Sem contar que se a pessoa viva pode interceder e elevar para o proximo mesmo estando longe de Deus , então a oração de uma pessoa que ja esta na graça de Deus esta oração é muito mais eficaz.
    Nosso Senhor nos manda “Orar uns pelos outros” (MT 5, 44).

    S. Tiago nos ordena de “orar uns pelos outros” (Tgo. 5, 16).

    S. Paulo diz que “ora pelos colossenses” (Col. 1, 3).

    2 Corintios 1:11= Se nos ajudar tambem a vos com oraçoes em nossa intenção.Assim esta graça obtida por intervenção de muitas pessoas lhes será ocasião de agradecer a Deus a nosso respeito.

    Os Santos e Maria apenas nos intercedem junto a Jesus levando nossas orações. É por isso que a doutrina católica chama Nossa Senhora de “Mediatrix ad Christum mediatorem”, isto é, “Medianeira junto a Cristo mediador”. Deste modo, Cristo fica como único mediador entre Deus e os homens; e a Virgem Maria fica uma “medianeira junto a Cristo”. Houve um meio estabelecido pelo próprio Cristo para conhecer a Ele. Nosso Senhor Jesus Cristo escolheu doze apóstolos para ensinar a todos quem Ele era, e quem não ouve esses mediadores de Cristo, não ouve o próprio Cristo: “Quem vos ouve, a Mim ouve” (Lc, X, 16). Cristo exigiu que ouvíssemos seus apóstolos e evangelistas como “mediadores segundos ou secundarios”.

    O poder de interceder está expresso em diversas passagens das Sagradas Escrituras, como nas Bodas de Caná, onde Nosso Senhor não queria fazer o milagre, pois “ainda não havia chegado Sua hora” e “o que temos nós a ver com isso (com a falta de vinho)?”. Bastou Nossa Senhora pedir para que seu Filho fizesse o milagre, que Ele adiantou sua hora para atender à intercessão de sua Mãe Santíssima. Que tamanho poder de intercessão têm Nossa Senhora! Fazer com que Deus, por assim dizer, mudasse seus planos? É tal o poder de Nossa Senhora que a doutrina católica a chama de onipotência suplicante, ou seja, Aquela que tem, por meio da súplica a seu Filho, o poder onipotente!

    Existem diversas passagens da Sagrada Escritura em que Deus só atende por meio da intercessão dos santos, como no caso de Jó (já visto), em que Deus expressamente mandou que o fiel pedisse através de seu servo Jó. Ou mesmo o caso do discípulo de Santo Elias, que só fazia milagres quando pedia através do Deus de Elias.Veja mais passagens no artigo intercessão dos santos.
    É natural que Deus atenda àqueles que estão mais perto dele do que àqueles que estão mais distantes. Quanto maior a virtude de uma pessoa, tanto mais perto de Deus ela está e tanto mais pode interceder por nós. Até porque aquele que está mais longe de Deus nem sequer mais eleva seus pensamentos e orações.

    O temos que tomar mais cuidado ao ler a Biblia é nao cairmos no fundamentalismo religioso, que se trata de interpretar os textos sagrados ao pé da letra, este é o chamado leitura fundamentalista , oras a biblia existem varias passagens que mostra mediadores, o que nao significa tirar o lugar de Jesus, como unico mediador, veja uns exemplos:

    A propria biblia aplica a Moisés o título de Mediador:

    Deuteronomio 5:5 “Eu fui naquele tempo interprete e mediador entre o Senhor e vós”

    Paulo na mesma carta que afirma Jesus como Único mediador entre Deus e os homens, também indica Mediadores secudarios:

    I Timoteo 2:15 “Recomenda que faça preces , orações , suplicas e ações de Graças por todos os homens”

    Leave a comment

    Respostas aos Protestantes Sobre Intercessão

    Os Protestantes dizem que quem intercede por nós são os que estão vivos, e os que morreram não pode interceder por nós, pois estão dormindo e esperando a ressurreição. Vejamos como isso é falso.De imediato, é bom lembrar que Cristo levou no mesmo instante o bom ladrão. Pois ele disse: “hoje estarás comigo no paraíso”. (Lucas 23,43). Podemos ver que o bom ladrão está bem acordadão, não é mesmo? e que Jesus não está mais sozinho no Paraíso. Na parábola do rico e de Lázaro, observamos também que não dormem.
    Os que já estão na glória de Deus pode interceder junto a Cristo por nós. É o que veremos de agora em diante

    Os Anjos e os Santos intercedem a Deus por nós

    Os Santos no céu estão na mesma condição dos Anjos, pois conservam as suas naturezas individuais e intelectuais, e possuem a mesma Luz divina na qual vêem a Deus, e em Deus e tudo que a sua mente pode conhecer “Na tua Luz veremos a Luz” – (Salmos 35,10). Por isso, a Bíblia afirma que os Santos “julgarão o mundo” (1Coríntios 6,2). Para fazerem esse julgamento devem conhecer os atos nele praticados. Portanto, os Santos conhecem as nossas precisões e intercedem por nós como nossos amigos junto de Deus.

    É o que lemos em várias passagens da Bíblia:

    a) Em Jeremias lemos: “E o Senhor me disse: ‘ainda que Moisés e Samuel se apresentassem diante de mim, o meu coração não se voltaria para esse povo” (Jeremias 15,1). Ora, Moisés e Samuel já não eram do números dos vivos, e podiam, no entanto, interceder pelo povo.

    Note-se que em (2 Macabeus 15,14), o próprio Jeremias, já falecido, é apresentado como, quem “muito ora pelo povo e pela cidade santa”.

    b) No Apocalipse São João narra a visão que teve de Jesus Cristo em seu trono de glória, e como, diante d’Ele, se apresentavam anciãos “com taças cheias de perfume, que são as orações dos santos” (Apocalipse 5,8) ( Apocalipse 8,4). Esses anciãos significam os “Santos da glória” ao apresentarem a Jesus as orações dos “santos da terra”, ou seja, os fiéis de Cristo nesse mundo. Trata-se de uma forma de mediação secundária dos Santos entre Cristo e os seus fiéis.c) No 1º livro dos Reis lemos que Deus prometeu a Salomão conservar para seu filho (Davi) a tribo ou reino de Judá, “em atenção” e “por amor ao seu servo Davi” (já morto) (1Reis 11,11-13). Isso significa que Deus toma em consideração os pedidos dos seus amigos também do Céu, os Santos.
    d) Igual sentido tem a oração de Moisés pedindo a Deus que poupasse o povo culpado em atenção aos patriarcas Abraão, Isaac e Jacó, todos já falecidos (Êxodo 32,11-14).

    e) Ainda no 2º livro dos Reis a Bíblia narra o milagre da ressurreição de um morto, ao contato com os ossos do profeta Eliseu (2 Reis 13,21).

    Note-se que nesse texto está divinamente aprovada ainda a prática católica de se guardarem com respeito as relíquias dos Santos, pois, também através delas Deus pode nos conceder graças e favores.

    f) Na Parábola do pobre Lázaro e do rico, Jesus apresenta Abraão sendo rogado pelo mal rico que fora condenado ao inferno (Lucas 16, 27). No caso, o mal rico não podia ser atendido. Mas com esse fato Jesus significou a possibilidade de se pedir ajuda aos amigos de Deus que estão no céu, pois o mal rico pediu intercessão de Abraão.

    g) Se os santos da terra (os fiéis em Cristo) intercedem junto de Deus pelas necessidades dos irmãos, conhecidos e desconhecidos (são incontáveis os casos na Bíblia), quanto mais os Santos da glória que, na Luz divina, conhecem perfeitamente as nossas precisões (como acima ficou provado). Eles intercedem com certeza por nós junto de Deus. Ler ainda (Sabedoria 18,20-22).

    Para nós Católicos os santos já estão no Céu,e podem interceder por nós ( Apocalipse 6,9-10) (Apocalipse 5,9) (Apocalipse 14,3) e (Apocalipse 15,3)Por fim, um argumento de reta razão ou do bom senso:
    É conforme à natureza dos seres criados por Deus que os inferiores obtenham favores dos superiores também pela mediação de amigos de ambos. A própria mediação de Cristo tem por base este princípio. Ora, os Santos são amigos de Deus e nossos na glória (Lucas.16,9). Logo, eles não só podem, mas realmente intercedem por nós junto de Deus.

    Conclusão: aí estão alguns dos fundamentos bíblicos da prática católica da devoção ou culto dos anjos e dos Santos. A isso os evangélicos costumam apresentar que há um só Mediador, Jesus Cristo (1Timóteo 2,5).
    A isso se responde completando a citação no versículo 06 assim: “. . . o Qual Se entregou em Redenção por todos”. Cristo é, sim, o único Mediador, mas “de redenção”. O que não exclui a mediação de intercessão dos Anjos e Santos, como acima ficou provado.
    E mais: estando os “Santos da glória” na mesma condição dos Anjos, eles podem também ser venerados como os Anjos o foram por homens justos ou seja, pelos fiéis, conforme se lê na Bíblia.

    Pelo fato de os habitantes do céu estarem unidos mais intimamente com Cristo, consolidam com mais firmeza na santidade toda a igreja. Eles não deixam de interceder por nós junto ao pai, apresentando os méritos que alcançaram na terra pelo único mediador de Deus e dos homens, Cristo Jesus. Por conseguinte, pela fraterna solicitude deles, a nossa fraqueza recebe o mais valioso auxilio.
    Sendo os Santos amigos de Deus pela santidade, e nossos, pela sua perfeita caridade, é justo que lhes tributemos os louvores que, sob esse duplo título, merecem; e que nos recomendemos à sua intercessão junto de Deus. É justo, visto que neles também se realiza, embora em grau bem menor, mas bem verdadeiro, o que disse de Si mesma, mas cheia do Espírito Santo, a mais santa que todos os Santos, Maria Santíssima: Todas as gerações me proclamarão bem-aventurada, porque fez em mim grandes coisas o Todo-Poderoso” (Lucas 1,48-49)Vê-se, por essas palavras inspiradas, que o louvor dos Santos redunda em louvor e glória de Deus, pois os Santos são obras-primas da sua sabedoria, bondade e poder. Quando os louvamos, é a seu Autor que louvamos. De fato, sendo Deus admirável em seus Santos, e os Santos, obra de sua graça (à qual eles corresponderam fazendo a sua parte), Deus os ama sob esse título. Aliás, no preceito de “amar e honrar a Deus” está incluindo o de amar e honrar a tudo o que Ele ama e honra, e segundo a ordem com a qual Ele o faz. E Deus ama, de modo especial, os seus Santos: a Jesus Cristo enquanto Homem, depois a Nossa Senhora, e depois aos Anjos e todos os Santos da glória; e também às santas almas do Purgatório. E depois, aos que ainda pelejam neste mundo.

    1 Comment
    Publicado por afeexplicada em 20/05/2011 em Apologética, Intercessão

    Tags: Apologética, Intercessão

    A Intercessão dos Santos do Céu é Bíblica

    Jesus é o único Salvador e não o único intercessorQuando Paulo diz que Jesus “é o único mediador entre Deus e os homens” (1Tm 2,5-6), ele quer dizer que Jesus é o único Salvador e não o único intercessor. Para confirmar, observe que o vs 6 fala sobre “salvação” e não sobre “intercessão”:
    “Jesus Cristo, homem, que se entregou como resgate por todos”

    Na verdade, existem muitos intercessores. O novo testamento está repleto de passagens que nos exortam a interceder uns pelos outros, inclusive, a que precede o versículo citado acima:

    “Acima de tudo, recomendo que se façam preces, orações, súplicas, ações de graça por todos os homens (…). Isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador” (1Tm 2,1-3).

    “Orai uns pelos outros para serdes curados” (Tg 5,16b)

    Logo, Jesus não pode ser o único intercessor. No entanto, todo e qualquer intercessor, sempre ora e obtém a graça em nome de NS Jesus Cristo, e não em seu próprio nome. Pois é somente através de Jesus Cristo que temos acesso ao Pai.

    Quanto mais santo o intercessor, mais eficaz é a intercessão.
    Diz ainda a Bíblia, que quanto mais santo o intercessor, maior a eficácia da oração:

    “A oração do justo tem grande eficácia.” (Tg 5,16c)

    Ora, se a oração de um justo tem grande eficácia, não há dúvida que é melhor pedir a intercessão de um justo do que de um pecador. E, como não existem homens neste mundo mais santificados do que aqueles que já estão no Céu, obviamente, é melhor pedir a intercessão de um santo do Céu do que de um homem que ainda vive neste mundo.

    Os santos do Céu estão vivos.

    Porém, argumentam alguns: “Mas como podem interceder se estão mortos e inconscientes?” E quem disse que estão mortos aqueles que estão VIVOS diante do Trono de Deus, porque o nosso Deus não é Deus de mortos, mas de vivos, como ensinou Jesus:
    “Moisés chamou ao Senhor: Deus de Abraão, Deus de Isaac, Deus de Jacó. Ora Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos porque todos vivem para Ele.” (Lc 20, 37-38)

    Portanto, Jesus nos diz que os santos falecidos (como Abraão, Isaac e Jacó) estão vivos na Presença de Deus, pois VIVEM para Ele. Não estão mortos, nem inconscientes! O livro do Apocalipse também ensina que os santos falecidos não estão adormecidos, mas mesmo antes da ressurreição, suas almas dialogam e intercedem junto a Deus:

    “Vi sob o ALTAR as ALMAS DOS HOMENS IMOLADOS por causa da Palavra de Deus e por causa do testemunho que dela tinham prestado. E CLAMARAM EM ALTA VOZ: Até quando ó Senhor, Santo e Verdadeiro, tardarás a fazer justiça, vingando o nosso sangue contra os habitantes da terra? A cada um deles foi dada, então, uma veste branca, e foi-lhes dito, também, que aguardassem ainda um pouco, até que se completasse o número dos seus companheiros e irmãos, que iriam SER MORTOS COMO ELES.” (Apc 6,9-11)

    Neste diálogo, as almas dos santos falecidos clamam a Deus para que apresse o Dia do Juízo Final. Observe que as almas não estão adormecidas, mas estão sob o altar de onde falam com Deus. Elas clamam ansiosas pelo Dia do Juízo Final, que será também o dia da aguardada ressurreição da carne. Deus lhes dá uma veste branca (símbolo da santidade) e ordena que aguardem mais um pouco. E, enquanto aguardam, o que fazem estas almas? Aguardam adormecidas ou vivas e acordadas? Vejamos:

    “Então um dos anciões falou comigo e perguntou-me: Esses, que estão revestidos de vestes brancas, quem são e de onde vêm? Respondi-lhe: Meu Senhor, tu o sabes. E ele me disse: Esses são os SOBREVIVENTES da grande tribulação. Lavaram as suas vestes e as alvejaram no sangue do Cordeiro. Por isso, ESTÃO DIANTE DO TRONO DE DEUS, E O SERVEM, DIA E NOITE, NO SEU TEMPLO.” (Apc 7,13-15)

    Portanto, esta é a situação das almas enquanto aguardam pelo ansioso dia do Juízo Final e da ressurreição da carne, quando finalmente “Deus os abrigará em sua tenda e não haverá nem fome, sede, sol ou calor e Deus enxugará toda lágrima de seus olhos” (Apc 7,15-16). Veja também como estas almas (os santos, pois estavam com vestes brancas, símbolo da santidade), intercedem diante do Trono de Deus:

    “Outro anjo pôs-se junto ao ALTAR, com um turíbulo de ouro na mão. Foram-lhe dados muitos perfumes para que os oferecesse com as ORAÇÕES DE TODOS OS SANTOS NO ALTAR de ouro, que ESTÁ ADIANTE DO TRONO. A fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com AS ORAÇÕES DOS SANTOS, DIANTE DE DEUS.” (Apc 8,3-4)

    Eis aí uma passagem bíblica que nos garante a intercessão dos santos falecidos, e que agora estão diante do Trono de Deus. São oferecidas a Deus as orações de TODOS os santos. Se são de todos os santos, são tanto as orações dos santos da terra (cristãos que levam uma vida santa) quanto dos santos do Céu (que estão vestidos de branco diante do Trono de Deus). Embora este trecho da abertura dos 7 selos esteja se referindo aos santos do Céu (no quinto, sexto e sétimo selos), podemos entender as orações que chegam a Deus, também vindas dos santos da terra, pois é afirmado ser as orações de TODOS os santos.

    Um exemplo destas orações de santos falecidos, encontra-se em Macabeus. Nela, Judas Macabeus relata uma visão que teve de Onias e Jeremias, já falecidos, intercedendo pelo povo:

    “Onias (…) estava com as mãos estendidas, INTERCEDENDO por toda a comunidade dos judeus. Apareceu a seguir um homem notável (…) Esse é aquele que MUITO ORA pelo povo e por toda cidade santa, é Jeremias, o Profeta de Deus.” (2Mac 15,12-14)

    E como os santos conhecem nossas preces? Eles são onipresentes?

    De modo algum. Só Deus é Onipresente. No entanto, todos pertencemos ao Corpo Místico de Cristo no qual vivenciamos a comunhão dos santos, ou seja, vivenciamos o fluxo de amor e relacionamentos entre todos os membros do Corpo Místico. De um modo especial, os santos que estão no Céu já possuem uma relação de profunda intimidade com Deus, de modo que através da onipresença de Deus, os santos tomam conhecimento das preces que lhes são dirigidas. Em outras palavras, é o próprio Deus quem lhes transmite as nossas preces.

    Eis como Dom Estevão Bettencourt explica esta questão:

    “Os bem-aventurados têm conhecimento das preces que neste mundo lhes são dirigidas, pois Deus, que fez os homens solidários entre si, não permite que essa comunhão seja dissolvida pela morte. Por isso pedimos aos santos que intercedam por nós no Céu, e Deus lhes dá a conhecer nossas orações para que, de fato, eles rezem por nós ao Pai.”

    Mas, então, qual a necessidade desta intercessão, se Deus já conhecia a prece antes mesmo do santo interceder?Na verdade, toda e qualquer prece feita neste mundo, já era do conhecimento de Deus, antes mesmo de nós formularmos nossas súplicas. Embora assim seja, Deus quer façamos nossas súplicas. Vejamos o que disse Jesus a respeito:

    “O Pai já sabe de vossas necessidades antes mesmo de pedirdes.” (Mt 6,8)

    “Pedi e recebereis, para que a vossa alegria seja completa.” (Jo 16,24)

    Embora Jesus reconheça que Deus já conheça nossas necessidades antes mesmo de fazermos nossa prece, Jesus insiste que devemos formular nossas preces dizendo: Pedi e recebereis. Porquê?

    Para que tenhamos um diálogo, uma relação com Deus através da oração. Ora, esta relação amorosa, Deus também deseja que exista entre todos os membros do seu Corpo Místico. Por isso, mesmo já conhecendo de ante-mão as nossas súplicas, Deus incentiva a prática da oração e da intercessão para que exista este relacionamento amoroso entre nós e Deus e também entre todos os filhos de Deus, ou seja, para que “a nossa alegria seja completa”.

    Interceder por alguém é um ato de amor entre os filhos de Deus. Deixar de interceder é falta de amor. Deus jamais proibirá a intercessão porque Deus é Amor.

    “Naquele dia pedireis em meu nome e já não digo que rogarei ao Pai por vós. Pois o mesmo Pai vos ama, porque vós me amastes e crestes que saí de Deus.” (Jo 16,26-27)

    O Catecismo diz:
    49.6 Intercessão dos santos
    §956 A intercessão dos santos. “Pelo fato de os habitantes do Céu estarem unidos mais intimamente com Cristo, consolidam com mais firmeza na santidade toda a Igreja. Eles não deixam de interceder por nós ao Pai, apresentando os méritos que alcançaram na terra pelo único mediador de Deus e dos homens, Cristo Jesus. Por conseguinte, pela fraterna solicitude deles, nossa fraqueza recebe o mais valioso auxílio”: Não choreis! Ser-vos-ei mais útil após a minha morte e ajudar-vos-ei mais eficazmente do que durante a minha vida.

    49.7 Intercessão no Antigo Testamento
    §210 “DEUS DE TERNURA E DE COMPAIXÃO” Depois do pecado de Israel, que se desviou de Deus para adorar o bezerro de ouro, Deus ouve a intercessão de Moisés e aceita caminhar no meio de um povo infiel, manifestando, assim o seu amor. A Moisés, que pede para ver sua glória, Deus responde: “Farei passar diante de ti toda a minha beleza e diante de ti pronunciarei o nome de Iahweh” (Ex 33,18-19). E o Senhor passa diante de Moisés e proclama: “Iahweh, Iahweh, Deus de ternura e de compaixão, lento para a cólera e rico em amor e fidelidade” (Ex 34,6). Moisés confessa então que o Senhor é um Deus que perdoa.

    I.49.8 Intercessão pelos defuntos
    §958 A comunhão com os falecidos. “Reconhecendo cabalmente esta comunhão de todo o corpo místico de Jesus Cristo, a Igreja terrestre, desde os tempos primevos da religião cristã, venerou com grande piedade a memória dos defuntos (…) e, `já que é um pensamento santo e salutar rezar pelos defuntos para que sejam perdoados de seus pecados’ (2Mc 12,46), também ofereceu sufrágios em favor deles.” Nossa oração por eles pode não somente ajudá-los, mas também tornar eficaz sua intercessão por nos.

    §2574 Moisés e a oração do mediador Logo que começa a se realizar a Promessa (a Páscoa, o Êxodo, a entrega da Lei e a conclusão da Aliança), a oração de Moisés é a figura surpreendente da oração de intercessão que se realizará no “único Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus” (1 Tm 2,5).

    • Romualdo Xavier disse:

      IRMÃOS POSSAMOS MEDITAR UMAS PASSAGENS:
      MATEUS 17,3 “e EIS QUE LHES APARECERAM MOISÉS E ELIAS CONVERSANDO COM ELE”
      E O QUE JESUS DISSE AO BOM LADRÃO. HOJE MESMO ESTARÁS NO PARAÍSO.

      SOMOS MUITO IGNORANTE AINDA PARA COMPREENDERMOS O MISTÉRIO DE DEUS, COMO DIZIA SANTO AGOSTINHO, DEUS NÃO ESTA NO TEMPO MAIS NA ETERNIDADE E O TEMPO NÃO PASSA SOBRE ELE…
      OS SANTOS NOS CONFORTA E NOS LEVA A PRESENÇA DE DEUS.

      ” Eliseu morreu e foi sepultado. Guerrilheiros moabitas faziam cada ano incursões na terra.
      Ora, aconteceu que um grupo de pessoas, estando a enterrar um homem, viu uma turma desses guerrilheiros e jogou o cadáver no túmulo de Eliseu. O morto, ao tocar os ossos de Eliseu, voltou à vida, e pôs-se de pé.” 2 REIS,20-21

      PARA QUEM QUER CRER OU NÃO A PALAVRA E BEM CLARA. SÃO HOMENS DE DEUS E MESMO E ESTÃO MORTOS (PARA O MUNDO)E RENASCERAM PARA CRISTO.

      “ABRIRAM-SE OS TÚMULOS E MUITOS CORPOS DOS SANTOS FALECIDOS RESSUSCITARAM…” Mt 27,52

      Existe a intercessão dos Santos mais lembrem-se que eles nos levam a encontrar o amor por Jesus que o caminho a verdade e a vida e ninguém vem ao Pai se não por ele.

      • Helio da cruz dantas disse:

        Estão todos cego Deus conhece as estrelas cada uma pelo seu nome não cai um passarinho do céu se ele não permitir até os fios de nossos cabelo estão contados.
        Se Deus não guardar a casa em vão vigia o sentinela,Deus é soberano ele jamais dará a gloria dele a outro porque não por nossa total confiança a ele o todo poderoso assim como Paulo disse o meu Deus é o Deus desconhecido porque ele não ´podia negar a Cristo seu salvador muitos estão querendo agradar aos homens e desagradando a Deus.
        A bíblia nos diz maldito o homem que confia no homem, e que todos pecarão e estão destitui da gloria de Deus somente através de Jesus que seremos justificado ele é o caminho a verdade e a vida ninguém vem ao Pai a não ser através de Jesus Cristo porque que esses que querem deturpar a palavra de Deus não pedem também para Enoque ou Elias que não viram a morte a Bíblia também diz ai daquele que acrescentar ou diminuir o que está escrito na palavra de Deus ele também ira acrescentar em sia vida.Digo somente não brinque com Deus hoje temos Jesus pedindo por nos por isso que a irá de Deus não cai sobre aqueles que aumentam ou diminui a santa palavra de Deus.no passado quando erá olho por olho nos vimos o que Deus fazia com aqueles que afastavam das suas palavras ele sempre alertava eu sou o seu Deus se me abandonares eu vos abandonarei e realmente quando o povo de Deus se afastava da sua presença Deus virava as costa para eles mais hoje nos temos Jesus la a direita de deus clamando por mim e por ti por isso não somos consumidos muito cuidado em falar o que não esta escrito na santa palavra de Deus.

Deixe seu comentário